<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1159528794088341&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

CANAL WESTCON
Toda informação da tecnologia está aqui.

Sua revenda está pronta para vender software na nuvem?

As empresas estão apostando cada vez mais nesse modelo de negócio por gerar grande vantagem competitiva. É essencial que a TI esteja preparada para atender esse público.

 

Sua revenda está pronta para vender software na nuvem?

 

A computação em nuvem é uma das tecnologias que mais tiveram aceitação das empresas, incluindo as pequenas e médias. Ela oferece diversas vantagens aos negócios, como praticidade, maior segurança, velocidade, colaboração, economia de tempo e investimentos, entre outros. Esse modelo permite ainda a adoção de diversos softwares na forma de serviço, o que tem facilitado a adoção de novas tecnologias para que as empresas continuem inovando e não percam sua agilidade.

Os softwares na nuvem são conhecidos como SaaS (Software as a Service - Software como um serviço), pois a maior parte das responsabilidades de seu funcionamento são deslocadas para o prestador do serviço, o que possibilita às empresas se concentrarem em outros pontos importantes de seus negócios.

O SaaS oferece grandes vantagens para as corporações, ele dispensa gastos com investimentos em servidores e licenças de softwares, proporciona agilidade nos processos, aumenta a flexibilidade e acessibilidade para os usuários e garante um gerenciamento centralizado.

Além disso, representa um ganho para as empresas, pois é o provedor do modelo SaaS o responsável pelas operações na infraestrutura, manutenções e ajustes necessários. Já para os fornecedores, os benefícios estão concentrados no valor e proteção para o negócio. Eles contam com a crescente oferta do serviço na nuvem, além do aumento de clientes interessados, devido a facilidade de compra, que é realizada a partir do consumo do serviço e não por licenças de softwares tradicionais.

As empresas clientes, interessadas no SaaS, precisam apenas realizar a personalização de seu software, adicionando os usuários e controlando os privilégios de acesso. Ao firmarem contrato com uma revenda, precisam ter em mente que o fornecedor irá oferecer um serviço e não uma licença e cabe à revenda estar preparada para esclarecer esse método.

Ela ainda precisa estar pronta para todas as responsabilidades associadas à prestação desse serviço, como conseguir oferecer uma assistência técnica adequada, mesmo que a distância, atender seus consumidores, disponibilizar uma central de dúvidas, realizar as atualizações e manutenções constantes do software, entre outras.

Para oferecer um serviço de qualidade, é necessário levar em conta cinco pontos de atenção. Confira quais são eles:

 

- Local: primeiramente, é necessário decidir onde os serviços disponibilizados na nuvem serão processados e armazenados. Para isso, é preciso decidir entre utilizar Clouds e Data Centers próprios, de terceiros ou ambas as opções. A capacidade, o custo e a disponibilidade devem ser os fatores decisivos.

- Performance: outro fator a ser considerado é a banda de rede e a latência, para ser possível oferecer uma maior velocidade e tempo de resposta. Para garantir uma melhor experiência para os usuários, é preciso garantir que a troca de informações entre a nuvem e os consumidores do software seja rápida e eficiente.

- Segurança: contar com um acesso protegido aos serviços é uma das maiores preocupações dos clientes. Por isso, a revenda deve ser capaz de atender vários aspectos de segurança, como realizar backups, para que os dados não sejam perdidos ou roubados, trabalhar com ferramenta e procedimentos seguros. Além disso, é preciso levar em conta a questão de trabalhar com multi-tenancy, em que um mesmo servidor executa workloads de clientes distintos. Sua revenda deve garantir que as cargas de trabalho de um cliente não impactarão as de outros.

- Disponibilidade: a infraestrutura SaaS deve ser bem planejada e contar com atualizações de patches automatizadas, análises de consumo e níveis corretos de provisionamento para garantir que o serviço não fique indisponível.

- Escalabilidade: para garantir disponibilidade aos clientes, é preciso ser capaz de se adaptar às demandas que surgem automaticamente. O crescimento horizontal adequado para modelos na nuvem se dá por softwares baseados em microsserviços desacoplados e alocados em containers adaptados para o ambiente virtual. Assim a arquitetura de software utiliza servidores padrões e conta com agilidade e custos reduzidos, que são a chave para o SaaS.

O conceito de SaaS é uma opção ideal tanto para pequenas quanto grandes empresas, por isso as revendas precisam estar preparadas para atender esses dois públicos. Elas precisam estar atentas às novas tecnologias que estão sendo adotadas pelas corporações e estar sempre inovando para poder atender todas as especificidades de seus clientes, oferecendo um serviço personalizado.


E-book grátis

Posts relacionados

3 dicas para melhorar a segurança do provedor de Nuvem

Identificar ameaças e estabelecer políticas internas de segurança são essenciais para melhorar a segurança do provedor de Nuvem.

Qual a Nuvem ideal para o negócio de seus clientes?

Cada modelo de Nuvem traz suas vantagens e desvantagens.

Edge Computing: como se relaciona com a Nuvem e quais os benefícios?

Essa abordagem surgiu para ajudar as empresas a atenderem às novas demandas tecnológicas que surgem no mercado diariamente. Aprender a utilizá-la é um grande diferencial.

Escreva seu comentário