<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1159528794088341&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

CANAL WESTCON
Toda informação da tecnologia está aqui.

Conheça as novas profissões que surgiram com o Big Data

  • Categoria:

    Big Data

    | Tempo para ler: 5 min

O enorme volume de dados gerado pela sociedade e as novas técnicas e ferramentas de análise estão transformando o modo como as informações são trabalhadas. Estar por dentro das novidades é essencial para se manter no mercado.

 

Conheça as novas profissões que surgiram com o Big Data

 

As análises de Big Data transformaram a maneira como as empresas trabalham, ajudando não só a alavancarem os negócios, mas também gerando diversas oportunidades de trabalho. Com a explosão dessa tecnologia, novas carreiras foram surgindo e outras se modernizaram. Tanto grandes empresas, quanto empresas de pequeno e médio porte estão investindo em contratar profissionais especializados na área de análise para desenvolverem estratégias eficientes que as permitam crescer e dominar seu segmento.

As profissões relacionadas a análises de dados são desafiadoras e exigem especializações e muito preparo do profissional. Os profissionais que desejam investir nessa área, devem tomar medidas para melhorar suas habilidades e conhecimentos. Confira quais foram as principais carreiras que surgiram nos últimos anos e suas funções:

Cientista de Dados

Os profissionais que ocupam esse cargo realizam uma verdadeira mineração de dados. Eles coletam enormes volumes de dados, estruturados ou não, de diversas fontes e utilizam suas habilidades em estatísticas, programação e matemática para transformar e organizar essas informações. Em seguida, o cientista utiliza seus conhecimentos em análise para identificar soluções para possíveis problemas de negócios que sejam relevantes para a empresa e ajude em tomadas de decisões e estratégias.

 

Especialista em loT

Técnicos e operadores de máquinas estão passando por mudanças em seus cargos e assumindo papéis que envolvem recolher informações de sensores dos equipamentos e, em seguida, mover para software os sistemas que executam as operações, além de verificar a saúde das máquinas.

Esses profissionais também são responsáveis por acoplar e programar a robótica avançada e outras funções de forma remota. A IoT está transformando o trabalho técnico e a forma de operar, realizar a manutenção das máquinas e coletar dados de análise. Tornou-se possível integrar redes de comunicações, dando autonomia às máquinas, dispositivos e sensores para se tornarem mais eficientes no auxílio de um maior controle e praticidade das rotinas corporativas.

Higienista de dados

Há diversas ferramentas disponíveis atualmente que realizam o processo de separação e análise de dados. Elas realizam a “limpeza”, triagem, desduplicação e análise para que a informação chegue pronta para ser utilizada pelas empresas. Porém, para que que ela realmente obtenha um nível de precisão de acordo com as necessidades da corporação, funcionários especializados devem refinar ainda mais esses dados. Os higienistas “limpam” e classificam as informações para que fiquem claras e adequadas aos negócios.

Orquestrador de dados

Outro especialista que se tornou necessário em corporações que lidam com projetos de Big Data é o profissional capaz de realizar a orquestração do movimento desses dados. Ele é responsável por administrar onde os dados ficarão armazenados, identificar quando eles deverão ser mantidos localmente ou migrados para nuvem, controlar a quantidade de dados, se os sistemas da empresa são adequados para armazená-los.

Não existe um título formal para esta função, mas cada vez mais, os desenvolvedores de aplicativos e analistas de sistemas estão assumindo esta função e determinando as diferentes velocidades de transporte e locais de armazenamento dos dados em toda a empresa.

 

Engenheiro de dados

A principal função do engenheiro de dados é garantir que as informações estarão disponíveis para que as análises sejam feitas de forma segura. Esse profissional constrói, testa e mantém as infraestruturas e sistemas de processamento de dados em grande escala. Esses reservatórios serão utilizados, posteriormente, pelos cientistas de dados que aplicam as técnicas analíticas e extraem as informações estratégicas para os negócios.

Arquiteto de Soluções de Big Data

Quem segue esta carreira realiza projetos para sistemas de gestão e avaliam as potenciais fontes de dados da empresa, tanto internas quanto externas. O arquiteto é responsável por projetar, integrar, centralizar e manter as informações. Assim, facilitam o acesso de funcionários às informações críticas de forma segura quando necessário.

Gerente de Analytics

Responsável pela análise de dados. Ele coordena o design, a configuração e a implementação de soluções de análise, define as ferramentas e processos que serão realizados. O gerente de analytics precisa ter habilidades de liderança e dominar as técnicas de análise de Big Data.

Estatístico

Essa carreira já existe no mercado, porém está sofrendo alterações devido ao grande volume de dados e as novas ferramentas para analisá-los que surgiram com o Big Data. O colaborador responsável por este cargo aplica técnicas estatísticas para compreender os dados e identificar tendências, fazer previsões e ajudar a empresa a tomar decisões importantes.

Os estatísticos aplicam métodos e teorias para interpretar as informações. Eles podem trabalhar com empresas envolvidas com pesquisas de mercado e opinião pública, criação de novos produtos, controle de qualidade e até com questões ligadas à política.

Além das várias carreiras que surgiram com o avanço das soluções tecnológicas e da internet, muitas profissões já existentes sofreram transformações. Por isso, identificar o melhor profissional para a sua empresa é essencial para que as análises de dados sejam feitas de forma correta e seja possível obter informações valiosas sobre clientes e negócios em geral para estar sempre a frente no mercado.


Conheça a ForeScout

Posts relacionados

Qual o nível de maturidade em Big Data de seus clientes?

Veja a relação entre os níveis de maturidade da sua empresa em relação ao Big Data e a prospecção de clientes.

 

O que é inteligência de dados e como ela pode ajudar as empresas?

As corporações estão enfrentando o desafio de lidar com tantas informações. Mas, ao realizarem o processo de forma efetiva, podem transformar seus negócios e se destacar no mercado.

Big Data na Indústria 4.0: Qual a sua importância?

O Big Data já desempenha um grande papel na sociedade, mesmo que ainda não nos atentamos a isso.

 

Escreva seu comentário