<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1159528794088341&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

CANAL WESTCON
Toda informação da tecnologia está aqui.

Quais tendências possibilitam uma rede sem fio eficiente e segura?

  • Categoria:

    Redes

    | Tempo para ler: 2 min

Confira os recursos que a TI deve adotar no ambiente corporativo para que os colaboradores possam contar com um acesso otimizado à rede corporativa.

 

Quais tendências possibilitam uma rede sem fio eficiente e segura?

 

 

O crescimento explosivo de dispositivos móveis no ambiente de trabalho com o BYOD criou a demanda por serviços Wi-Fi nas corporações e, graças às organizações de TI, essas redes podem executar aplicativos de alto desempenho com facilidade.

O usuário sem fio atual passou a exigir uma maior largura de banda para os aplicativos corporativos de alto desempenho, além de voz, vídeo e uma melhor qualidade de sinal e de cobertura.

Os ambientes de rede sem fio precisam passar por revisões completas para serem capazes de atender a essas novas necessidades e, assim, fornecer cobertura completa de sinal e conectividade de alta qualidade e velocidade, além de garantir a segurança da rede.

Devido a essas novas demandas as empresas precisam aderir a novas tendências exigidas para o ambiente corporativo. Uma delas é possuir um engenheiro de rede sem fio em sua equipe de TI, pois passa a ser necessário monitorar e analisar a rede Wi-Fi para a identificação e resolução de problemas específicos.

Anteriormente, a TI apenas se preocupava em cuidar da cobertura do sinal e bastava fornecer um serviço aceitável. Entretanto, atualmente, é preciso uma boa qualidade para dar suporte a aplicativos de voz e vídeo de alto desempenho, o que exige planejamento e um bom entendimento sobre Análise de Espectro para localizar as possíveis interferências e reduzi-las a níveis aceitáveis e não prejudiciais.

As ferramentas que realizam a análise de espectro conseguem identificar empecilhos, como micro-ondas, dispositivos BlueTooth, telefones sem fio, entre outros dispositivos. Assim, poderá ser identificado em quais áreas o throughput (taxa de transferência de dados de um lugar para outro) é baixo e onde os canais se sobrepõem, causando as interferências.

Além disso, como smartphones e outros dispositivos móveis possuem menor potência do que os desktops, uma cobertura com sinal ruim podem causar um grande impacto negativo sobre eles. Por isso, as empresas precisam buscar ambientes de rede sem fio mais robustos.

É ainda de importância vital contar com reforços para as políticas de uso da rede sem fio. Controlar os acessos dos usuários e manter a segurança dos dados corporativos é essencial para ser capaz de detectar e bloquear ataques direcionados aos mobiles antes que contaminem toda a rede.

As empresas devem elaborar um bom planejamento, mapear todo o seu ambiente, ao invés de apenas adicionar pontos de acesso extras, e implementar ferramentas simplificadas, capazes de validar, identificar e resolver problemas.

Elas devem estar preparada para lidar com um número cada vez maior de dispositivos móveis que exigem grande largura de banda sendo utilizados como ferramentas de trabalho.

 

 

 Saiba como

Posts relacionados

Como o 5G irá impactar o uso de Cloud Computing?

A tecnologia 5G está cada dia mais próxima de se tornar uma realidade. Veja como ela poderá ser um grande diferencial para as aplicações na Nuvem.

4 estratégias para garantir a segurança da SD-WAN

Adotar uma rede definida por software tornou-se uma prioridade para as empresas digitais. Saiba como fazer isso sem colocar os dados corporativos em risco.

Como a tecnologia 5G irá transformar o Data Center?

A conectividade 5G introduz a ideia da metodologia “muitos para um” no que se refere à conectividade sem fio.

Escreva seu comentário