<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1159528794088341&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

CANAL WESTCON
Toda informação da tecnologia está aqui.

Conheça 7 dicas que melhoram a performance da rede corporativa

  • Categoria:

    Redes

    | Tempo para ler: 4 min

É principalmente para garantir cada vez mais produtividade que o setor de tecnologia evolui. Para isso, no entanto, é preciso ficar atento a muitos aspectos, inclusive ao desempenho da rede corporativa.

 

Conheça 7 dicas que melhoram a performance da rede corporativa

 

 

Em redes corporativas, de nada adianta ter máquinas de alta performance se a rede estiver com baixos níveis de desempenho, comprometendo a eficácia de sistemas operacionais e de hardware. Se você, profissional de TI, está tendo problemas frequentemente, ou se deseja evitar que eles apareçam logo, seguem algumas dicas que melhoram a performance da rede corporativa.


1 – ATUALIZE E INVISTA

Para um funcionamento adequado, que melhore processos e se transforme efetivamente em lucro, é necessário investimento. Ter uma rede com boa infraestrutura, arquitetura e dinâmica de dados, não são suficientes. O contrário também é verdadeiro. Por isso, é necessário modernizar o sistema como um todo. Custa caro, mas vale o dinheiro investido.


2 – REALIZE TESTES E DIAGNÓSTICOS

Para corrigir possíveis gargalos na rede e preveni-los, o ideal é que sejam realizados testes e levantados alguns diagnósticos. Assim, será possível identificar excelentes soluções, desde a adequada configuração de memória, até a aplicação de recursos ideais para o servidor. Alguns softwares que emulam o ambiente de rede, simulando diversos equipamentos, como switches e computadores, podem ajudá-lo nessa tarefa.

3 – ACOMPANHE E MONITORE

Se colaboradores notarem baixa velocidade em exercer suas tarefas é o setor de TI quem vai ouvir as diversas reclamações. Nem sempre, sabemos bem disso, o problema está na rede. É mais fácil que a lentidão esteja sendo causada pelo próprio usuário. Contudo, até para conseguir justificar isso, é necessário escolher a melhor solução de monitoramento de rede.


4 – ARMAZENAMENTO E DESEMPENHO

Aumentar a capacidade de armazenamento não significa que sua rede vá ficar mais veloz, depende de quantos IOPS (operações de entrada e saída por segundo) o disco rígido adotado suporta. Por isso, é necessário estabelecer a real necessidade que a empresa apresenta, respondendo a questões como: é necessário apenas concentrar ou processar os dados? Quais são os tipos de dados? Qual o volume destes dados? Quanto tempo eles precisam ficar armazenados? A partir destas informações, você consegue traçar uma boa estratégia e talvez migrar o servidor para a nuvem, por exemplo.

 

 

Baixar agora

 


5 – SEGMENTAÇÃO

Dentro da corporação há atividades que consomem mais ou menos desempenho da rede. Algumas máquinas necessitam de mais recursos de armazenamento, tráfego e processamento. Por isso, é importante avaliar a necessidade de uso de cada um dos setores, levando em consideração o número de máquinas, os sistemas, os dados gerados e os processos executados.

 

Se o caso do seu cliente ou empresa tiver uma rede maior, com vários computadores, é interessante cogitar a possibilidade de segmentar a utilização da rede, definindo uma estratégia adequada de priorização de tráfego. Os benefícios desta abordagem são: evitar o desperdício e a ociosidade de recursos e facilitar a administração, já que restrições, por exemplo, não precisam ser feitas a cada host.

6 – DISPOSITIVOS CONFIGURADOS CORRETAMENTE

Este item é imprescindível para que as empresas consigam alcançar o retorno do investimento feito através do desempenho. Muitas vezes gargalo nas empresas, a devida configuração de todos os dispositivos de rede pode significar a solução para o tráfego lento dos dados. Como profissional de TI, procure conhecer a necessidade de usuários e setores, para posterior configuração adequada de cada ativo e, alcançando assim, a melhor performance possível da rede corporativa.


7 – CONSIDERE DESDUPLICAR

A desduplicação de dados pode ser uma alternativa interessante para melhorar o tráfego de dados da sua rede. Além disso, a utilização desta técnica economiza de 10 a 30 vezes o espaço usado no backup. Indicada para operações redundantes, a desduplicação segmenta o fluxo de dados de entrada, atribui um identificador aos segmentos de dados e compara esses segmentos aos dados armazenados anteriormente.

 

Isso significa que, se for exclusivo, o sistema armazena o segmento, caso contrário, ele identifica como duplicação e o segmento não é armazenado novamente.

A evolução tecnológica no setor de redes é muito grande. Então, é importante que os profissionais da área de TI, esteja sempre acompanhando as novidades, antenado com as novas tecnologias. E lembre-se: pequenos detalhes também melhoraram os resultados das empresas.

 

Posts relacionados

Como a tecnologia 5G irá transformar o Data Center?

A conectividade 5G introduz a ideia da metodologia “muitos para um” no que se refere à conectividade sem fio.

  • Redes | Tempo para ler: 3 min

O que é monitoramento proativo de redes e quais seus benefícios?

As empresas se tornaram dependentes da disponibilidade de seus sistemas. Uma simples falha pode prejudicar seus serviços, causando graves prejuízos financeiros.

  • Redes | Tempo para ler: 3 min

Por que a rede é a última fronteira da automação de TI?

Apesar de a maioria das empresas ainda gerenciar suas redes de forma manual, isso tende a mudar muito em breve.

 

Escreva seu comentário