<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1159528794088341&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

CANAL WESTCON
Toda informação da tecnologia está aqui.

Saiba quais são os 4 princípios da Segurança da Informação

Eles minimizam as chances de roubo de dados sigilosos e evitam diversos prejuízos para as empresas.

 

Saiba quais são os 4 princípios da Segurança da Informação

 

As equipes de Segurança da Informação (SI) precisam se adaptar rapidamente aos novos requisitos necessários para os negócios e, ao mesmo tempo, estar preparadas para lidar com um ambiente que se torna cada vez mais hostil. Os profissionais da área precisam aprender a trabalhar com as últimas tendências de tecnologia para conseguirem definir e manter a proteção de todo o sistema corporativo.

Para ser possível manter a proteção diante das ameaças internas e externas existem alguns fundamentos básicos necessários em todas as empresas. Eles são essenciais para vencer os desafios do cibercrime. Confira quais são:

- Confidencialidade:

É o modo de garantir que a informação estará acessível apenas para pessoas autorizadas. A principal forma de mantê-la é por meio da autenticação, controlando e restringindo os acessos. Ela impõe limitações aos milhares de dados sigilosos que as empresas possuem.

Sem a confidencialidade, as empresas ficam vulneráveis a ciberataques, roubo de informações confidenciais e até utilização de dados pessoais de clientes, o que pode causar diversos prejuízos, inclusive financeiros.

- Integridade:

O princípio de integridade refere-se a manutenção das condições iniciais das informações de acordo com a forma que foram produzidas e armazenadas. Ou seja, a informação mantém sua origem e ela não pode ser alterada, assim somente pessoas autorizadas poderão acessar e modificar os dados do sistema.

Quando o processo é executado estrategicamente é possível utilizar ferramentas para realizar a recuperação de informações danificadas ou perdidas.

- Disponibilidade:

Os dados corporativos precisam estar seguros e disponíveis para serem acessados a qualquer momento pelos usuários autorizados.

Esse princípio diz respeito à eficácia do sistema e do funcionamento da rede para que seja possível utilizar a informação quando necessário. Ela deve ser hospeda em um sistema à prova de falhas lógicas e redundantes.

Na hora de gerar relatórios para auditoria, por exemplo, é necessário que os dados possam ser facilmente encontrados e processados. Esse é o princípio da disponibilidade.

- Autenticidade

Esse processo realiza a tarefa de identificar e registrar o usuário que está enviando ou modificando a informação. Ou seja, autenticidade é quando um usuário vai manipular algum dado e ocorre uma documentação sobre essa ação.

Todos esses métodos são importantes para garantir a segurança das informações corporativas das possíveis ameaças, que podem ter origens tanto externas quanto internas. Elas podem ser uma pessoa, um evento ou uma ideia capaz de causar danos ao sistema.

As ameaças externas são tentativas de ataque ou desvio de informações vindas de fora da empresa, normalmente originadas por pessoas com a intenção de prejudicar a corporação.

As internas podem ser causadas por colaboradores de forma intencional. Essas ameaças podem causar pequenos incidentes e até prejuízos graves, por isso também devem ser levados em conta na hora do planejamento dos processos de segurança da empresa.

É importante que o profissional de SI mantenha sempre em alta a importância da segurança dos dados corporativos entre todos os usuários. Há diversas formas de manter a proteção da informação e não apenas criando mecanismos que realizam esse trabalho, mas desenvolver projetos que envolvam os usuários para conscientizá-los.

 

Treinamentos Palo Alto Networks

Posts relacionados

7 medidas para reforçar a proteção contra ransomware

O modelo de negócios de ransomware se tornou uma indústria lucrativa para criminosos.

Como as empresas podem se defender de ataques DNS

O DNS é o coração e a alma da internet.

Estratégia de segurança em Nuvem: o que as empresas precisam saber para se proteger?

Como você pode ter certeza de que as informações armazenadas na Nuvem são seguras? Mesmo não havendo certeza, é possível tomar algumas precauções.

Escreva seu comentário