<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1159528794088341&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
CANAL WESTCON
Toda informação da tecnologia está aqui.
  • Westcon-Comstor lança o BlueSky Solutions Markeplace
  • Free Trial SEP Cloud - Alta proteção de endpoints com uma solução intuitiva. Ofereça já para seus clientes.
  • Partner Portal
  • Mantenha os dados seguros em tempos de Transformação Digital - Fortinet
  • Acesse agora
  • Partner Portal
  • _banner-home-mobile_-symantec-sep-cloud.png
  • Mantenha os dados seguros em tempos de Transformação Digital - Fortinet

Como o Big Data pode ajudar seus clientes do varejo?

Postado por Equipe Westcon em 23/nov/2018 5:00:00

Entenda melhor essa tendência e veja como ela pode auxiliar as empresas desse setor a prever tendências e aumentar suas vendas.

 

Como o Big Data pode ajudar seus clientes do varejo?

 

A sociedade está cada vez mais conectada, realizando tanto suas tarefas pessoais quanto as profissionais por meio de dispositivos mobile. Isso tem quebrado a fronteira entre o mundo online e offline, formando um novo perfil de consumidores: mais participativos, exigentes e menos fiel às marcas.

Diante desse novo cenário, as empresas têm precisado passar por um duro processo de adaptação para entender profundamente quais são os desejos e necessidades de seus clientes. Uma grande aliada desse desafio é a Ciência de Dados, capaz de ajudar na compreensão do público-alvo.

O mercado de hoje precisa lidar com uma quantidade de informações inimaginável há alguns anos. Por isso, as empresas precisam contar com sistemas especializados em inteligência de dados para serem capazes de aproveitar todas as oportunidades que esses dados podem geram para seus negócios.

O termo Big Data representa essa enorme quantidade de dados gerados diariamente da atividade comercial das empresas. Para a vertical de varejo tirar proveito desse volume de informações para gerar insights de negócio é especialmente importante.

Seus clientes dessa vertical sabem como usar o Big Data a seu favor? Veja as dicas a seguir e ajude-os a conquistar melhores resultados.


Por que usar o Big Data no varejo?


Em resumo, o Big Data são grandes conjuntos de dados, estruturados ou não, que podem ser analisados por computadores para se descobrir padrões, tendências e fazer associações úteis que ajudam empresas em suas tomadas de decisões.

Para o varejo, a capacidade de fazer previsões de tendências de consumo tem se apresentado como um grande avanço para os negócios. Afinal, ser capaz de se planejar e utilizar estratégias mais assertivas para garantir as próximas vendas é o grande objetivo desse setor.

Com o Big Data isso se tornou possível. As empresas são capazes de identificar a última moda entre seu público-alvo e, assim, tomar decisões precisas sobre como ordenar seus produtos, além de desenvolver estratégias de estocagem caso necessário.

Por meio de algoritmos das análises desses dados, os varejistas podem avaliar as tendências de mercado usando múltiplas fontes de dados. As informações vão evoluindo de acordo com as mudanças no comportamento dos consumidores, o que torna as análises mais precisas.

 

Ba

 

No entanto, as vantagens do uso do Big Data no varejo não para por aí. É possível utilizá-lo de outras formas. Confira a seguir como utilizar essa tecnologia para impulsionar os negócios de seus clientes dessa vertical:

 

Como usar o Big Data no varejo?

 

1. Ter maior proximidade com os clientes

Atualmente, manter os consumidores fidelizados não é uma tarefa fácil. No entanto, por meio de soluções de Big Data, as empresas podem processar dados de pesquisas de mercado, programas de fidelidade e das próprias interações com consumidores.

Dessa forma, é possível descobrir quais são as suas maiores necessidades e desejos para reforçar o atendimento oferecido, tornando-o personalizado.

Como o varejo costuma lidar com um alto volume de clientes, gerando um grande nível de informações, o Big Data torna-se extremamente importante para ser possível encontrar padrões e pontos que ajudam a melhorar o relacionamento com cada tipo de cliente.

2. Vender por multicanais

Outra vantagem de utilizar o Big Data no varejo é para vender em multicanais. Graças às análises de dado, seus clientes podem monitorar o comportamento dos consumidores. Assim, é possível saber qual o canal de atendimento que cada público prefere e ainda o modo como eles gostariam de comprar e receber seus produtos.

3. Prever variações nas demandas

A possibilidade de prever demandas é outro grande benefício crucial para a vertical de varejo. Por meio disso, é possível gerenciar melhor a compra de matérias-primas e controlar os estoques.

O Big Data é a peça-chave para que as empresas consigam monitorar melhor seus estoques, comprando apenas as quantidades precisas de recursos. Assim, é possível estar em conformidade com os padrões de consumo atual e do futuro.


4. Atrair novos clientes

Com análises de Big Data, os varejistas conseguem ainda encontrar novos prospects para seus negócios, aprimorar as estratégias de marketing, diminuir as taxas de churn, entre outras ações para oferecer um atendimento mais satisfatório.

Por meio das análises, é possível definir métricas e criar perfis abrangentes sobre os seus consumidores. Dessa forma, as empresas passam a se especializar no seu tipo de cliente para atrair e conquistar um público cada vez maior, além de fidelizar melhor aqueles que já são clientes.


5. Assertividade ao lançar produtos novos

O Big Data fornece novas fontes de informações úteis para as empresas, tornando a inovação e criatividade delas mais assertivas. Desse modo, é possível criar propostas de novas mercadorias, maximizando as qualidades e atributos buscados pelo público.

Como você pôde perceber, o uso de análises de Big Data tem revolucionado o varejo, permitindo que as empresas desse setor trabalhem de forma mais estratégica. Atualmente, é possível tomar decisões e agir a partir de dados precisos, o que diminui drasticamente as chances de ter algum prejuízo. Portanto, é fundamental que sua revenda esteja preparada para auxiliar seus clientes de varejo a apostarem nessa tendência.

Categoria(s): Big Data, Mercados Verticais