<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1159528794088341&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

CANAL SYNNEX WESTCON
Toda informação da tecnologia está aqui.

Como garantir a segurança e privacidade dos dados no Home Office?

Diante do atual cenário do coronavírus, é crucial que as empresas tomem algumas medidas para garantir a proteção de seus sistemas e informações no teletrabalho.

A crise do novo coronavírus vem impactando expressivamente a economia em todo o mundo. É fato que a necessidade de distanciamento social e a quarentena obrigatória estejam exigindo que as empresas reformulem suas estratégias e modo de trabalho temporariamente. 

Devido a isso, muitas organizações estão apostando no Home office para manter suas atividades. Essa forma de trabalho é capaz de trazer inúmeros benefícios para os negócios e, junto às ferramentas tecnológicas corretas, pode garantir que as empresas não apresentem resultados inferiores durante o período de quarentena.

No entanto, ainda que proporcione muitos benefícios para as empresas nesse momento, o teletrabalho exige atenção. O acesso a servidores e estações de trabalho remotamente aumentam as vulnerabilidades dos sistemas e dados corporativos a ciberataques.

Portanto, para garantir a segurança e privacidade de dados no Home Office é necessário que as empresas tomem alguns cuidados. Confira a seguir quais medidas devem ser adotadas:

Segurança e privacidade de dados em tempos de coronavírus

Garantir a proteção dos dados é uma preocupação constante para as empresas, principalmente com a aproximação da LGPD, que visa reforçar a privacidade dos dados dos usuários e aplicará multas àquelas organizações que descumprirem as normas.

Com o crescente aumento do Home Office essas preocupações se agravaram. É necessário garantir que todos os colaboradores que estão trabalhando em casa tomem todos os cuidados necessários para garantir a segurança e privacidade de todos os dados corporativos.

Essa tarefa tem sido um grande desafio, pois para executar o teletrabalho, os funcionários dessas empresas estão utilizando diversas soluções tecnológicas, como drives compartilhados, softwares de videoconferência, ferramentas de gestão de projetos, entre outras.

Muitos cibercriminosos estão se aproveitando desse momento para driblar os sistemas de proteção e roubar informações. Uma das principais ameaças virtuais é o phishing. Trata-se de uma modalidade de crime virtual no qual o invasor é capaz de “pescar” informações importantes do usuário, como senhas de acesso.

Além disso, de acordo com pesquisas realizadas por empresas de cibersegurança no Brasil, as tentativas de golpes de ransomware aumentaram mais de 350% no primeiro trimestre de 2020.

Há diferentes caminhos para o recebimento de ataques por phishing, ransomwares e outras ações criminosas voltadas ao sequestro de dados. É por esse motivo que os cuidados devem ser redobrados. 

Pensando nisso, é necessário que as empresas coloquem algumas medidas de segurança e privacidade em prática. Confira a seguir as principais delas:

Reforçar as camadas de proteção

Para tornar o ambiente de trabalho mais seguro é fundamental utilizar várias camadas de proteção para que haja o mínimo de exposição possível dos dados sigilosos.

Desse modo, é fundamental que os colaboradores habilitem o protocolo HTTPS em seus dispositivos para que possam utilizar seus webmails, sistemas corporativos, realizar pagamentos e outros serviços.

O HTTPS é responsável por criptografar toda a comunicação entre o navegador do colaborador e o portal da empresa, impedindo que criminosos interceptem o tráfego. Assim, mesmo que consigam violar os dados, não será possível decifrá-los.

Criptografia do banco de dados

Outra medida indispensável para esse momento, é a criptografia das informações do banco de dados da empresa. É necessário criptografar todas aqueles dados considerados sigilosos, como senhas, dados de cartão de crédito, entre outras. Assim, nem mesmo os administradores terão acesso aos conteúdos ao pesquisar no banco, apenas utilizando a chave criptografada. 

No entanto, como não é possível criptografar todos os conteúdos do banco, é importante restringir os acessos dos usuários para apenas aquelas informações necessárias para a execução de seu trabalho.

Utilizar VPNs

VPNs são redes privadas virtuais que permitem uma conexão segura com outra rede pela internet. Elas podem ser usadas para proteger a atividade de navegação dos usuários.

De forma simplificada, uma VPN conecta o PC, smartphone ou tablet a outro computador (chamado servidor) em algum lugar da Internet e permite que o colaborador navegue na Internet usando as credenciais e a conexão deste computador. Conectadas a cada ponto de acesso, às máquinas verificam a autenticidade dos dados compartilhados. Assim é possível reduzir a exposição direta dos dados e serviços da organização na internet.

Wi-Fi seguro

Há diferentes formas de deixar um Wi-Fi seguro e caberá aos colaboradores contribuírem com a organização para reforçar a segurança e privacidade dos dados corporativos.

O primeiro passo é não deixar o Wi-Fi doméstico sem senha, o usuário deverá criar uma senha extensa e complexa para evitar que terceiros acessem sua rede. Além disso é importante habilitar a configuração segura do Wireless, utilizando-se de WPA2 ou 3 e atribuindo uma chave de acesso longa e complexa.

Há muitas formas de se manter a segurança e privacidade nesse momento de quarentena e Home Office, no entanto, apenas será possível garantir uma total proteção se todos os colaboradores contribuírem. É crucial que a empresa envolva toda a sua equipe e estimule um acesso seguro.

 

Posts relacionados

6 passos para proteger os usuários remotos em grande escala

Para garantir a continuidade dos negócios é necessário investir nos recursos de segurança certos para os colaboradores em home office.

Como adequar os serviços em Nuvem à LGPD?

Devido ao coronavírus, a vigência da lei de proteção de dados é adiada. No entanto, é fundamental que as empresas continuem tomando as medidas necessárias para entrar em conformidade.

Mobilidade e segurança: como garantir a proteção dos usuários e dispositivos?

Para que as empresas sejam capaz de oferecer segurança em qualquer lugar e para qualquer dispositivo é necessário contar com a plataforma de segurança de rede Strata ™ da Palo Alto.

Escreva seu comentário