<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1159528794088341&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

CANAL WESTCON
Toda informação da tecnologia está aqui.

Compliance em TI: o que significa e qual o papel na segurança da informação?

Entenda como um conjunto de normas e políticas podem ajudar as empresas a se adequarem às legislações atuais, evitando prejuízos para os negócios.

 

A tecnologia da informação tornou-se peça importante para as estratégias de qualquer empresa. Por meio de diversas tendências e ferramentas modernas, as organizações passaram a ter acesso a dados relevantes de forma prática e rápida, o que as ajuda a tomar decisões acertadas.

No entanto, junto a tantos benefícios, uma igual elevação na quantidade de violações à privacidade, fraudes e falhas acompanharam essa evolução. Por isso, alguns cuidados tornaram-se indispensáveis para que seja possível manter a segurança das informações, além da disponibilidade das tecnologias utilizadas a qualquer momento para os usuários.

Nesse cenário, surgiu o termo compliance que envolve um conjunto de boas práticas capazes de tornar o ambiente corporativo mais confiável e seguro, ao mesmo tempo que aprimorar a produtividade e resultados das empresas, ajudando-as a lidar com inovações disruptivas que surgem cada dia mais no mercado.

Quer saber como o que esse termo significa para o dia a dia das empresas? Confira o conteúdo a seguir e aprenda a utilizá-lo para reforçar a segurança dos dados de seu negócio. Boa leitura!

O que é compliance?

Em português, o termo significa “estar em conformidade com regulamentos”. Por isso, podemos dizer que compliance é um conjunto de políticas e normas de controle de trabalho para que as empresas atuem sempre conforme as regras de seu setor.

Por meio dele, é possível evitar penalidades envolvendo o uso de novas tecnologias, políticas de acesso e privacidade de dados dos usuários. Desse modo, ele visa gerar valor aos negócios, assegurando a sobrevivência da empresa.

Ao definir uma política de compliance em TI, as corporações são capazes de lidar com diversos problemas comuns no dia a dia de diversas empresas que trazem grandes impactos financeiros, como:

  • Ausência de orientações normativas;
  • Desalinhamento das legislações;
  • Falhas na gestão de processos;
  • Falta de ferramentas preventivas.

Portanto as regras de compliance abrangem todas as políticas, controles internos e externos aos quais a empresa precisa adequar suas atividades para estar em plena conformidade com as possíveis legislações aplicadas a seus processos.

Qual o papel do compliance para a segurança da informação?

O setor de TI é responsável por garantir que os demais setores utilizem todas as soluções tecnológicas disponíveis, com agilidade e segurança. Por isso, tem um papel estratégico dentro das organizações.

Ao contar com as normas de compliance, é possível garantir que a empresa aja em conformidade com leis voltadas para a TI, como o Marco Civil da Internet, Lei de Direitos Autorais, a norma europeia GDPR, entre outras.

Por meio do compliance, a empresa consegue estruturar processos de segurança de dados que abordem os conteúdos armazenados em ambientes virtuais. Assim, a TI consegue colocar em prática medidas preventivas e de mitigação de erros.

É necessário que as normas de compliance incluam regras para evitar ataques, invasões à infraestrutura de rede e controle o uso indevido dos dados corporativos. Para manter o nível de segurança elevado, é preciso adotar alguns cuidados, como:

  • bloqueio de conexões torrent para evitar a distribuição de conteúdos ilegais;
  • monitoramento contínuo da rede para detectar ameaças;
  • atualização rápida e contínua da infraestrutura de TI;
  • implementação de VPNs em dispositivos utilizados para trabalho remoto;
  • criação de políticas de backup de dados;
  • desenvolvimento de planos de recuperação de desastres;
  • executar auditorias internas para garantir a conformidade.

Todos esses processos podem tornar a infraestrutura de TI mais robusta e confiável, reforçando a segurança da informação nas empresas. Cabe à TI ajudar na implantação e divulgação desse comportamento, além de executar um controle interno para assegurar que todos os colaboradores sigam as diretrizes especificadas.

Como você pôde perceber, o compliance tem um papel essencial para os empreendimentos que querem estar sempre em dia com as normas e políticas de segurança, além de se prevenir contra as ciberameaças. Isso é extremamente importante no momento atual em que as empresas estão se preparando para a chegada da LGPD, que visa regulamentar o acesso aos dados dos usuários.

Posts relacionados

Quais os benefícios da automação da segurança da informação?

Examinando as vantagens e as verdades sobre o papel da automação na segurança cibernética.

BYOD e segurança: como criar uma política de gerenciamento?

O uso de dispositivos móveis no ambiente de trabalho já é uma prática comum entre as empresas. Mas é importante desenvolver práticas de proteção de dados.

Quais as principais ciberameaças da atualidade?

Conhecer quais são os ciberataques que mais afetam empresas atualmente é essencial para desenvolver uma estratégia de segurança da informação eficiente.

Escreva seu comentário