<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1159528794088341&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

CANAL WESTCON
Toda informação da tecnologia está aqui.

Por que investir em firewalls de última geração?

As tradicionais soluções de segurança já não são suficientes para proteger os dados corporativos. Empresas de sucesso já estão implementando ferramentas modernas para se manter seguras.

 

Por que investir em firewalls de última geração?

 

Os avanços da tecnologia da informação e as novas demandas de negócios têm feito com que as corporações precisem de soluções de segurança reforçadas para garantir a proteção de dados sigilosos. O número de vulnerabilidades cresce a todo momento e, dentro deste contexto, o firewall é uma ferramenta indispensável para que as empresas possam contar com uma defesa eficiente.

Porém, os novos desafios de segurança também exigiram que as soluções de firewall fossem aprimoradas com recursos que atendessem às novas necessidades de proteção dos ambientes.

As preocupações de segurança da informação não se limitam mais ao perímetro tradicional das redes, protocolos e bandas. Agora, a TI precisa controlar as aplicações utilizadas no ambiente e o tipo de tráfego que elas geram, o que se torna um problema, já que firewalls tradicionais não possuem essa função.

Os novos firewalls, conhecidos como Next Generation Firewall, destacam-se por conseguir analisar em tempo real a camada 7 em que os softwares estão presentes nas redes corporativas. Ao contrário do tradicional firewall UTM (Unified Threat Management) que apenas conseguia chegar a camada 4 e inspecionar portas lógicas.

Essa nova geração de proteção foi desenvolvida para suprir as limitações do UTM, entregando recursos de controle de aplicação e inspeção de pacotes em uma arquitetura com alta performance.

Ter na empresa um firewall de próxima geração, é ter uma infraestrutura de informação mais segura, em que o administrador da rede poderá controlar o bloqueio de acesso baseado nas aplicações e nos usuários, independentemente de portas, protocolos ou SSL (Secure Socket Layer).

Essa nova tecnologia protege ainda a rede corporativa contra ameaças conhecidas e desconhecidas dentro de aplicações, ficando muito mais fácil e seguro para a área de TI gerenciar o acesso dos usuários.

Para implementar essa tecnologia, é necessário se atentar nas melhores práticas que a solução deve ter. Pensando nisso, criamos uma lista com as características essenciais disponíveis em soluções de firewall da nova geração. Assim, sua revenda poderá orientar os clientes em seus processos de atualização. Confira:

 

1 – Definir quais recursos são realmente importantes para a organização

É necessário ser realista para escolher o que a empresa verdadeiramente precisa. Os fabricantes das soluções irão oferecer todos os recursos como prioridade máxima, mas apenas alguns deles são realmente relevantes para todas as corporações. Muitas vezes, a empresa pode até apresentar falhas na implementação devido a desafios de configuração.

2 – Avaliar o impacto nos recursos disponíveis

Especificações técnicas não são a única consideração a ser feita. Avaliar os custos e processo de implementação também são importantes.

3 – Considerar uma ampla gama de fornecedores

Antes de fazer uma escolha definitiva, é necessário pesquisar diversos fornecedores e outros métodos para realizar testes e identificar a solução que melhor se adapta às necessidades do negócio.

– Identificar a implantação ideal dentro da rede

Firewalls de Próxima Geração são cada vez mais colocados no centro de dados, perto dos ativos mais sensíveis, bem como no perímetro. Mas, é preciso criar planos para as necessidades atuais e futuras, porque diferentes estágios significam diferentes requisitos de desempenho.


Uma característica importante do Next Generation Firewall é a capacidade de identificar cada usuário, independentemente de onde ele esteja e de qual equipamento esteja utilizando, para determinar o que ele pode ou não fazer. Além disso, é mais simples de configurar, o que ajuda a reduzir custos com consultorias e profissionais totalmente especializados e é uma solução mais apropriada ao ambiente corporativo.

 

Baixar e-book gratuito

Posts relacionados

Como a LGPD irá impactar o setor da saúde?

As empresas desse setor precisarão tomar alguns cuidados a mais para proteger os dados de seus usuários. Saiba o que é preciso para ficar em conformidade.

6 passos para criar uma cultura de segurança da informação nas empresas

O desenvolvimento de uma forte estratégia de segurança cibernética requer a compreensão da fonte das violações.

Setor da educação e segurança de dados: quais os impactos da LGPD?

A nova lei de proteção de dados exigirá que empresas de todas as áreas se adequem a suas normas. As instituições de ensino não ficarão de fora dessa, saiba como se preparar!

Escreva seu comentário