<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1159528794088341&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

CANAL WESTCON
Toda informação da tecnologia está aqui.

O que é nuvem múltipla?

O modelo proporciona maior flexibilidade e permite que seus clientes escolham serviços de fornecedores diferentes, aproveitando o melhor que cada um possa oferecer.

O que é nuvem múltipla?

 

Nos últimos anos, a computação em nuvem se tornou essencial para as empresas modernas, transformando-se em uma plataforma de negócios que engloba diversos dispositivos e serviços que facilitam o bom funcionamento de toda a companhia.


Devido ao avanço dessa tecnologia, há diversos fornecedores de serviços em nuvem no mercado, oferecendo as mais variadas funções - segurança, gerenciamento, virtualização, entre outros. A grande quantidade de opções faz com que as empresas precisem de um bom planejamento para determinar qual é a melhor configuração de seu ambiente na nuvem, pois conforme as aplicações vão sendo migradas, é necessário ferramentas avançadas para lidar com o aumento da complexidade.


Toda essa evolução pode sobrecarregar a equipe de TI, que precisa cuidar do gerenciamento, manutenção e executar cada possível transformação nos serviços. Uma tarefa de sincronização de base de dados por exemplo pode acabar se tornando uma tarefa demorada pela grande quantidade de aplicações, o que, na verdade, poderia ser automatizado e simplificado.


Portanto, para evitar esses contratempos, muitas empresas estão optando por escolher o modelo de nuvem múltipla, que utiliza serviços de diferentes servidores, pois a TI está percebendo que apenas um fornecedor não seria suficiente para atender todas as suas necessidades.


O uso de plataformas baseadas em nuvem continua a evoluir para formas mais complexas, por isso, não há uma abordagem ideal para todas as nuvens empresariais. Diversas corporações optam por implantar modelos híbridos com aplicações em nuvens públicas ou privadas, alternando de acordo com as necessidades específicas de cada negócio.


Porém, esses avanços têm feito com que muitos organizações prefiram misturar os melhores serviços disponíveis na nuvem de cada fornecedor para criar uma solução mais aprimorada, a multicloud. Ela incorpora um conjunto de nuvens, utilizando mais de um provedor, sistema de segurança e integra diferentes tecnologias para criar um sistema de gestão que atenda a todas as demandas da empresa.


O modelo de nuvem múltipla oferece vantagens, como infraestrutura adicional necessária a tolerância a falhas e a possibilidade dos clientes usarem as nuvens mais adequadas para tarefas específicas, ou seja, é possível escolher qual modelo tem as características mais vantajosas para diferentes operações.


A ideia desse modelo pode ser confundida com o da nuvem híbrida, é bem mais complexo. A híbrida utiliza dois tipos de infraestrutura de hospedagem diferentes, possibilitando que dados mais sensíveis fiquem na nuvem privada e disponibilizando o espaço público para as outras aplicações de forma independente. Já a multicloud permite que diferentes nuvens, de diferentes fornecedores, sejam utilizadas para determinadas tarefas, assim as informações rodam em nuvens diferentes, de acordo com os recursos que cada uma pode oferecer. Todos os dados ficam interligados, ou seja, utiliza-se a plataforma de um fornecedor, mas na infraestrutura de um segundo provisor e assim por diante.


A solução de nuvem múltipla permite uma combinação de tecnologias para aproximar, ainda mais, os negócios da empresa com seus clientes. Esse novo ambiente pode oferecer diversos benefícios, como a redução de riscos de perda de dados ou tempo de inatividade, caso um único servidor falhe.


Para aproveitar todas as vantagens é necessário um bom planejamento, que inclua gerenciamento, monitoramento e controle de gastos. Portanto, para criar uma boa estratégia, é preciso avaliar as aplicações em relação a seu uso na nuvem e migrá-la para o modelo que melhor atenda seus requisitos. É importante escolher um provedor primário, o qual será responsável pela maior parte das aplicações e ofereça serviços que sejam a base do modelo de nuvem planejado.


Há diversas maneiras de se utilizar multicloud em uma empresa. A equipe de TI pode preferir combiná-la a outros modelos, como a nuvem híbrida. Não há opção certa ou errada, o ideal é que a empresa decida-se por aquela que realmente consiga atender a todas as suas necessidades.

 

Conheça o BlueSky

Posts relacionados

6 benefícios de Hybrid Cloud para uma rede virtual

A Nuvem promove benefícios como maior eficiência, flexibilidade e até oportunidades de expansão.

8 dicas para não ter prejuízo com a migração para Nuvem

Para que seja bem-sucedido e gere lucros para os negócios, esse processo deve ser realizado com alguns cuidados. Entenda melhor o assunto a seguir!

7 estratégias para escolher corretamente um fornecedor de Cloud Computing

Existem algumas práticas importantes a serem seguidas para manter seus dados e sua empresa protegidos contra danos.

Escreva seu comentário