<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1159528794088341&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
CANAL WESTCON
Toda informação da tecnologia está aqui.
  • Westcon-Comstor lança o BlueSky Solutions Markeplace
  • Baixe o ebook: saiba por que a mobilidade corporativa é essencial para o futuro da sua empresa
  • Partner Portal
  • Mantenha os dados seguros em tempos de Transformação Digital - Fortinet
  • Acesse agora
  • Partner Portal
  • Baixe o ebook: saiba por que a mobilidade corporativa é essencial para o futuro da sua empresa
  • Mantenha os dados seguros em tempos de Transformação Digital - Fortinet

Saiba como a hiperconvergência pode abrir caminho para infraestruturas definidas por software

Postado por Equipe Westcon em 7/fev/2017 5:00:00

Ela oferece benefícios que facilitam a implementação de um Data Center Definido por Software.

 

Saiba como a hiperconvergência pode abrir caminho para infraestruturas definidas por software

 
A hiperconvergência está se tornando uma alternativa muito atrativa para os Data Centers corporativos. A Infraestrutura Hiperconvergente (HCI) possui uma abordagem moderna que agrupa os principais componentes de TI em um único dispositivo, como já detalhamos no Texto "O que é infraestrutura hiperconvergente?" e, devido às possibilidades que essa arquitetura pode fornecer, muitas equipes de TI têm apostado em Data Centers hiperconvergentes.

A hiperconvergência, se implementada corretamente, traz diversos benefícios para a corporação. Ela é uma plataforma scale-out, ou seja, possibilita a adição de nós ao sistema de forma simplificada, permitindo um desempenho consistente para cargas de trabalho e uma maior escalabilidade.

Em um centro de dados hiperconvergente também é possível remover silos da infraestrutura, bem como as redes dedicadas associadas a eles, tornando a infraestrutura simplificada, o que facilita o trabalho da equipe de TI, pois exige menos habilidades especializadas.

Devido à capacidade de adicionar nós é possível, ainda, expandir a capacidade do Data Center. Quando as demandas de cargas de trabalho se excedem, a capacidade extra é adicionada sem que haja interferências na qualidade de entrega e sem precisar substituir os servidores existentes. Além de simplificar o gerenciamento usado na virtualização baseando-se em políticas. Dessa forma, a TI pode gastar menos tempo otimizando a plataforma e, em vez disso, se concentrar em outras áreas da infraestrutura.

A HCI é um grande passo rumo à evolução das arquiteturas do Data Cener. Ela fornece alguns componentes de rede definidos por software em cada nó, por isso, serve de base para desenvolver um projeto de Data Center Definido por Software (SDDC).

Para ser possível atingir o potencial total do SDDC todos os componentes da infraestrutura devem ser virtualizados para que sejam automatizados e controlados por software.

As soluções de armazenamento SDS (Software Defined Storage) permitem que a equipe de TI não necessite de grandes investimentos de capital. Elas abstraem as construções de armazenamento físico, permitindo o consumo flexível de acordo com os requisitos da aplicação.

Na infraestrutura hiperconvergente, as principais funções do centro de dados são executadas no Hipervisor em uma camada de software integrada. As redes e o armazenamento são virtualizados, o que simplifica as operações e diminui os gastos operacionais (OpEx). Além disso, o armazenamento conectado ao servidor possibilita alto desempenho, resiliência e compartilhamento otimizado para as VMs.

O Hipervisor possui uma localização privilegiada entre o servidor físico e as VMs, que é necessária para tomar decisões de posicionamento inteligente e gerenciar otimizações contínuas nas cargas de trabalho. Assim é possível que ele equilibre as necessidades das VMs e das aplicações executadas, além de controlar requisitos de armazenamento e rede.

Por meio do SDS, o armazenamento pode responder a alterações dinâmicas nos requisitos das aplicações, além de utilizar políticas “just-in-time” para entregas de serviços de armazenamento, que aliam a melhoria contínua nos processos produtivos e a eliminação de desperdícios. Os recursos não são configurados e atribuídos a aplicações específicas até que sejam necessários. Dessa forma, se as políticas mudarem, o ambiente de armazenamento responderá de acordo com o novo nível de serviço solicitado.

O SDS possibilita que a equipe de TI reavalie como os dados serão armazenados e gerenciados, utilizando serviços melhores e mais adaptados. Neste novo mundo definido por software, todos os elementos de infraestrutura de TI serão virtualizados e fornecidos como um serviço. Os recursos serão automaticamente implantados, com pouco envolvimento humano, de acordo com as necessidades do seu negócio e ajustados dinamicamente.

A abordagem definida por software baseia-se no sucesso da virtualização de servidores para evoluir o data center do passado para o futuro. É uma estrutura necessária para que as empresas consigam maior agilidade de TI e possam entregar seus serviços de forma mais responsiva e com um custo menor. Investir nessa tecnologia é um grande passo para que os negócios de seus clientes estejam sempre à frente no mercado.

Como aprimorar o armazenamento de dados corporativos

Categoria(s): Hiperconvergência