<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1159528794088341&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

CANAL WESTCON
Toda informação da tecnologia está aqui.

Quais as vantagens de um banco de dados móvel para seus clientes?

Eles podem oferecer uma maior disponibilidade e aumentar a produtividade dos colaboradores de uma empresa.

 

Quais as vantagens de um banco de dados móvel para seus clientes?

 

Com o aumento da mobilidade no ambiente corporativo, funcionários passaram a utilizar seus dispositivos móveis para trabalhar no escritório e remotamente, o que tornou necessário contar com bancos de dados eficientes e acessíveis o tempo todo. Os bancos de dados móveis vieram para atender a essas novas necessidades, oferecendo um aumento na acessibilidade e produtividade, mas também exigem um tipo especial de cuidados e alimentação.

Os dispositivos utilizados no ambiente de trabalho devem contar com diversos recursos para executar sua função de forma correta, como um bom sistema operacional e requisitos de segurança eficientes. Entretanto, caso não consigam armazenar e/ou acessar os dados e recursos necessários para que os funcionários executem suas tarefas, eles se tornam inúteis para o trabalho.

Mesmo em um mundo conectado, considerar apenas o acesso à rede não é uma garantia de que os usuários conseguirão utilizar seus smartphones de forma efetiva para trabalhar. Diversos elementos podem interferir no acesso, como a localização física ou condições ambientais, por isso os bancos de dados móveis podem ser a solução.

Os bancos de dados móveis oferecem a capacidade de se acessar informações em cenários offlines, o que não prejudica a produtividade móvel. Em casos, por exemplo, em que o colaborador precisa trabalhar sem uma conexão com a internet, como em uma viagem de avião, o banco móvel fornece a opção offline e, assim que a conectividade com a rede é retomada, ele sincroniza as mudanças com o servidor.

Além disso, são capazes de reduzir a largura de banda, pois os dados podem ser armazenados e acessados localmente e somente informações atualizadas ou novas precisam ser transmitidas. Ainda é possível acessar e restaurar versões mais antigas de dados por meio de backups anteriores. A possibilidade de processar dados no dispositivo resulta em uma melhora na eficiência do usuário e, portanto, uma melhor experiência de usuário no geral.

Ao utilizá-los, as empresas podem operar em um modelo cliente/servidor, em que os dispositivos se comunicam com um servidor/conjunto de servidores ou de forma P2P (Peer to peer, que, em português, significa par-a-par) em que as informações são acessadas ou sincronizadas com outros dispositivos.

Ao utilizar esta opção, as empresas precisam se preocupar com as seguintes funções e recursos:

  • O desempenho dos aplicativos e dispositivos;
  • As limitações de armazenamento, como não manter dados excessivos no dispositivo, por exemplo;
  • A redução de consumo de energia sempre que possível;
  • A escalabilidade para crescer e expandir conforme necessário;
  • A capacidade de atualizar as versões à medida que surgem novos lançamentos;
  • Autenticação segura e outros recursos de proteção, que abrangem todos os dados, tanto em repouso, como em trânsito.

Lidar com a proteção de bancos de dados móveis pode ser considerada uma tarefa complexa, pois os conceitos de segurança devem ser aplicados e gerenciados tanto nos dispositivos quanto na nuvem. Por isso, algumas recomendações e práticas devem ser seguidas.

São elas:

  • Certificar-se de que a autenticação dos usuários pode ser validada de forma segura aplicando as políticas de controle de acesso adequadas;
  • Utilizar políticas de controle de acesso aos dados que sejam capazes de identificar quais usuários acessam as informações, as funções utilizadas e os dados alterados;
  • Gerenciar o transporte de dados na rede por meio de um canal seguro como TLS ou SSL;
  • Usar criptografia no sistema e em todo o banco de dados para ser possível armazenar informações de forma segura no dispositivo e na nuvem.


Os bancos de dados móveis normalmente são incorporados em um aplicativo móvel e sua gestão está fora das capacidades de uma solução MDM (Mobile Device Management) típica.

Para realizar seu efetivo monitoramento, a TI deve realizar um conjunto de tarefas que envolvem operações, segurança e integração.

  • As operações: envolvem a manutenção do desempenho da plataforma, incluindo velocidade, latência, escalabilidade e disponibilidade da plataforma.

  •  A segurança: relaciona-se ao armazenamento de dados em dispositivos e na nuvem, limitando o acesso aos dados de acordo com a identificação do tipo de usuário.

  • A integração: refere-se ao gerenciamento de dados em dispositivos móveis que, normalmente, exigem que uma plataforma móvel seja integrada com outros sistemas de armazenamento de dados. Isso costuma ser realizado por meio de recursos de integração na plataforma.


Dessa forma, os administradores conseguem ampliar seus recursos, permitindo gerenciar o armazenamento de dados, acesso, sincronização e segurança no dispositivo e na nuvem. Assim, é possível aumentar significativamente a capacidade das empresas de controlar e proteger os dados de forma efetiva em bancos de dados móveis.

 

Baixe o e-book

Posts relacionados

Melhores e piores práticas em gerenciamento de despesas móveis

Entenda como gerenciar suas despesas móveis e aprenda como práticas positivas e negativas podem afetar seu negócio

5 maneiras de desbloquear uma estratégia de mobilidade empresarial

Os dispositivos desbloqueados para comunicação móvel vêm se estabelecendo como um importante meio para aumentar a produtividade numa empresa.

 

Era da segurança móvel: como as empresas devem lidar com as vulnerabilidades?

O uso de dispositivos pessoais como ferramenta de trabalho tem aumentado entre as organizações. Por isso, é preciso saber como continuar garantindo a segurança dos dados nesse cenário.

Escreva seu comentário