<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1159528794088341&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

CANAL WESTCON
Toda informação da tecnologia está aqui.

Maturidade digital: como identificar em qual etapa sua empresa está?

Manter-se atualizada e adotar as novas tecnologias que surgem no mercado é fundamental para continuar conquistando clientes e não se tornar obsoleta.

 

Adaptar-se às mudanças trazidas pela Transformação Digital tornou-se crucial para as empresas que querem se manter competitivas e produtivas no mercado digital atual.

Os consumidores têm se tornado cada vez mais exigentes, buscando por verdadeiras experiências personalizadas e exclusivas em seus atendimentos. Por isso, para não perder sua clientela, as organizações precisam investir em sua maturidade digital.

Você sabe o que isso quer dizer? Acompanhe o conteúdo a seguir e entenda o significado de Maturidade Digital e descubra em qual etapa a empresa de seus clientes e também sua revenda de TI estão.

O que é maturidade digital?

A Transformação e a Maturidade Digital são dois conceitos que andam em paralelo nas empresas e se completam para impulsionar e aprimorar a performance dos colaboradores e da própria companhia diante do mercado competitivo.

Enquanto o primeiro consiste na incorporação da tecnologia nas decisões estratégicas corporativas, integrando as operações e tornando-as digitais. O segundo indica o nível de adaptação da empresa a essa nova realidade.

Por meio de uma maturidade digital elevada, as corporações podem se tornar mais fortes para competir em um ambiente totalmente tecnológico e conectado.

Ela é alcançada gradativamente, por meio de algumas decisões tomadas internamentes, como a adoção de tecnologias e ferramentas inovadoras no ambiente de trabalho.

A maturidade digital impulsiona a criação de uma nova cultura organizacional, desenvolvendo uma mentalidade inovadora entre os membros da equipe que podem melhorar a sua adaptação à ferramentas mais modernas e efetivas.

Para os líderes de TI, atingir a tão sonhada maturidade não é um tarefa fácil. Isso porque o mercado está passando por constantes alterações e esse conceito pode se alterar rapidamente.

No entanto, ainda que não exista “uma linha de chegada” fixa, é possível desenvolver a maturidade de sua empresa por meio de uma transformação no mindset, buscando realizar atualizações constantes e desenvolvendo estratégias bem definidas.

Alguns dos fatores essenciais para colocar esse conceito em prática são:

  • Definir uma estratégia de negócio baseada na Transformação Digital;
  • Eliminar processos obsoletos, substituindo-os por sistemas digitais;
  • Reter talentos focados nas últimas tecnologias e tendências do mercado;
  • Estabelecer um ambiente que impulsione a inovação e adoção de novas tecnologias.

Como identificar o nível de maturidade de uma empresa?

A maturidade digital pode ser dividida em quatro etapas diferentes que irão definir em qual nível a empresa está. Confira a seguir as características de cada uma delas e descubra onde sua empresa está nessa evolução:

1ª etapa: a exploração

O nível inicial que uma empresa pode estar em relação a sua maturidade digital é o exploratório. Nesse momento, ela está em fase de testes e pesquisas para identificar quais soluções tecnológicas podem dar certo em seu ambiente de trabalho e trazer os melhores resultados.

A organização deve entender quais são as suas reais necessidades e objetivos estratégicos nos negócios para determinar como a tecnologia pode ajudar. Essa etapa é fundamental para se ter um amadurecimento digital concreto.

2ª etapa: o planejamento

Após identificar quais soluções e ferramentas devem ser implementadas para a promoção da inovação dentro da empresa, o passo seguinte é o desenvolvimento de um planejamento.

As corporações que estão nessa etapa devem definir cuidadosamente quais serão seus objetivos, ações, prazos e funcionários envolvidos no processo.

É fundamental que a TI faça uma verdadeira integração entre o seu setor e os demais para que haja um alinhamento do core business.

Caso não haja essa conversa entre TI e negócios, provavelmente a nova estratégia da corporação não será bem-sucedida.

Desse modo, o planejamento é a fase de estruturação da estratégia digital, que permite que o fluxo de Transformação Digital comece a acontecer na empresa.

3ª etapa: a entrega

Chegou o momento de inserir e monitorar a introdução das novas tecnologias no ambiente de trabalho. As empresas devem ter muito cuidado nessa etapa, pois envolve treinamento da equipe e avaliação dos resultados. De nada adianta adotar diversas ferramentas modernas se os colaboradores não sabem utilizá-las ou que causem mais trabalhos e, consequentemente prejuízos para os negócios.

Portanto, é necessário preparar toda a equipe para a utilização correta dos novos dispositivos digitais para que todos os seus benefícios possam ser aproveitados.

Além disso, a TI deve acompanhar o desempenho dessas inovações, avaliando se os indicadores de performance e metas preestabelecidas estão sendo alcançados.

4ª etapa: a evolução

As corporações que já estão na 4ª etapa são as que possuem a maturidade digital mais desenvolvida.

Essa fase se inicia no momento que as inovações tecnológicas já foram integradas aos negócios e o processo de transformação digital já está sendo trabalhado internamente.

A partir desse ponto, as empresas precisam ter um posicionamento estratégico focado em sempre aproveitar a tecnologia para otimizar seus processos e conquistar melhores resultados.

A quarta etapa deve ser constante para as organizações, pois é necessário sempre se modernizar e acompanhar as novas mudanças do mercado. Por isso, a TI deve estar atenta às tendências que surgirem, identificando como elas podem proporcionar melhorias para os negócios.

É importante lembrar que a maturidade digital não é um projeto com data fixa para terminar. Mesmo grandes corporações ainda precisam passar por mudanças e melhorar seu nível. Por isso, é crucial acompanhar as tendências do mercado e contar com parcerias especializadas no assunto para não ficar para trás nessa corrida.

Posts relacionados

Quais as vantagens de uma arquitetura de microsserviços?

Os microsserviços ganharam destaque como uma evolução do SOA (Service Oriented Architecture).

7 erros para evitar em projetos de Blockchain

Falhas sempre podem acontecer. O importante é saber como evitar.

Como preparar uma infraestrutura de TI para a inovação?

Estar pronto para lidar com as novas demandas do mercado digital, exige que as organizações invistam em novas soluções tecnologias e tendências. Saiba como fazer isso com sucesso.

Escreva seu comentário