<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1159528794088341&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
CANAL WESTCON
Toda informação da tecnologia está aqui.
  • Westcon-Comstor lança o BlueSky Solutions Markeplace
  • Free Trial SEP Cloud - Alta proteção de endpoints com uma solução intuitiva. Ofereça já para seus clientes.
  • Partner Portal
  • Mantenha os dados seguros em tempos de Transformação Digital - Fortinet
  • Acesse agora
  • Partner Portal
  • _banner-home-mobile_-symantec-sep-cloud.png
  • Mantenha os dados seguros em tempos de Transformação Digital - Fortinet

Qual a importância do gerenciamento unificado para endpoints?

Postado por Equipe Westcon em 21/nov/2018 5:00:00

Saiba como seus clientes podem proteger dados corporativos contra ataques modernos, ao mesmo tempo que permitem o acesso de usuários por meio de diversos dispositivos.

 

Qual a importância do gerenciamento unificado para endpoints?

 

Os avanços dos ciberataques e a modernização de suas estratégias têm exigido que as empresas apostem em novos métodos de segurança para serem capazes de proteger todas as suas estruturas.

As táticas utilizadas pelos criminosos se diversificaram e, por isso, os populares antivírus deixaram de ser considerados ferramentas eficazes para combater todas as ameaças digitais.

Além da evolução dos ataques, mudanças no comportamento dos usuários também aumentaram a exigência de uma segurança reforçada. Atualmente, as empresas precisam considerar os locais onde seus colaboradores acessam os dados corporativos, armazenados na Nuvem, com seus dispositivos móveis.

Para lidar com esse novo cenário de ameaças, as corporações precisaram buscar por soluções completas para garantir a segurança de suas informações, independente de onde elas estiverem localizadas.

As empresas de seus clientes já estão preparadas? Você sabe qual é a estratégia ideal para fazer esse trabalho? A implantação de uma proteção de endpoint e seu gerenciamento unificado são necessários. Continue a leitura desse artigo e entenda como funciona essa solução e qual a sua importância.


O que é proteção de endpoint?

Um sistema de proteção de endpoint é um software que trabalha para proteger servidores, computadores e outros terminais da empresa. Ele é capaz de prever, detectar e responder a possíveis ameaças e outros programas maliciosos que tentam invadir o sistema corporativo.

Esse tipo de proteção age em conjunto com um firewall para realizar um monitoramento em tempo real. Dessa forma, é possível programar alertas para impedir que os ataques sejam bem-sucedidos.

Por meio do sistema de proteção de endpoint, é possível tornar a administração da rede corporativa centralizada. Assim, o gestor responsável pelo servidor do endpoint é capaz de revogar e conceder permissões de uso, realizar audições de segurança, gerar relatórios, monitorar a rede, entre outras tarefas em um único portal de gerenciamento remoto.

 

New Call-to-action


Qual a importância do gerenciamento unificado?

Como você pôde ver, por meio de um único portal de gerenciamento remeto, a TI é capaz de controlar as possíveis ameaças que buscam brechas em endpoints da rede corporativa.

Portanto, para proteger suas informações de forma efetiva, as corporações precisam investir em soluções de gerenciamento unificado para endpoints. Apenas assim serão capazes de fornecer segurança para seus usuários no novo espaço de trabalho digital.

Por meio de uma solução eficaz de gerenciamento unificado de endpoints, seus clientes podem proporcionar grandes vantagens para suas empresas. É possível inovar com appliances fáceis de usar e que permitem a realização de diversas tarefas, como o provisionamento, gerenciamento e manutenções virtualizadas em todos os dispositivos conectados na rede de forma rápida.


Os benefícios do gerenciamento unificado não param por aí. Confira a seguir sua importância para os endpoints:

 

1. Maior visibilidade

Para que a TI consiga garantir que o sistema da empresa funcione corretamente, é necessário agir proativamente em caso de incidentes, corrigindo e direcionando as vulnerabilidades.

Por meio de uma plataforma de gerenciamento unificada, a TI é capaz de ter maior visibilidade do ambiente em geral. Assim, é possível prever e prevenir qualquer mudança não autorizada. Portanto, podem corrigir as possíveis vulnerabilidades e mitigar os ataques.


2. Controle de dispositivos

Para realizar uma proteção efetiva, as organizações precisam considerar que há diversos dispositivos acessando suas informações, como laptops, tablets e smartphones. Cada um deles possui sistema operacional e configurações diferentes.

Por meio de um sistema de gerenciamento unificado para endpoints, a organização é capaz de se preparar para esse ambiente heterogêneo. A plataforma de gerenciamento de endpoints consegue monitorar e proteger os ativos corporativos e tomar as ações necessárias.

Dessa forma, a empresa conseguirá manter a conformidade de todos os dispositivos utilizados, além de reduzir custos, manter o desempenho dos usuários e garantir o bom funcionamento dos endpoints e de toda a rede.


3. Automação e agilidade da TI

É possível ainda realizar o provisionamento de sistemas, da implementação de aplicativos e configurações de perfis de usuários por meio de um único console. Dessa forma, a equipe de TI consegue se dedicar a outras tarefas mais importantes para os negócios da empresa.


4. Melhor experiência para usuários

Com uma solução de gerenciamento unificado para endpoints, os usuários conseguem acessar os recursos corporativos de forma rápida. Com isso, conseguem acessar todos os seus aplicativos e arquivos a partir de uma única interface.

A solução de gerenciamento unificado para endpoints é indicada para todas as empresas, independente do porte ou segmento. É uma tendência de TI que pode trazer muitas vantagens para seus clientes, uma vez que ela garante a segurança de suas informações, acompanhando a rápida evolução dos ciberataques.

Categoria(s): Segurança