<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1159528794088341&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

CANAL WESTCON
Toda informação da tecnologia está aqui.

Como proteger os dados de seus clientes contra ataques SQL Injection e DDoS?

Alguns ciberataques acabam não chamando atenção da equipe de segurança por serem muito simples, mas podem passar despercebidos e causar grandes prejuízos para as empresas.

Poder contar com um ambiente virtual totalmente seguro tornou-se mais do que uma questão de luxo, é um requisito para a sobrevivência da empresa no mercado atual. Diversos ataques cibernéticos modernos e inovadores surgem a todo o momento tentando driblar as medidas de proteção e encontrar brechas nos sistemas corporativos.

Se não bastasse todas as novas ameaças que dificultam o trabalho da TI, muitos ataques considerados comuns e simples ainda conseguem ter sucesso ao invadir os sistemas das empresas sem serem identificados.

Os danos que esse tipo de ataque pode causar são tão graves e até irreparáveis como as ameaças complexas e modernas. Portanto, é necessário conhecer esse tipo de risco e identificar as situações que podem prejudicar os negócios.

Os ataques SQL Injection e DDoS são os principais deles. Eles estão entre os mais comuns no Brasil em número de ocorrências, mas podem ser identificados e impedidos quando a equipe de TI está preparada para esse tipo de situação.

Pensando nisso, preparamos este conteúdo para auxiliar sua empresa a identificar os sinais desses ataques e ser capaz de se proteger contra todos os tipos de crimes virtuais. Acompanhe!

 

O que são ataques SQL Injection e DDoS? 

SQL Injection

É um ataque muito comum, ainda que pouco divulgado e seus danos podem trazer muitas dores de cabeça para os gestores de TI. Ele é feito por meio da manipulação do código SQL, que é a linguagem utilizada para a troca de informações entre aplicativos e bancos de dados relacionais.

A maioria dos fabricantes de software utilizam o mesmo padrão na escrita do código SQL e, graças a isso, o trabalho dos hackers.torna-se mais fácil. O invasor é capaz de inserir ou manipular consultas criadas pela aplicação, que são enviadas diretamente para o banco de dados relacional.

Uma vez que conseguiu o controle da estrutura, o hacker pode injetar comandos maliciosos no banco de dados por meio de formulários ou URLs de aplicações vulneráveis para extrair informações.

Há diversas implicações para as empresas que são expostas ao SQL Injection, tais como:

  • Exposição de registros confidenciais nas bases de dados;
  • Exposição do banco de dados da empresa aos concorrentes;
  • Modificação de dados da organização;
  • Obtenção de acesso arbitrário ao sistema operacional e à rede.


Como as empresas lidam com dados pessoais e financeiros de clientes, a situação pode causar muitos danos, manchando a integridade da organização.

 

New call-to-action

 

DDoS (Negação Distribuída de Serviço)


Ataques de negação de serviço são aqueles em que vários computadores comprometidos atacam um mesmo alvo para interromper suas operações.

O objetivo do DDoS é uma tentativa de esgotar os recursos disponíveis para uma rede, app ou serviço a fim de que usuários genuínos não consigam ter acesso.

Para colocá-lo em prática, os criminosos infectam vários computadores para que possam ter acesso e comandar seus sistemas. Dessa, forma o ataque é feito de vários locais, ficando praticamente impossível controlá-lo. Por isso, ele pode representar uma ameaça a continuidade dos negócios.


Como proteger os dados de seus clientes contra esses ataques?


Ataques SQL Injection e DDoS são bem-sucedidos apenas em sistemas que vulneráveis. Portanto, é possível tomar algumas medidas para evitá-los.


Veja a seguir como impedir essas ameaças:

 

1. Utilizar a validação de dados digitados pelos usuários

A digitação de dados é um dos principais meios usados pelos ataques SQL. Por isso, é essencial realizar a validação das informações inseridas, rejeitando os dados inválidos e aceitando apenas os válidos. Além disso, é necessário criar uma codificação informando quais dados são inválidos.


2. Criar usuários definidos

É importante não permitir a conexão do servidor SQL com usuários genéricos. É necessário criar usuários específicos e dar acesso exclusivo para os proprietários e administradores do banco.


3. Não retornar mensagens do servidor para usuários

As mensagens não podem ser retornadas aos usuários pois podem conter informações importantes sobre o servidor da empresa.


4. Utilizar logs de segurança

Os logs de segurança são capazes de reportar alertas em caso de tentativas de comandos indevidos. Portanto, é necessário verificá-los periodicamente para garantir que nenhum ataque aconteça.

 

5. Aumentar a largura de banda

A maioria das empresas não possui largura de banda suficiente para suportar o volume de requisições feitas por um ataque DDoS e, por isso, sofrem com a sobrecarga. 


Dessa forma, é necessário aumentar a largura de banda para que o servidor seja capaz de suportar o ataque até que a TI tome uma medida para barrá-lo, sem que haja impactos para os clientes.


6. Instalar dispositivos de mitigação DDoS

Os ataques DDoS apenas são mitigados por meio de dispositivos especializados. Para criar uma camada de defesa completa, é necessário combinar o uso de firewall, sistemas de prevenção e dispositivos de segurança DDoS. Assim, é possível bloquear qualquer atividade desconhecida em tempo real.


7. Configurar o firewall para suportar diversas conexões

Além de aumentar a largura de banda, a organização deve contar com um firewall que suporte um grande volume de conexões. É necessário ainda utilizar recursos que ativem proteções para bloquear o DDoS e melhorem o desempenho do firewall durante um ataque.

Ainda que as equipes de TI se mantenham focadas em grandes ataques, é necessário proteger constantemente as corporações contra ataques simples como o SQL Injection e DDoS. É fundamental educar os usuários para que nenhuma vulnerabilidade facilite o trabalho dos criminosos.

Posts relacionados

Como a LGPD irá impactar o setor da saúde?

As empresas desse setor precisarão tomar alguns cuidados a mais para proteger os dados de seus usuários. Saiba o que é preciso para ficar em conformidade.

6 passos para criar uma cultura de segurança da informação nas empresas

O desenvolvimento de uma forte estratégia de segurança cibernética requer a compreensão da fonte das violações.

Setor da educação e segurança de dados: quais os impactos da LGPD?

A nova lei de proteção de dados exigirá que empresas de todas as áreas se adequem a suas normas. As instituições de ensino não ficarão de fora dessa, saiba como se preparar!

Escreva seu comentário