<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1159528794088341&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
CANAL WESTCON
Toda informação da tecnologia está aqui.
  • Westcon-Comstor lança o BlueSky Solutions Markeplace
  • Free Trial SEP Cloud - Alta proteção de endpoints com uma solução intuitiva. Ofereça já para seus clientes.
  • Partner Portal
  • Acesse agora
  • Partner Portal
  • _banner-home-mobile_-symantec-sep-cloud.png

Estratégia de governança, riscos e conformidade: quais erros evitar?

Postado por Equipe Westcon em 7/nov/2018 5:00:00

Seguir padrões e regulamentações faz com que as empresas foquem em suas estratégias e metas.

 

Estratégia de governança, riscos e conformidade: quais erros evitar? 

 

 

 

Governança, risco e conformidade (GRC). Três palavras que provocam sussurros nos corredores das empresas e se tornam assunto principal entre funcionários e liderança. Elas evocam pensamentos em planilhas infinitas e reuniões intermináveis em que siglas como KRIs e KPIs são usadas. Em muitos casos, os exercícios de GRC são vistos como uma perda de tempo.

Termo que vem do inglês Governance, Risk and Compliance (GRC), surgiu no início dos anos 2000 após muitos desastres financeiros corporativos altamente divulgados, que resultaram em empresas lutando para melhorar seus processos de controle interno e governança. Trata-se de uma integração de processos que acontece dentro de uma organização, que por conta das obrigações regulatórias e as penalidades pelo aumento da não conformidade, os CIOs e as lideranças de TI devem promover um gerenciamento de riscos, conformidade e governança eficazes em suas organizações.

Esses esforços envolvem áreas separadas da TI, jurídicas e financeiras, mas ainda assim são essenciais para a eficácia de um programa de GRC. Elas devem ser eficazes, promover a unificação e serem transparentes. Dessa forma, todos sabem onde estão em suas estratégias empresariais e qual o caminho deve seguir.

Uma estratégia de GRC bem planejada vem com muitos benefícios: melhora a tomada de decisões, investimentos de TI se tornam mais otimizados, há a eliminação de silos e fragmentação reduzida entre divisões e departamentos, apenas citando alguns exemplos.

 

New Call-to-action


Como o GRC funciona?

As organizações desenvolvem uma estrutura de GRC para a liderança, organização e operação das áreas de TI, para garantir que elas apoiem e possibilitem os objetivos estratégicos da organização. A estrutura específica mensurável claramente definida que esclarece a eficácia dos esforços de GRC de uma organização.

Embora existam muitas boas opções de software disponíveis para ajudar a agilizar as operações de GRC, ele é mais do que um conjunto de ferramentas de software. Trata-se de uma padrão de comportamento que vai ditar todas as regras da empresa.


Softwares podem ajudar na implementação

Antes de procurar em qualquer solução de software, você precisa preparar seu ambiente primeiro. Isso significa avaliar o risco da sua organização e examinar os controles. Você tem controles adequados? Os controles existentes estão funcionando?

Você também precisa criar uma estrutura de GRC. Embora o GRC tenda a se concentrar fortemente na TI, a implementação de uma estratégia envolve uma organização inteira e exige uma análise detalhada de todas as pessoas e processos que serão afetados.


Evitando os erros

Entendido todo o conceito, é hora de saber como não errar. Alguns dos principais erros são:

1 - Não aplicar a conformidade é um grande erro. A não existência da conformidade pode resultar em riscos maiores e prejudicar a adoção de novos métodos.

2 - Não ter um padrão pode prejudicar a qualidade dos produtos e serviços.

3 - Não aplicar a conformidade em regulamentações e normas pode trazer sanções, como multa por exemplo. Além disso, se essa informação vir à público ela pode
arranhar a reputação da empresa. Pode causar, também, perda de clientes e investidores.


Ciente do que não se deve fazer, fica muito mais fácil aplicar a GRC e ter sucesso nessa estratégia.

Com isso, a Governança garante que as atividades organizacionais, como o gerenciamento de operações de TI, estejam alinhadas de forma a apoiar as metas de negócios da organização. Funcionando, assim, para que nada se perca no caminho e que todos estejam envolvidos em um único objetivo.

Além disso, certifica-se de que qualquer risco (ou oportunidade) associado às atividades organizacionais seja identificado e tratado de forma a apoiar os objetivos de negócio da organização. Ao gerir os riscos, a empresa pode antecipar os imprevistos e evitar muitos desastres. No contexto de TI, isso significa ter um processo abrangente de gerenciamento de riscos de TI, que se encaixa na função de gerenciamento de riscos corporativos de uma organização.

E, por fim, é possível manter a conformidade, com ações para certificar que as atividades organizacionais sejam operadas de uma maneira que atenda às leis e regulamentos que afetam esses sistemas. Assim, não há perda de tempo e a empresa continua rumo às suas metas. No contexto de TI, isso significa garantir que os sistemas de TI e os dados contidos nesses sistemas sejam usados e protegidos adequadamente.

Categoria(s): Segurança