<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1159528794088341&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

CANAL WESTCON
Toda informação da tecnologia está aqui.

Virtualização de Data Centers: o que é e como funciona

O processo de criação de máquinas virtuais é relativamente simples. Empresas interessadas em melhorar seus processos tecnológicos devem estudar esta possibilidade.

 

Virtualização de Data Centers: o que é e como funciona

 

Dividir os recursos de um servidor físico em vários servidores virtuais é o que chamamos de Virtualização de Data Center. Hardwares são substituídos por softwares virtuais, que simulam seu funcionamento e criam Máquinas Virtuais (VMs). Com isso, é possível executar mais de um sistema virtual e vários sistemas operacionais em um único servidor.

 

Além do corte de custos com a diminuição da compra e manutenção de hardwares, toda infraestrutura que é necessária para manter um Data Center físico, como energia elétrica e refrigeração, a virtualização tem ainda como benefício oferecer maior agilidade no processamento das informações.

 

Outras vantagens são a economia de escala e maior eficiência, já que vários sistemas operacionais podem ser executados em um único servidor físico como máquinas virtuais, eliminando a necessidade de adquirir um novo servidor para cada sistema.

 

No Data Center físico, servidores operam com menos de 15% da capacidade e é necessária uma plataforma para cada função da rede, crescendo o espaço para armazenar essas máquinas, o trabalho com manutenção, monitoramento e segurança.

 

No processo de virtualização a empresa adquire um servidor físico e instala um sistema operacional com capacidade de dividir o hardware em pequenas partes, o chamado hypervisor. A partir dessa divisão estão criadas as máquinas virtuais, recebendo sistemas operacionais que podem ser distintos um do outro, já que atuam de forma separada, mesmo estando no mesmo servidor.

 

As características das VMs incluem o encapsulamento, com a gravação em arquivo do estado integrado da máquina virtual e facilidade para mover e copiar VMs para outros ambientes. Há ainda a independência de hardware com a possibilidade de migração de qualquer máquina para servidores físicos. Além disso, o isolamento, com o fornecimento de separação de falhas e segurança no nível do hardware e preservação do desempenho com controles avançados de recursos.

 

A virtualização de Data Center não é uma tecnologia exclusiva para as grandes empresas, sendo indicada para companhias de qualquer porte, que necessitem ter mais de um servidor para ampliar a memória e processamento de seus dados.

 

Depois que os primeiros servidores são virtualizados o próximo passo é agregar um cluster de servidores a um único recurso consolidado, facilitando muito a gestão dos recursos por parte da equipe de TI. Além disso, à medida que as operações são automatizadas, a TI se torna mais simples de gerenciar e mais barata para ter e operar.

 

Um cluster é um grupo de servidores ligados em rede, que com a ajuda de um software, dividem entre si as tarefas necessárias para desempenhar um trabalho, ou seja, vários servidores que trabalham como se fossem um. A conexão com a internet fica no servidor 1, enquanto os outros estão ligados através de uma rede local, passando todo o fluxo de comunicação pelo servidor principal.

 

E como fica a questão de carga de cada servidor? Em algum momento um deles fica sobrecarregado? Geralmente não, já que automaticamente existe um balanceamento de tarefas para atender as demandas da rede, a partir de um software específico que gerencia todo esse emaranhado de sistemas e que precisa ser contratado. Cada um cuida de parte das atividades e envia a tarefa pronta para o servidor 1, que encaminha para o usuário.

 

Neste cluster, caso algum dos servidores precise ser desligado para manutenção ou falha, os outros continuarão trabalhando normalmente. Alguns fornecedores, inclusive, oferecem a capacidade de detectar a desconexão automaticamente e rebalancear as cargas para os servidores que estejam funcionando.

 

Em resumo, a virtualização de Data Center é uma tecnologia que o mercado absorveu e que rapidamente tem comprovado seus benefícios. Empresas de todos os portes que precisam de mais de um servidor e que tem interesse em melhorar seus processos em TI devem pesquisar essa possibilidade, conhecer fornecedores e pedir que façam testes. Ao reconhecer que o recurso vai impactar positivamente os negócios da empresa, vale a pena pensar neste investimento.

 

Como o Data Center Definido por Software está transformando empresas

Posts relacionados

4 fatores decisivos ao escolher o melhor Data Center para os negócios

A melhor infraestrutura pode variar de empresa para empresa, no entanto alguns requisitos são cruciais para que as organizações consigam atender a todas as suas demandas.

Como a tecnologia 5G irá transformar o Data Center?

A conectividade 5G introduz a ideia da metodologia “muitos para um” no que se refere à conectividade sem fio.

6 tendência para o mercado de Data Center para os próximos anos

A indústria de DC tem passado por várias transformações para acompanhar o desenvolvimento das novas tecnologias e, por isso, as empresas precisam se adaptar para se manterem competitivas.

 

Escreva seu comentário