<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1159528794088341&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

CANAL WESTCON
Toda informação da tecnologia está aqui.

Profissional de TI do futuro: quais competências são necessárias?

Confira 5 habilidades essenciais para acompanhar a transformação digital e se destacar dos concorrentes no mercado.

 

Profissional de TI do futuro: quais competências são necessárias?

 

 

Graças à proliferação de novas ferramentas e tendências tecnológicas nas empresas, o profissional de TI tem assumido um novo papel nos negócios. Eles estão desempenhando novas funções, tornando se fundamentais para os resultados da empresa como um todo.

A TI passou a ser fundamental para as tomadas de decisões, permitindo que corporações utilizem dados precisos em suas estratégias, tornando-as mais assertivas.

Além disso, diversas ferramentas tecnológicas foram adotadas no ambiente de trabalho, o que tem incentivado a integração do setor de TI com os demais departamentos da empresa.

Todas essas modificações sofridas no ambiente empresarial foram possíveis pela transformação digital vivida pelas organizações nos últimos anos. Com isso, a TI precisou se ajustar a essas novas demandas, adquirindo novas competências e habilidades.

As empresas têm valorizado novas habilidades multidisciplinares que são identificadas como “hard” e “soft” skills. Elas podem fazer a diferença no mercado. Portanto, os profissionais de TI do futuro precisam investir em novos aprendizados para sair na frente dos concorrentes.

Pensando nisso, separamos as principais competências que são necessárias para sua equipe de TI se destacar e ser considerada do futuro. Acompanhe!


As competências da TI do futuro

 

1. Know-how técnico

Novas tecnologias e soluções estão surgindo a todo o momento no mercado. Portanto, não basta o profissional se especializar somente em sua área específica de atuação. É necessário entender como as demais áreas de TI funcionam e como elas se integram.

Por isso, é importante se atentar a alguns pontos, como:

  • Conhecer a arquitetura da empresa e como funciona o gerenciamento de sistemas operacionais, a virtualização e cloud;
  • Saber projetar e avaliar sistemas e arquiteturas de rede;
  • Conhecer diferentes linguagens de programação e scripts;
  • Compreender como os componentes da empresa funcionam, como roteadores, switches, firewalls, entre outros.


Ainda que não seja um especialista em todas as áreas, o profissional de TI do futuro é capaz de se comunicar e trocar informações técnicas com seus colegas sobre todo o universo de TI de sua corporação.


2. Diagnosticar problemas

Atualmente, muitas empresas ainda trabalham com uma TI reativa, o que é um grande risco para os negócios. Por isso, o profissional de TI deve estar preparado para transformá-la em proativa.

Portanto, é importante que ele seja capaz de diagnosticar problemas com agilidade. As análises de dado são as melhores aliadas nessa tarefa, mas para isso, ele precisa compreender os dados e ter muita atenção aos detalhes.

Um grande desafio é a rápida evolução do ambiente, o que requer uma abordagem inovadora e orientada para o futuro. Desse modo, este profissional deve aprender a utilizar medidas de análises de big data com sucesso.

 

Treinamentos Westcon


3. Flexibilidade cognitiva

Essa habilidade tem se tornado indispensável para o profissional de TI do futuro. Ela indica a capacidade de buscar novas interpretações para uma situação habitual. Atualmente, com novas tecnologias à disposição, a TI deve ser capaz de enxergar formas mais ágeis de solucionar os problemas enfrentados diariamente.

Portanto, um pensamento inteligente, capaz de dar respostas alternativas para as situações do cotidiano é um grande diferencial para o futuro.

 

4. Especialização em cibersegurança

Os profissionais de segurança cibernética estão entre os profissionais de TI mais buscados pelas empresas. A demanda por medidas efetivas de proteção tem aumentado conforme os sistemas corporativos se tornam mais complexos.


Por isso, o profissional de TI do futuro deve se preparar para lidar com essa demanda de segurança.

As principais competências em cibersegurança necessárias são voltadas à gestão de identidades e acesso aos sistemas, além da capacidade de realizar testes de penetração, análises de riscos e avaliações de segurança.


5. Habilidades híbridas

Com tantas tendências tecnologias novas, as empresas que estão passando pela transformação digital necessitam de profissionais capazes de assumir papéis híbridos nos negócios.

O profissional de TI do futuro deve ajudar sua organização a cumprir suas visões digitais, auxiliando em suas estratégias para aumentar a capacidade produtiva dos colaboradores, na redução de custos, falhas e desperdícios, na otimização das entregas e respostas, entre outras tarefas.

Desse modo, o profissional de TI deve apostar em uma gama de habilidades técnicas e visão dos negócios, além de estar sempre atento às tecnologias emergentes que possam atender as necessidades da organização.

Como você pode ver, o profissional de TI do futuro deve estar disposto a buscar novos conhecimentos e se manter atualizado com as novidades do mercado. As empresas estão se tornando cada vez mais dependentes do auxílio da TI, por isso, aqueles que se focarem em aprimorar suas habilidades poderão ajudar os negócios a crescer e se destacar.

Posts relacionados

Como os canais de TI devem trabalhar a experiência dos clientes?

Utilizar a tecnologia como aliada é o grande diferencial para se destacar no mercado e atrair novos consumidores.

Conheça os 10 melhores empregos em TI da atualidade

Os profissionais de TI nunca foram tão necessários e, hoje, há uma gama gigantesca de oportunidades na área.

 

5 erros fatais que os gestores de TI não podem cometer

Esse profissional deve se manter atento aos mínimos detalhes sobre as tecnologias utilizadas em sua empresa para que nenhum tipo de problema afete os negócios.

Escreva seu comentário