<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1159528794088341&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

CANAL WESTCON
Toda informação da tecnologia está aqui.

Gestão em segurança da informação: o que é e qual a importância desse processo?

Saber manejar dados sigilosos e conteúdos pessoais de clientes é uma tarefa fundamental para as empresas que querem ser confiáveis e se destacar no mercado.

 

O volume de dados gerados e compartilhados diariamente nas organizações e entre elas não para de crescer e, para se destacar no mercado, elas precisam saber lidar com esses enormes fluxos de informação, processando e analisando-os para transformá-los em insights importantes para os negócios.

Qualquer descuido pode comprometer as informações sigilosas de uma organização ou os dados pessoais que ela armazena de seus clientes, o que pode gerar um impacto negativo para a imagem da marca, além de diversos prejuízos financeiros e legais.

Diante desse cenário, a segurança da informação tornou-se um tema extremamente importante. Por isso, as empresas precisam encontrar as melhores formas de preservar esse ativo tão precioso para seu sucesso.

É necessário garantir a segurança dos dados compartilhados no ambiente corporativo, por meio das melhores soluções de proteção contra o cibercrime, além da adoção das medidas corretas de prevenção.

Para isso, a empresa deve investir em uma gestão eficiente em segurança da informação. Você conhece esse processo? Confira a seguir o seu significado e descubra os benefícios que ele pode trazer para os negócios de seus clientes. Boa leitura!

New call-to-action

O que é gestão em segurança da informação?

A gestão em segurança da informação consiste na adoção de um conjunto de práticas mais robustas de proteção, que são voltadas ao monitoramento contínuo da integridade dos dados e à prevenção de ataques. Para nortear esse processo, é importante ter em vista os quatro pilares da segurança da informação: confiabilidade; integridade; disponibilidade; autenticidade.

Isso significa que as informações devem estar constantemente acessíveis para os funcionários autorizados e, ao mesmo tempo, protegidas contra vazamentos, ataques e danos em geral.

Por meio da gestão em segurança da informação isso é possível. Desse modo, caso algum problema aconteça, a empresa consegue restabelecer rapidamente os sistemas e o acesso seguro a seus documentos.

As normas de gestão da segurança da informação são baseadas em algumas premissas básicas que podem ser aplicadas em qualquer negócio. São elas:

  • Política de Segurança da Informação;
  • Segurança Organizacional;
  • Classificação e controle dos ativos de informação;
  • Segurança Física e Ambiental;
  • Gerenciamento das operações e comunicações;
  • Controle de Acesso;
  • Desenvolvimento de Sistemas e Manutenção;
  • Gestão da continuidade do negócio e a Conformidade.

Por meio delas, é possível desenvolver as melhores práticas a serem seguidas pelos funcionários das empresas, ou seja, é possível estruturar um planejamento de segurança eficiente, definindo os padrões de acessos, quais serão as políticas de segurança, como serão feitas as as análises de riscos, vulnerabilidades, testes de invasão e outros.

Qual é a importância de uma boa gestão em segurança da informação?

Atualmente, cada vez mais empresas estão buscando fazer negócios apenas com quem garante a integridade dos dados compartilhados. A Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) que será aplicada no Brasil, tornará isso ainda mais forte, exigindo que todas as organizações se adaptem.

Além disso, vale destacar que uma gestão eficiente contribui para a maturidade digital da corporação, impulsionando-a fazer melhorias contínuas em relação ao uso de inovações tecnológicas em seu ambiente interno.

Ao executar uma efetiva gestão em segurança, a empresa desenvolve o hábito de monitorar constantemente seus ativos e a sempre buscar novos meios de reforçar a proteção deles. A tendência é que a tecnologia seja uma aliada importante, evoluindo junto com as necessidades do negócio.

Além de facilitar o trabalho dos funcionários, a segurança da informação bem gerenciada também é uma ferramenta crucial para para os gestores da empresa.

Quanto melhor for o monitoramento, melhor é a estratégia de prevenção e mais rápida é a resposta aos erros e falhas detectados. Assim, é possível estar sempre à frente das ameaças.

Por meio de uma boa gestão em segurança da informação, as empresas acabam desenvolvendo uma cultura inovadora, em que todos os colaboradores são conscientes dos cuidados que devem tomar ao acessar os ativos corporativos. Por isso, é crucial que seus clientes invistam nesse processo que pode colocá-los na frente dos concorrentes no mercado.

Posts relacionados

7 medidas para reforçar a proteção contra ransomware

O modelo de negócios de ransomware se tornou uma indústria lucrativa para criminosos.

Como as empresas podem se defender de ataques DNS

O DNS é o coração e a alma da internet.

Estratégia de segurança em Nuvem: o que as empresas precisam saber para se proteger?

Como você pode ter certeza de que as informações armazenadas na Nuvem são seguras? Mesmo não havendo certeza, é possível tomar algumas precauções.

Escreva seu comentário