<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1159528794088341&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

CANAL SYNNEX WESTCON
Toda informação da tecnologia está aqui.

Como garantir a segurança de perímetro na era da nuvem?

Contar com uma solução de proteção capaz de oferecer total visibilidade dos ambientes híbridos é indispensável para uma efetiva segurança de perímetro.

 

A cada dia que passa as empresas precisam lidar com um maior número de dados sendo gerados pelos usuários, além do aumento do volume de dispositivos conectados à rede e da utilização de serviços em Nuvem. 

O fato é que o mundo está hiperconectado e as equipes de TI precisam controlar essa explosão de endpoints ao mesmo tempo que expandem as infraestruturas corporativas para novos ambientes, utilizando Data Centers, virtualização e Multiclouds.

Esse novo cenário tornou a tarefa de proteção de rede cada vez mais complexa, visto que a TI precisa controlar uma maior superfície de ataques. Portanto, é necessário modernizar as estratégias de segurança de rede para que seja possível monitorar os novos ambientes híbridos e gerenciar todos os dispositivos conectados. 

A proteção de perímetro é responsável por impedir qualquer tipo de acesso não autorizado ou atividade maliciosa direcionada à rede corporativa. Ela é indispensável para lidar com ameaças mais sofisticadas e a modernização do espaço de trabalho. 

Você já conhecia esse tipo de proteção? No artigo de hoje, explicamos o significado dele e como é afetado pela Nuvem. Boa leitura!

O que é segurança de perímetro?

Antes de compreender este termo, é importante conhecer o significado de perímetro de rede, que nada mais é do que uma divisão imaginária que separa o ambiente e dispositivos de uma empresa de outras redes e da internet como um todo. Logo, a segurança dessa área é a realização do monitoramento e controle de tudo que tenta invadir esse limite. 

A segurança de perímetro é capaz de impedir os acessos não autorizados à rede corporativa, além de filtrar todas as comunicações entre servidores e dispositivos por meio de regras de proteção predefinidas para permitir ou bloquear a passagem de dados.

Normalmente, para realizar essa tarefa, as empresas utilizam firewalls. O Next Generation Firewall é uma excelente opção para esses casos, pois é uma solução avançada que é capaz de oferecer segurança reforçada a todas as camadas de rede.

Desse modo, é possível contar com recursos de segurança integrados, como sistemas de prevenção, firewall de aplicações web, antivírus, antispam, filtro de conteúdos e VPNs. 

Acesse o Report

Como garantir a segurança de perímetro na era da Nuvem?

O vazamento de dados é um grande perigo que pode trazer muitos prejuízos financeiros e para a imagem de uma corporação. Portanto, impedir que pessoas mal intencionadas consigam acessar suas redes e violar suas informações é fundamental.

No entanto, no atual cenário digital, com uma maior facilidade de acesso e o trânsito rápido e contínuo de dados, passou a ser um grande desafio para as equipes de TI conseguirem proteger os ambientes híbridos das empresas.

Portanto para lidar com a constante migração de ativos para a Cloud Computing e o aumento dos dispositivos conectados, a segurança de perímetro precisou ser atualizada. 

Na era da Nuvem, o limite do perímetro de rede de uma empresa passa a ser maior e menos definida. Desse modo, os processos de segurança precisam ser modernizados e adaptados para a nova realidade.

A segurança de perímetro não pode mais ser apenas local, deve abranger todo o ambiente de computação em Nuvem. Para isso, as empresas precisam investir em ferramentas de gestão automatizadas capazes de monitorar, em tempo real, a utilização e compartilhamento de informações na rede. 

De acordo com a Gartner, líderes de segurança e gestão de risco com o objetivo de melhorar a segurança do perímetro corporativo de rede devem:

  • Em vez de reduzir o orçamento corporativo de segurança para perímetro local, invista em descriptografia de tráfego ou pilotos de segurança IaaS.
  • Aumente a agilidade da WAN ao conectar-se a aplicativos híbridos, multicloud e SaaS, elevando a importância dos requisitos de SD-WAN durante as avaliações de falha de segurança do perímetro.
  • Projete uma abordagem de “carga de trabalho grande, perímetro forte” ao avaliar suas opções para segmentação e monitoramento de rede em seus ativos IaaS. Um perímetro forte pode começar com controles de segurança por meio da nuvem e uma carga de trabalho grande e reforçada.
  • Certifique-se de que sua descoberta de SaaS e sua estratégia de IAM estejam preparadas para SaaS. Identidade e funções são os mecanismos mais importantes para controlar o acesso aos aplicativos SaaS e aos dados armazenados neles.

Como você pôde perceber, obter visibilidade dos aplicativos e dados em vários ambientes é fundamental para que a segurança de perímetro continue sendo eficiente na era da Nuvem. É necessário modernizar as estratégias utilizadas e adaptá-las a esse novo contexto. Portanto, ao buscar por soluções de proteção, as empresas precisam optar por aquelas que oferecem uma visibilidade de 360º e que abranjam tanto redes físicas, virtuais e multicloud.

Gartner, Securing the Enterprise’s New Perimeter, 27 de março de 2020, Steve Riley, Jeremy D’Hoinne

 

Posts relacionados

10 estatísticas de segurança da informação que as empresas devem ficar de olho

Para ser capaz de proteger seus sistemas e dados corporativos, as empresas devem acompanhar as tendências de mercado sobre cibersegurança.

5 dicas para garantir o sucesso do trabalho remoto sem perder a segurança do escritório

Para garantir o sucesso dos negócios de seus clientes, é necessário incluir no portfólio de sua revenda de TI as soluções de segurança corretas. Confira algumas dicas a seguir! 

Saiba como centralizar os fatores de Cibersegurança

Cibersegurança é certamente um dos assuntos mais comentados nos últimos anos em TI, com a pandemia de Covid-19, os ataques cibernéticos ganharam força.

Escreva seu comentário