<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1159528794088341&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

CANAL WESTCON
Toda informação da tecnologia está aqui.

Infraestrutura híbrida: o futuro dos negócios

Confira como as mudanças na adoção da nuvem e gerenciamento de dispositivos móveis mudaram as tendências de experiência do usuário.

 

Infraestrutura híbrida: o futuro dos negócios

 

 

A rápida evolução das tecnologias tem impulsionado o avanço das infraestruturas de TI nas corporações. Diversas mudanças no ambiente se tornaram possíveis, como a transferência de parte da infraestrutura para a nuvem, permitindo que a equipe de TI trabalhe ao mesmo tempo com o ambiente virtual e com os sistemas tradicionais. Assim, novas estratégias têm sido criadas para suportar essa nova realidade, ficando conhecidas como TI híbrida.

A TI híbrida abrange todos os aspectos da TI, como servidores, infraestruturas, aplicativos e dispositivos. As preocupações do departamento passaram de estar focadas na interoperabilidade e integração para estarem ligadas à otimização dos recursos de cada elemento da infraestrutura virtualizada, concentrando-se em obter o máximo de desempenho.

As três principais vantagens da TI híbrida são:

1 - Maior flexibilidade/agilidade da infraestrutura
2 - Redução de custos da infraestrutura
3 - Mais opções de serviços escalonáveis

O alto desempenho e rapidez dos sistemas e aplicações utilizadas constantemente pela maioria das pessoas atualmente fazem com que os usuários finais esperem uma experiência cada vez mais eficaz e contínua. Assim, as empresas precisam buscar novas abordagens de infraestrutura híbrida para melhorar suas estratégias de computação para o usuário final.
  
Para alcançar esses objetivos, são necessárias novas arquiteturas e abordagens para que os departamentos de TI consigam gerenciar e dar suporte a essa complexidade de forma eficiente e sem altos gastos.

Algumas medidas podem ajudar as equipes que trabalham com TI híbrida a oferecer uma qualidade superior de serviço e suporte aos usuários finais, como aproveitar os princípios de uma abordagem DevOps para chegar a escolhas mais rápidas e que permitam abastecimento, agilidade e eficiência operacional. Dessa forma, torna-se possível implementar atualizações e mudanças na infraestrutura com mais agilidade, deixando os serviços de TI, tanto locais como na nuvem, mais simples e escalonáveis.

O gerenciamento das ferramentas usadas nas múltiplas plataformas também é essencial. Ao realizar o monitoramento das informações geradas pelos aplicativos e outros dados capturados dos fluxos de trabalho, as organizações são capazes de solucionar problemas rapidamente e aperfeiçoar seu desempenho e segurança. Por isso, é necessário que os profissionais de TI estejam preparados e possuam os recursos adequados para gerenciar os ambientes híbridos. Os cinco principais mecanismos necessários para realizar essa tarefa são:
1 - Ferramentas e métricas de monitoramento de TI híbrida
2 - Arquiteturas distribuídas
3 - Arquiteturas orientadas a serviços
4 - Migração de aplicativos
5 - Gerenciamento de fornecedores

Portanto, para se manter atualizado sobre as novas tecnologias é importante que o profissional de TI esteja sempre buscando novas alternativas para desenvolver e aprimorar seus conhecimentos.

Como o Data Center Definido por Software está transformando empresas

Posts relacionados

Escreva seu comentário