<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1159528794088341&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

CANAL WESTCON
Toda informação da tecnologia está aqui.

Edge Computing: como se relaciona com a Nuvem e quais os benefícios?

Essa abordagem surgiu para ajudar as empresas a atenderem às novas demandas tecnológicas que surgem no mercado diariamente. Aprender a utilizá-la é um grande diferencial.

 

Uma tendência que tem ganhado força nos últimos anos é a Edge Computing. Conhecida como Computação de borda, ela tem sido utilizada pelas empresas que visam vencer os desafios vindos com o avanço da Transformação Digital.

Essa tecnologia surgiu como necessidade das organizações de aumentarem o seu nível de conectividade para serem capazes de lidar com o aumento das demandas de processamento de dados.

Desse modo, o Edge Computing foi criado como uma nova abordagem que permite que os dados coletados pelas empresas sejam processados e armazenados em servidores localizados no mesmo espaço onde foram gerados.

Quer saber mais sobre essa tecnologia, descobrir como ela se relaciona com a Cloud Computing e quais são os seus benefícios? Continue a leitura deste post. Não perca!

O que é Edge Computing?

Edge Computing é o modo de utilizar o processamento de dados na Nuvem de forma menos centralizada. Ele aproxima o armazenamento, processamento e gestão de TI aos usuários e seus dispositivos.

Por meio dessa abordagem, as empresas podem reduzir os gargalos de rede e o tempo de resposta dos aplicativos utilizados em seu ambiente de trabalho, além de mitigar os riscos.

A computação de borda foi criada para que as empresas fossem capazes de atender às demandas de novas tecnologias, como a Internet das Coisas. Ela permite que as organizações consigam integrar suas ferramentas para ampliar o número de dados que circulam na rede sem o comprometimento da capacidade de seus processos.

Qual a relação dessa tecnologia com Cloud Computing?

Ao contrário do que muitos pensam, o Edge computing não irá substituir a Nuvem. Esses dois conceitos vão coexistir e ambos possuem um papel importante para as empresas.

Enquanto na Cloud, os dados e serviços de TI são salvos e acessados de forma centralizada, no Edge tudo acontece de forma menos unificada.

A gestão da Nuvem é feita por meio de ferramentas que permitem a distribuição automática dos recursos conforme a demanda da empresa, garantindo a segurança do usuário e uma maior escalabilidade. No entanto, como não é possível garantir a localização do Data Center, a latência pode ser elevada.

Já a computação de borda realiza o processamento de requisições por meio de gateways próximos dos usuários. Desse modo, é possível diminuir o tempo para o envio de informações para a rede.

Quais os benefícios do Edge Computing?

Ao utilizar essa abordagem, as empresas podem contar com diversos benefícios em suas operações. Confira a seguir:

1. Redução do uso de rede

Ao processar as informações localmente, as corporações conseguem diminuir consideravelmente o uso da sua banda de rede. Dessa forma, a conectividade das outras aplicações melhoram.

2. Melhoria nos serviços de TI

O processamento de dados descentralizado realizado pelo Edge Computing é capaz de otimizar a qualidade dos serviços de TI.

Como o tempo de resposta é menor, os equipamentos e os usuários podem tomar decisões mais precisas e ágeis.

3. Aumento da segurança de dados

Por meio do Edge Computing, os dados são armazenados em diferentes locais, o que contribui para a privacidade e segurança das informações.

Ele permite que as empresas definam formas mais abrangentes para utilizar suas informações, além de proporcionar um monitoramento de maior alcance.

4. Redução da latência

Por último, a computação de borda é capaz de gerar uma menor latência para o uso de várias aplicações, visto que eles são executados localmente. Desse modo, o caminho que a informação precisará trafegar para ser processada é muito menor e o tempo de resposta mais ágil.

Entender como o Edge Computing funciona e quais os benefícios que ele pode trazer para as empresas é crucial para se manter sempre atualizado com as inovações que surgem no mercado, além de ser capaz de acompanhar as novas demandas tecnológicas. Portanto, auxilie os clientes a entenderem seu significado e a aplicarem a computação de borda em seus negócios.

Posts relacionados

7 estratégias para escolher corretamente um fornecedor de Cloud Computing

Existem algumas práticas importantes a serem seguidas para manter seus dados e sua empresa protegidos contra danos.

4 erros na migração de dados que as empresas devem evitar

Esse processo traz muitas vantagens para os negócios, no entanto, quando realizado de forma inadequada, pode gerar grandes prejuízos.

Cloud Computing e Internet das Coisas: qual a relação dessas tecnologias?

Quando trabalhadas juntas, essas duas tendências são capazes de aprimorar os processos corporativos e auxiliar no crescimento dos negócios.

Escreva seu comentário