<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1159528794088341&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

CANAL WESTCON
Toda informação da tecnologia está aqui.

4 pontos-chave para uma estratégia de automação de TI de sucesso

A automação de TI automatiza trabalhos tediosos, trabalhosos e de baixo valor impedindo que funcionários se dediquem a outras tarefas melhores.

 

 

Pensar nas estratégias de automação de TI é fundamental para o desenvolvimento do negócio. Por exemplo, a Microsoft informou que 200 milhões de dispositivos corporativos estão agora no Windows 10 - o que significa que todos eles precisarão ser atualizados a cada seis meses para operarem com os recursos mais recentes.

Porém, os departamentos de TI já estão cronicamente sobrecarregados com diversas outras tarefas manuais. Como eles vão lidar com essas cargas excedentes?

A resposta é a seguinte: é completamente impossível gerenciar um mundo de infraestrutura e aplicativos baseados na nuvem, constantemente atualizados, usando uma abordagem de gerenciamento de TI que foi criada a décadas atrás para controlar manualmente projetos massivos de migração Big Bang.


Tentar gerenciar um ambiente usando essa abordagem pode resultar em interrupção dos negócios e perda de produtividade causada por falhas de TI ou pela exposição de seus usuários finais a vulnerabilidades de segurança, pois não conseguirão manter seus sistemas operacionais atualizados com rapidez suficiente.

Veja alguns pontos-chave que o ajudarão entender a importância de uma estratégia eficaz para a automação de TI:

1.Como lidar com automação

Esse processo elimina trabalhos tediosos e de baixo valor para liberar os funcionários e recursos para tarefas de maior valor que contribuem para o resultado final dos negócios.

Isso pode acontecer de várias maneiras. Por exemplo, a automação de TI pode reduzir o número de tickets criados, oferecendo uma correção para o usuário antes que ele possa contatar o suporte ou usar o aprendizado cognitivo e os chatbots para melhorar as experiências do usuário.

Os gestores de TI precisam compreender que para ter sucesso em qualquer estratégia é preciso entender os processos. Dessa forma, os riscos são reduzidos e o trabalho é focado em apenas lidar com as partes interessadas, sem desvios de caminho.

2.Automação como prioridade

A automação tem se tornado prioridade para os CIOs. A pesquisa Deloitte’s 2018 global CIO revelou que 96% dos 1.437 executivos que participaram da enquete consideram o digital uma prioridade estratégica, por isso estão buscando soluções para investir nessa área.

Quando questionados sobre as principais áreas de foco do digital dentro de suas organizações, 69% disseram que a automação e a transformação dos procedimentos é a iniciativa mais necessária. Seja em uma mudança para o DevOps ou para a automação de processos robóticos (RPA), é fornecido grande eficiência para a TI e para os negócios em geral.

Outra pesquisa da empresa ServiceNow mostra, em seu relatório Global CIO Point of View, de 2019, que 52% dos 500 CIOs entrevistados disseram que estão indo além da automação de tarefas do dia a dia e agora visam operações mais complexas.

A automação precisa de uma implementação bem estruturada para ser eficaz e ter o máximo de resultado. Quando todas etapas tiverem sido cumpridas e o sistema estiver funcionando, o trabalho automaticamente terá um fluxo contínuo.

3. Automação como mola propulsora

Segundo especialistas, essa tecnologia impulsiona os processos. Algumas empresas já têm scripts que automatizam tarefas simples. A Inteligência Artificial, Machine Learning e RPA são ferramentas usadas para isso, tornando os processos mais sofisticados.

Os CIOS precisam apenas entender como a automatização abre portas e possibilidades e desempenham um importante papel no sucesso das operações da empresa.

4. Valor da automação

A vantagem competitiva traz eficiência, reduz custos e possibilita que os profissionais passem a executar tarefas de alto nível, proporcionando a ampliação dos talentos e conhecimentos na área.

Mesmo com essas vantagens, não é todo mundo que enxerga o potencial dessa tecnologia. Talvez porque as mudanças e os resultados chegam de forma sutil, os resultados não são imediatos e as melhorias passam a ser percebidas meses ou anos depois do início de sua aplicação.

Para que toda estratégia de automação seja bem-sucedida é preciso entender e respeitar todas as etapas do processo, identificar quais são realmente necessárias, se existem falhas, gargalos e se o projeto é capaz de se ajustar caso ocorram imprevistos.

Esses conhecimentos elevam os entendimentos do processo e o potencial da empresa em reconhecer a importância da tecnologia. É importante envolver-se em uma abordagem contínua e mais ágil, onde você segue fazendo mudanças, levando em conta a mão de obra digital à medida que melhora seu processo.

 

Posts relacionados

5 estratégias para implementar alta disponibilidade nas empresas

Quando o sistema está disponível, a ocorrência de falhas diminui.

 

5 boas práticas para otimizar o suporte de TI

Para que a empresa tenha um bom andamento, todos os canais e suporte devem estar conectados.

 

6 dicas para evitar os principais incidentes de TI

Conhecer os principais problemas que afetam as corporações e saber como repará-los é fundamental para manter uma infraestrutura otimizada e estratégica.

 

 

Escreva seu comentário