<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1159528794088341&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

CANAL WESTCON
Toda informação da tecnologia está aqui.

4 estratégias para garantir a segurança da SD-WAN

  • Categoria:

    Segurança

    | Tempo para ler: 5 min

  • Categoria:

    Redes

    | Tempo para ler: 5 min

Adotar uma rede definida por software tornou-se uma prioridade para as empresas digitais. Saiba como fazer isso sem colocar os dados corporativos em risco.

 

Em um mundo cada dia mais conectado, manter as redes empresariais altamente disponíveis e com uma conexão ágil é um passo essencial para conquistar o sucesso dos negócios.

As empresas precisam ser capazes de trabalhar com tecnologias como IoT, Cloud Computing e Big Data de forma integrada com suas infraestruturas de rede sem que gargalos sejam criados.

Esse é um dos maiores desafios da TI, uma vez que os usuários estão utilizando cada vez mais equipamentos e dispositivos conectados à rede corporativa. É necessário garantir que todos eles funcionem com agilidade e segurança sem que haja interferências diretas na capacidade das políticas de governança.

Para acompanhar essa nova realidade, tornou-se necessário que as corporações investissem na modernização de suas redes, deixando de lado soluções tradicionais e limitadas para implementar opções mais robustas e definidas por software.

É por isso que muitas empresas estão apostando em soluções SD-WAN. Ela corresponde à próxima geração de rede e é capaz de garantir que todos os serviços de TI que dependam de uma conexão de rede possam atender a uma série de requisitos, como disponibilidade, visibilidade e alta performance.

Por meio dela, é possível evitar que as várias conexões de rede de uma empresa tenham problemas de segurança e desempenho em momentos de grande uso.

Quer saber mais sobre a SD-WAN e como garantir a sua segurança? Então continue a leitura deste post!

 

New call-to-action

 

O que é SD-WAN?

A SD-WAN (WAN Definida por Software) é uma abordagem que realiza a virtualização da WAN (Wide Area Network) e possibilita a criação de redes de longa distância com o seu gerenciamento em um único lugar.

Ao contrário da WAN tradicional, a SD-WAN oferece maior agilidade, simplicidade e redução de custos, pois cria uma rede híbrida de acordo com as aplicações em uso. Desse modo, ela é capaz de resolver automaticamente se o canal de transmissão de dados usado será uma rede 4G, se será internet banda larga ou uma rede interna de wi-fi.

Ao utilizar a rede definida por software, a empresa consegue manter suas conexões escaláveis e prontas para lidar com altos fluxos de informações mesmo em momentos de pico de demanda. Independente da aplicação utilizada pelo usuário, ela envia e recebe pacotes de dados com segurança, integridade, baixo custo e rapidez.

No entanto, ainda que proporcione diversos benefícios, a adoção da SD-WAN é um grande desafio. Isso porque, muitas organizações se focam nas suas melhorias, mas não possuem o preparo necessário para essa implementação e acabam se esquecendo de realizar avaliações prévias sobre os cuidados com a segurança da informação.

Considerar que apenas o serviço de suporte e ações básicas de proteção oferecidas pelos fornecedores é suficiente para proteger a rede contra ciberameaças é um grande erro.

Por isso, é necessário tomar algumas medidas para garantir a real segurança da rede corporativa. Confira a seguir quais são elas.

4 estratégias para garantir a segurança da SD-WAN

1. Contar com soluções integradas

Quando a empresa utiliza soluções de segurança independentes acaba por ter uma visibilidade menor e fragmentada, o que acaba gerando uma maior complexidade devido ao grande número de dispositivos conectados.

Portanto, ao utilizar a SD-WAN é fundamental optar por uma solução que seja facilmente integrada à arquitetura existente. Além de se adaptar à estrutura de segurança, ela deve oferecer uma proteção mais robusta e controles centralizados para uma fácil gestão e identificação de ameaças.

2. Utilizar proteção nativa de Next Generation Firewall

É importante buscar por uma solução com segurança interna de Next Generation Firewall, ou Firewall de próxima geração em português, que são tecnologias aprimoradas com recursos que atendem às novas demandas de proteção de ambientes.

Esse tipo de solução possibilita que a empresa realize acompanhamento nativo dos fluxos de trabalho, informações e aplicações, até mesmo quando a rede passa por atualizações de acordo com as demandas.

3. Tenha criptografia de tráfego

Graças a alta mobilidade presente no ambiente corporativo atualmente, o número de dispositivos acessando aplicativos SaaS e outras opções baseadas em Nuvem cresce a cada dia, o que acaba resultando em diversos links de banda larga conectados à rede principal.

Todas essas conexões aumentam a vulnerabilidade da rede e exigem maior confiabilidade e segurança dos dados. Por isso é indispensável que a empresa adote soluções VPN como uma camada extra de proteção de fluxo.

4. Monitorar o tráfego criptografado

Com o aumento do tráfego SSL, cibercriminosos se escondem dentro de caminhos criptografados para evitar serem detectados. Portanto, apenas segurança básica padrão não é suficiente.

É crucial que as organizações invistam, além da conectividade VPN escalonável, em monitoramento dos números de inspeção SSL fornecidos por empresas especializadas. Elas são capazes de encontrar a solução adequada para atender aos requisitos de desempenho e segurança necessários.

Como você pôde ver, a utilização de redes definidas por software podem trazer grandes benefícios para as empresas. Elas são essenciais para acelerar o ritmo da Transformação Digital corporativa. Por isso, para realizar uma implementação bem-sucedida, é fundamental investir em uma parceria com empresas especializadas, capazes de garantir os requisitos de segurança que a rede precisa.

Posts relacionados

7 medidas para reforçar a proteção contra ransomware

O modelo de negócios de ransomware se tornou uma indústria lucrativa para criminosos.

Como as empresas podem se defender de ataques DNS

O DNS é o coração e a alma da internet.

Estratégia de segurança em Nuvem: o que as empresas precisam saber para se proteger?

Como você pode ter certeza de que as informações armazenadas na Nuvem são seguras? Mesmo não havendo certeza, é possível tomar algumas precauções.

Escreva seu comentário