<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1159528794088341&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
CANAL WESTCON
Toda informação da tecnologia está aqui.
  • Westcon-Comstor lança o BlueSky Solutions Markeplace
  • Free Trial SEP Cloud - Alta proteção de endpoints com uma solução intuitiva. Ofereça já para seus clientes.
  • Partner Portal
  • Mantenha os dados seguros em tempos de Transformação Digital - Fortinet
  • Acesse agora
  • Partner Portal
  • _banner-home-mobile_-symantec-sep-cloud.png
  • Mantenha os dados seguros em tempos de Transformação Digital - Fortinet

Por que PMEs devem se preocupar com o sequestro de dados e 5 dicas de proteção

Postado por Equipe Westcon em 7/dez/2018 5:00:00

Muitas empresas acreditam que apenas grandes corporações são alvos de ciberataques. No entanto, essa realidade já mudou.  

 

Por que PMEs devem se preocupar com o sequestro de dados e 5 dicas de proteção

 

 

Inicialmente, os ciberataques eram voltados para as grandes corporações, o que deixava as pequenas e médias empresas despreocupadas acreditando que não podiam estar na mira dos criminosos virtuais, não se preocupando em criar políticas de segurança reforçadas. No entanto, esse cenário vem mudando com muita velocidade e as PMEs também se tornam alvos desses ataques.

Hoje em dia, um em cada cinco pequenos negócios são alvos de algum tipo de cibercrime todos os anos. Isso acontece porque a maioria deles ainda está despreparada.

Pensando nisso, preparamos este artigo para mostrar como algumas dicas fáceis podem ajudar até mesmo as pequenas empresas, que não possuem tantos investimentos em segurança, para que não se tornem a próxima vítima.


Por que as PMEs devem se preocupar com ataques?

Os ataques, principalmente os de roubos de dados e identidades, que antes visavam apenas grandes corporações, estão se aproveitando das vulnerabilidades das pequenas e médias empresas no mundo inteiro.

Após a transformação digital, esses negócios precisaram enfrentar diversos desafios para acompanhar o ritmo do mercado e, com isso, muitas deles ainda não conseguiram estruturar de forma efetiva suas arquiteturas de proteção, tornando-se
suscetíveis aos mais diversos tipos de ataques.

No entanto, isso precisa mudar, visto que o valor dos dados corporativos atualmente é crucial para o de qualquer empresa, principalmente para as PMEs que precisam de bancos acessível e eficientes para conseguirem competir com os diversos concorrentes com maior poder de investimento.

Os negócios menores, que não possuem um foco muito estabelecido em sua segurança, são vistos pelos hackers como um alvo fácil, pois suas informações são importantes e, ao mesmo tempo, mais fáceis de serem sequestradas.

 

Mantenha os dados seguros em tempos de transformação digital


Como se proteger do sequestros de dados?

Geralmente, esse tipo de ataque é feito em larga escala. Portanto as PMEs devem estar preparadas, focando sua segurança na proteção de seus dados. Confira, a seguir, as dicas que podem ajudar nessa missão:

1. Manter sistemas atualizados

Diversos cibercriminosos se aproveitam de brechas no processador que permitem a execução do código, sem passar pelo sistema operacional, tornando o ataque impossível de ser identificado.

Isso é possível porque, em muitas empresas, a rotina de atualização de sistemas é ignorado. Portanto, para eliminar essa porta de entrada para hackers, as PMEs devem se lembrar de sempre realizar os updates e upgrades necessários.


2. Criar planos de recuperação de desastres

Outro erro bastante comum em organizações que não possuem setores especializados de TI para realizar todas as rotinas de proteção de dados é a falta de backups e de um plano de recuperação de desastres.

No entanto, isso é extremamente necessário, pois a velocidade com que uma empresa consegue responder a um desastre pode ser determinante para que os prejuízos não sejam desastrosos.

Por isso, as PMEs, ainda que não possuam sistemas robustos de segurança, precisam criar protocolos para a identificação da origem dos problemas. Assim, a empresa pode agir a tempo para recuperar os dados, impedindo que os possíveis malwares consigam encriptar os dados ou, caso isso aconteça, seja possível recuperar e disponibilizar o sistema o quanto antes.


3. Ter uma rotina de backup

Junto ao item anterior, para ser possível realizar a recuperação dos dados, é preciso que as PMEs tenham uma rotina de backup automatizada e bem definida. Por meio das cópias de segurança, a empresa não se torna refém de sequestros de dados, pois, geralmente, não há o vazamento das informações e os hackers apenas bloqueiam o seu acesso.

Então, caso tenha um backup recente, a organização consegue colocar seu sistema de volta no ar sem se preocupar com o pagamento de resgates e nenhum prejuízo financeiro.


4. Capacitar toda a equipe

Para completar as medidas de proteção internas listadas acima, as pequenas empresas também precisam cuidar do fator humano. Muitos funcionários desavisados podem colocar os dados da corporação em risco, clicando em e-mails infectados, baixando arquivos maliciosos ou até acessando as informações por meio de redes inseguras.

Por isso, é preciso preparar toda a equipe para evitar todos os tipos de situação que colocam os dados corporativos em risco. Para isso, é necessário realizar treinamentos e simulações com frequência para alinhar o papel de cada um diante de uma ameaça.


5. Criar parcerias com provedores confiáveis

Além de todos os cuidados internos, as PMEs ainda precisam ter parceiros capazes de ajudá-las. Portanto, ao implementar soluções de proteção em seus negócios, elas precisam buscar por provedores que entregam as especificações de segurança suficientes.

Como suas estruturas, muitas vezes, não conseguem lidar com esse tipo de ameaça, mesmo quando a segurança se torna um foco das estratégias de negócio, é fundamental buscar parcerias com suportes próprios e equipes exclusivas de segurança, capazes de garantir a integridade dos bancos de seus clientes.

Cloud Computing é uma excelente alternativa para as organizações com baixos investimentos. Portanto, mostre aos seus clientes PMEs que é possível ter as mesmas capacidades de proteção das grandes corporações, seguindo esses pequenos cuidados internos, além de contratar um fornecedor capaz de disponibilizar os serviços em Nuvem de forma bem-sucedida. Assim, elas poderão sustentar uma estrutura segura e eficiente.

Categoria(s): Segurança