<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1159528794088341&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

CANAL WESTCON
Toda informação da tecnologia está aqui.

Como gerar negócios em TI aliando marketing e Big Data

  • Categoria:

    Big Data

    | Tempo para ler: 4 min

A saída é entender o padrão de consumo do cliente e fazer um plano de ação.

 

Como gerar negócios em TI aliando marketing e Big Data

 

 

A internet, com toda sua abrangência, mudou de vez a forma como nos comunicamos, os meios por onde recebemos as informações, os padrões de comportamento e de consumo e, também, o funcionamento e o futuro das empresas.


Para que a engrenagem empresarial funcione hoje é preciso que haja integração de tecnologias e os setores da corporação, pois trabalhar de forma integrada com o departamento de TI é fundamental na realidade de mercado que vivemos. A grande maioria dos processos, de alguma forma, funciona de forma integrada. Os especialistas em gestão já entenderam que esse é o caminho.


O setor de marketing, por exemplo, deve estar ligado à tecnologia e receber investimentos cada vez mais constantes. Com as novas possibilidades do ambiente online, o marketing integrado a TI consegue planejar melhor, atender a demanda e criar soluções de forma rápida e segura. O suporte digital no marketing é fundamental para fazer uma revisão de estratégias, impactar o consumidor e atrair clientes.


Por esse motivo, o Big Data é um grande aliado para o marketing atender as necessidades atuais do mercado. Quer saber como? Confira!

 

New call-to-action

 

 

Marketing e Big Data


Com o volume de dados coletados em tempo real pelo Big Data, o marketing consegue monitorar e analisar a concorrência, o padrão de consumo de seus potenciais clientes, o retorno sobre ações de marketing e também o retorno de investimentos.


Mesmo que o Big Data não tenha surgido do marketing e nem exclusivamente para o marketing, este setor se beneficia do potencial de captação e análise de um volume grande de dados para conduzir suas estratégias e planos de ação.


O Analytics é um bom exemplo disso. Sua capacidade de medir desempenho e manter sistemas automatizados é um grande aliado na tomada de decisões do marketing. Sua presença é fundamental para que as ações sejam focadas no cliente e na sua experiência dentro da empresa.


As redes sociais costumam ser um dos meios mais eficazes para que o Big Data faça um escaneamento do padrão de consumo e comportamento dos clientes. Não apenas de suas necessidades pessoais momentâneas mas, também, de tendências. Assim, as empresas conseguem antecipar o que o consumidor busca e o que ele irá consumir em um futuro próximo.


As empresas que não se atualizarem e enxergarem a importância dos softwares de gestão, soluções de Big Data, estratégias de Business Intelligence e todo o aparato tecnológico que pode auxiliar na compilação e análise de dados, infelizmente podem se tornar obsoletas.

 

Profissionais com perfis híbridos

Além de investir em tecnologia, as empresas precisam contratar profissionais especializados que possam contribuir com seus conhecimentos para o setor de marketing, ou então aproveitar talentos nas empresas que já tenham intimidade com a tecnologia e podem ajudar a impulsionar as ações do setor.


De nada adianta ter um rol de sistemas tecnológicos integrados fornecendo dados continuamente, e não possuir os profissionais capacitados para fazer a coleta e análise e, ainda, saber aplicá-los de forma eficiente para gerar resultados. Portanto, melhorar a presença digital colocará a sua empresa no mundo.


Toda essa integração do marketing com o Big Data fez surgir um tipo de profissional híbrido para administrar essa demanda, pois ele é o mais indicado para essa atuação. Uma junção entre o diretor de marketing (Chief Marketing Officer) e o Diretor de TI (Chief Technology Officer) fez nascer o CMTO (Chief Marketing Technology Officer).


Esses profissionais CMTOs têm a função de ajudar os CEOs das empresas a compreender a importância do marketing tecnológico, por isso são estratégicos, aliam conhecimento técnico e inovação e trazem um novo tipo de performance para as corporações. Eles possuem conhecimentos de algoritmos, indicadores, métricas, além de saber manejar softwares e possuem uma ampla visão de mercado.


Clientes, fornecedores, concorrentes e corporações estão todos conectados e qualquer atividade depende da tecnologia para funcionar e serem bem realizadas. Por isso, marketing e Big Data passam a andar juntos para o sucesso da empresa.

 

Posts relacionados

Big Data e omnichannel: essas tendências podem trabalhar juntas?

Quando integradas em uma mesma estratégia, essas tendências podem criar um verdadeiro diferencial competitivo para as empresas.

Como superar os desafios da análise preditiva nas empresas?

O sucesso nos negócios se resume a tomar as decisões certas no momento certo.

 

Como fazer o processamento de dados corporativos?

Lidar com o grande volume de dados gerados pela sociedade atualmente é um grande desafio para qualquer empresa. Saber como realizar o seu processamento é indispensável.

Escreva seu comentário