<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1159528794088341&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

CANAL WESTCON
Toda informação da tecnologia está aqui.

Como gerar negócios em TI aliando marketing e Big Data

  • Categoria:

    Big Data

    | Tempo para ler: 4 min

A saída é entender o padrão de consumo do cliente e fazer um plano de ação.

 

Como gerar negócios em TI aliando marketing e Big Data

 

 

A internet, com toda sua abrangência, mudou de vez a forma como nos comunicamos, os meios por onde recebemos as informações, os padrões de comportamento e de consumo e, também, o funcionamento e o futuro das empresas.


Para que a engrenagem empresarial funcione hoje é preciso que haja integração de tecnologias e os setores da corporação, pois trabalhar de forma integrada com o departamento de TI é fundamental na realidade de mercado que vivemos. A grande maioria dos processos, de alguma forma, funciona de forma integrada. Os especialistas em gestão já entenderam que esse é o caminho.


O setor de marketing, por exemplo, deve estar ligado à tecnologia e receber investimentos cada vez mais constantes. Com as novas possibilidades do ambiente online, o marketing integrado a TI consegue planejar melhor, atender a demanda e criar soluções de forma rápida e segura. O suporte digital no marketing é fundamental para fazer uma revisão de estratégias, impactar o consumidor e atrair clientes.


Por esse motivo, o Big Data é um grande aliado para o marketing atender as necessidades atuais do mercado. Quer saber como? Confira!

 

New call-to-action

 

 

Marketing e Big Data


Com o volume de dados coletados em tempo real pelo Big Data, o marketing consegue monitorar e analisar a concorrência, o padrão de consumo de seus potenciais clientes, o retorno sobre ações de marketing e também o retorno de investimentos.


Mesmo que o Big Data não tenha surgido do marketing e nem exclusivamente para o marketing, este setor se beneficia do potencial de captação e análise de um volume grande de dados para conduzir suas estratégias e planos de ação.


O Analytics é um bom exemplo disso. Sua capacidade de medir desempenho e manter sistemas automatizados é um grande aliado na tomada de decisões do marketing. Sua presença é fundamental para que as ações sejam focadas no cliente e na sua experiência dentro da empresa.


As redes sociais costumam ser um dos meios mais eficazes para que o Big Data faça um escaneamento do padrão de consumo e comportamento dos clientes. Não apenas de suas necessidades pessoais momentâneas mas, também, de tendências. Assim, as empresas conseguem antecipar o que o consumidor busca e o que ele irá consumir em um futuro próximo.


As empresas que não se atualizarem e enxergarem a importância dos softwares de gestão, soluções de Big Data, estratégias de Business Intelligence e todo o aparato tecnológico que pode auxiliar na compilação e análise de dados, infelizmente podem se tornar obsoletas.

 

Profissionais com perfis híbridos

Além de investir em tecnologia, as empresas precisam contratar profissionais especializados que possam contribuir com seus conhecimentos para o setor de marketing, ou então aproveitar talentos nas empresas que já tenham intimidade com a tecnologia e podem ajudar a impulsionar as ações do setor.


De nada adianta ter um rol de sistemas tecnológicos integrados fornecendo dados continuamente, e não possuir os profissionais capacitados para fazer a coleta e análise e, ainda, saber aplicá-los de forma eficiente para gerar resultados. Portanto, melhorar a presença digital colocará a sua empresa no mundo.


Toda essa integração do marketing com o Big Data fez surgir um tipo de profissional híbrido para administrar essa demanda, pois ele é o mais indicado para essa atuação. Uma junção entre o diretor de marketing (Chief Marketing Officer) e o Diretor de TI (Chief Technology Officer) fez nascer o CMTO (Chief Marketing Technology Officer).


Esses profissionais CMTOs têm a função de ajudar os CEOs das empresas a compreender a importância do marketing tecnológico, por isso são estratégicos, aliam conhecimento técnico e inovação e trazem um novo tipo de performance para as corporações. Eles possuem conhecimentos de algoritmos, indicadores, métricas, além de saber manejar softwares e possuem uma ampla visão de mercado.


Clientes, fornecedores, concorrentes e corporações estão todos conectados e qualquer atividade depende da tecnologia para funcionar e serem bem realizadas. Por isso, marketing e Big Data passam a andar juntos para o sucesso da empresa.

 

Posts relacionados

Qual o nível de maturidade em Big Data de seus clientes?

Veja a relação entre os níveis de maturidade da sua empresa em relação ao Big Data e a prospecção de clientes.

 

O que é inteligência de dados e como ela pode ajudar as empresas?

As corporações estão enfrentando o desafio de lidar com tantas informações. Mas, ao realizarem o processo de forma efetiva, podem transformar seus negócios e se destacar no mercado.

Big Data na Indústria 4.0: Qual a sua importância?

O Big Data já desempenha um grande papel na sociedade, mesmo que ainda não nos atentamos a isso.

 

Escreva seu comentário