<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1159528794088341&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

CANAL WESTCON
Toda informação da tecnologia está aqui.

Confira as tendências de armazenamento de dados corporativos em 2017

Nuvem híbrida e SDS estão entre as principais tecnologias que permitirão o aumento da capacidade de Storage e vão impactar esse setor.

 

Confira as tendências de armazenamento de dados corporativos em 2017

 

É esperado que em 2017 o Brasil alcance a marca de 4,5 bilhões de dólares investidos em Cloud, e estima-se que que o crescimento continue acelerado, chegando a 20 bilhões de dólares até 2020. As empresas estão repensando suas estratégias com o objetivo de reduzir cargas de trabalho localizadas em ambientes locais, movendo-as para a nuvem. Estima-se que este movimento aumentará nos próximos anos e a TI híbrida possibilitará o processo.

Corporações de todos os tamanhos e setores tomarão a decisão de implementar a TI híbrida. O primeiro passo será reconhecer o que deve permanecer nas instalações locais e o que irá para a nuvem para que seja possível reduzir gastos.

Trabalhar com o modelo híbrido irá possibilitar que as empresas não fiquem dependentes de apenas um fornecedor. Assim, tecnologias de software que podem ser implantadas localmente e em diferentes nuvens serão priorizadas.

O armazenamento definido por software (SDS) poderá ser executado tanto dentro das instalações da companhia como fora delas, o que possibilitará custo mais baixo para a criação de novos Data Centers.

Ele permitirá um modelo operacional unificado para armazenamento primário em Data Centers nas instalações e na nuvem. Isso permitirá aos usuários utilizarem o mesmo modelo operacional, independente de onde sua infraestrutura de TI esteja.

O SDS é capaz de ser implantado em diferentes hardwares e suportar recursos de automação. Além disso, permite que aplicações acessem dados de maneira uniforme entre diferentes nuvens e simplifica os aspectos de gerenciamento de dados ao movimentar aplicações existentes para a nuvem.

A infraestrutura hiperconvergente (HCI) permite que o Armazenamento de Conexão Direta (DAS) seja compartilhado entre alguns servidores, tornando a unidade de computação mais resistente, enquanto os dados amplamente partilhados são acessados pela LAN (Local Area Network) ou SAN (Storage Area Network).

A tecnologia Flash também é importante para o futuro do armazenamento. Ela se tornou popular por oferecer diversos benefícios, como recursos para melhorar o desempenho e processos simplificados de provisionamento e otimização de sistemas.

Suas capacidades de desempenho garantem que os dados não fiquem sujeitos a congestionamentos ou latência devido a aplicações que exigem altos IOPs (operações de entrada e saída por segundo). O Flash proporciona essa capacidade de desempenho sem fazer com que a empresa desperdice recursos comprando armazenamento em excesso.

O armazenamento de dados corporativo continua a evoluir rapidamente. À medida que as tecnologias se expandem, novas maneiras de usá-las para gerar valor ao armazenamento de dados serão descobertas. Por isso é essencial que a TI esteja sempre atualizada com os melhores métodos para otimizar os negócios de sua empresa.

 

Clique e saiba mais

Posts relacionados

Escreva seu comentário