<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1159528794088341&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

CANAL SYNNEX WESTCON
Toda informação da tecnologia está aqui.

Computação cognitiva e Inteligência Artificial: como se relacionam?

A tecnologia cognitiva, assim como a IA tem como intuito entregar os melhores resultados, aproximando do pensamento humano.

Computação Cognitiva e Inteligência Artificial caminham juntas, mas não possuem o mesmo significado. Muitos confundem os termos e acreditam que elas agem da mesma maneira, o que não é verdade.

É comum a confusão, mas é preciso diferenciar as tecnologias e suas funções. As aplicações se correlacionam, mas ambas possuem funcionalidades e intenções diferentes, incluindo o jeito de “pensar”.

Antes de saber como elas se relacionam, conheça cada tecnologia e suas principais aquisições.

O que é Inteligência Artificial?

A Inteligência Artificial é uma área da Computação que estuda como fazer os computadores realizarem coisas que, no momento, as pessoas fazem melhor.

Neste caso, a ferramenta utilizada precisa ser realmente “inteligente” para realizar atividades que pessoais, como no caso do comando de voz nos Smartphones. O sistema recebe uma ordem e ativa os comandos, entregando as melhores informações ao usuário.

Pode se dizer que a IA possui:

  • Simulação de sentidos humanos: visão, audição, olfato, paladar e tato.
  • Simulação de aprendizado e processamento: aprendizado profundo, aprendizado de máquina.
  • Simulações de respostas humanas: robótica.

Esta tecnologia é programada para agir como um humano: aprendendo, decidindo e se autocorrigindo.

Pode-se dizer que a IA faz parte da interface do Machine Learning, onde o sistema é programado para receber uma fonte de dados, cruzar as informações e obter respostas por meio das aquisições.

Ou seja, a IA é programada para agir de acordo com as informações recebidas.

Conheça o K•NOW!

Diferente do que muitos pensam, a Inteligência Artificial não é apenas aquela vista nos filmes de ficção, onde são representados por robôs e megamáquinas, muito pelo contrário.

Prova disso é que há muita IA em nosso dia a dia, como a SIRI (assistente inteligente), Alexa (assistente de voz digital da Amazon), canais de Streaming que utilizam robôs inteligentes para rastrear o comportamento do cliente e indicar filmes e séries de acordo com a experiência do usuário.

Estes exemplos mostram que a tecnologia inteligente já faz parte de nossa sociedade e é muito utilizada.

O que é Computação Cognitiva?

Para entender sobre a tecnologia cognitiva é preciso entender o seu conceito. A palavra cognitiva refere-se ao processo mental de percepção, memória, juízo e/ou raciocínio. Adaptando-a para o termo tecnológico, pode-se concluir que é o ato da tecnologia pensar e aprender.

Com isso, o termo Computação Cognitiva é a capacidade de a tecnologia processar, pensar e distribuir as informações necessárias quando preciso, utilizando dados nem sempre perfeitos.

Assim como a IA, a Computação Cognitiva também é programada para aprender, porém com um raciocínio muito mais lógico e eficaz, se comparando até com os humanos.

Esta tecnologia é imprescindível para que as máquinas consigam executar tarefas complexas, como por exemplo, um diagnóstico médico por meio de uma fonte de dados não tão perfeitos.

Mas afinal, como se relacionam a IA e a Computação Cognitiva?

Tendo em vista que ambas as tecnologias utilizam da aplicabilidade do Machine Learning, é preciso entender de qual forma as máquinas aprendem.

Por sua vez, a Inteligência Artificial é programada para aprender com uma grande quantidade de dados, onde cruza as informações obtidas a fim de chegar a uma resposta. Além disso, seu sistema precisa manter-se atualizado para não ficar obsoleto.

Um exemplo que foi citado anteriormente são os canais de Streaming, onde por meio de uma base de dados reais do usuário, as ferramentas sabem o que indicar para cada pessoa assistir com base em seu comportamento e rastros deixados nas plataformas.

A tecnologia cognitiva, assim como a IA, tem como intuito entregar os melhores resultados, aproximando do pensamento humano. Esta ferramenta, por sua vez, utiliza melhor os dados e algoritmos recebidos, não precisando ser necessariamente dados exatos.

Portanto, a Inteligência Artificial é programada para imitar a capacidade humana de agir quando recebe um comando programado, enquanto a Computação Cognitiva tende compreender e simular o raciocínio humano recebendo dados complexos.

A principal semelhança entre os sistemas é o Machine Learning, o que significa que quando entra em contato com novas fontes de dados os softwares são capazes de aprender, mudar e desenvolver novas soluções por si mesmos. Neste caso, a Inteligência Artificial é programada para isso, diferente da Computação cognitiva.

Posts relacionados

Quais os novos cargos necessários para o futuro da Inteligência Artificial?

Desenvolvimento tecnológico e progresso socioeconômicos já são indissociáveis. A IA afetará o ecossistema do trabalho e novos profissionais serão requisitados.

O que é necessário para utilizar a Inteligência Artificial nos negócios?

Para contar com todos os recursos que a AI pode oferecer é preciso considerar diversos pontos em sua implementação. Toda a infraestrutura da empresa deve ser avaliada.

Como o Machine Learning contribui para a tomada de decisão nos negócios?

Saber como agir adequadamente, minimizando os riscos e perdas, é a maneira ideal de fazer uma empresa se desenvolver de acordo com suas necessidades.

Escreva seu comentário