<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1159528794088341&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

CANAL WESTCON
Toda informação da tecnologia está aqui.

Como executar um teste de intrusão?

Esse processo pode tornar segurança da informação de uma empresa mais forte e eficaz. Aprenda a colocá-lo em prática!



O teste de intrusão é um conjunto de práticas, procedimentos, softwares de segurança e técnicas utilizados pelas empresas para avaliar seus sistemas tecnológicos e encontrar possíveis vulnerabilidades. Nesse processo, o profissional responsável analisa a segurança de diversos itens corporativos, como:

  • computadores e dispositivos;
  • servidores;
  • componentes de rede;
  • bancos de dados;
  • aplicações de e mails e outros itens do ambiente.

Esse procedimento tem se tornado cada vez mais essencial para as empresas conseguirem manter a segurança de suas informações e a disponibilidade de seus sistemas.

Por meio da realização de testes de intrusão, é possível lidar com o aumento da sofisticação das ciberameaças e aumento da superfície de ataque, proporcionando uma maior segurança e privacidade dos dados corporativos.

Além disso, ele é capaz de auxiliar as organizações a enfrentarem os desafios de conformidade com as novas normas de segurança, como a LGPD e GDPR.

Percebeu a importância que esse processo tem para o dia a dia das empresas? Você sabe como funciona um teste de intrusão? Confira o conteúdo a seguir e aprenda a colocá-lo em prática!

O que são testes de intrusão?

Como já citamos anteriormente, um teste de intrusão (ou invasão) é uma prática executada por profissionais de TI para medir o nível de segurança e qualidade dos sistemas corporativos.

Ele simula ciberataques direcionados ao ambiente interno para detectar brechas e falhas na estratégia de segurança da informação atual da empresa. Seus resultados mostram os possíveis riscos que a organização está correndo, apontando o que precisa ser modificado.

Desse modo, o teste de intrusão avalia a capacidade da organização de proteger suas redes, aplicativos, endpoints e usuários de tentativas de invasão e acesso não autorizado a dados e ativos protegidos.

Há muitas vantagens para as empresas investirem nesse tipo de teste. Ele permite o aprimoramento das estratégias de cibersegurança e agilizam a capacidade de resposta a incidentes. Além disso, traz muitos benefícios para o dia a dia, como:

  • Maior proteção dos dados e acessos dos usuários;
  • Identificação de vulnerabilidades em aplicativos, sistemas e rede;
  • Detecção de falhas nas políticas de segurança;
  • Visualização dos impactos negativos de potenciais ataques;
  • Ajuda na implementação de estratégias de segurança mais ágeis e inteligentes;
  • Melhora a reputação da empresa diante de seus clientes;
  • Auxilia no cumprimento de legislações como a LGPD.

Fortaleça o poder de colaboração

 

Como executar um teste de intrusão?

O teste de intrusão pode ser realizado pela equipe de TI interna da empresa ou por consultorias de TI especializadas no processo. Esse processo exige muito conhecimento e cuidado, por isso, é recomendável se contratar uma empresa experiente para sua execução.

Ele pode ser dividido em etapas, no entanto as fases podem variar de acordo com a organização e o tipo de teste que será realizado. Entenda melhor cada uma delas a seguir:

1. Acordo com o especialista

Antes de dar início ao teste, a empresa deve definir com o profissional qual o tipo será utilizado (interno ou externo), os detalhes necessários para o processo, nível de exploração e os métodos que serão seguidos.

A partir disso é possível fechar um acordo com o prestador do serviço e assinar um contrato de confidencialidade para garantir que nenhuma informação interna da empresa seja compartilhada posteriormente.

2. Análise dos sistemas e diagnóstico das vulnerabilidades

Para iniciar o teste, o especialista, assim como um hacker faria para encontrar possíveis brechas, irá analisar o sistema e reunir o máximo de informações sobre seu alvo.

Assim, ele realizará o teste de penetração nos sistemas e redes para mapear as condições da infraestrutura de TI e descobrir quais são as vulnerabilidades que podem ser explorados por criminosos.

3. Planejamento e estruturação do teste

Com todas essas informações em mãos, o especialista irá planejar e organizar o teste de intrusão de modo que todas as suas ações sejam previstas e avaliadas.

O teste será planejado como um projeto de implementação de um sistema técnico. Portanto, é necessário contar com recursos de gerenciamento para que o processo prossiga de forma adequada.

4. Exploração dos cenários

Nessa fase, a TI irá interagir com o alvo interno para registrar suas respostas. O processo inclui varredura da rede, identificação de unidades de compartilhamentos abertas, portais FTP abertos e serviços em execução.

O objetivo dessa etapa é identificar as funções vulneráveis por meio de uma análise dinâmica para registrar as respostas identificadas.

5. Plano de controle e gestão

Durante o teste de invasão a empresa deve planejar quais ferramentas de monitoramento serão utilizadas. Assim, é possível coletar dados sobre o que ocorre na rede, além de obter com os diagnósticos sobre o comportamento dos sistemas e programas.

6. Resultados do teste

Após todas as etapas anteriores, a TI poderá fornecer todos os detalhes coletados por meio de relatórios com resultados. É necessário especificar os contextos e os pontos de atenção encontrados durante o processo.

Dessa forma a organização conseguirá compreender as falhas encontradas em seus sistemas e otimizar sua estratégia de segurança da informação.

O teste de intrusão é uma excelente ferramenta para a proteção dos dados corporativos. Ele traz muitos resultados positivos para a rotina corporativa. No entanto, as empresas devem se lembrar de que esse processo precisa ser executado periodicamente, pois o número de ataques aumentam diariamente. Por isso é fundamental acompanhar os sistemas e testá-los para garantir a capacidade deles de impedirem qualquer tipo de invasão.

Posts relacionados

Quais os desafios atuais de segurança e privacidade digital?

Mudanças no cenário corporativo estão exigindo que as empresas reforcem a proteção e transparência no uso de dados pessoais de usuários.

O que é um teste de intrusão e qual a importância para as empresas?

Estar um passo à frente do cibercrime é primordial para que as corporações consigam eliminar suas vulnerabilidades e se destacar no mercado.

Como eliminar o risco de segurança de dados redundantes?

Para gerenciar os dados, é necessário eliminar a redundância das informações.

Escreva seu comentário