<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1159528794088341&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

CANAL WESTCON
Toda informação da tecnologia está aqui.

Como evitar cinco armadilhas da internet

Alguns perigos no ciberespaço já são muito conhecidos pelos usuários, mas ainda fazem milhares de vítimas todos os dias. Saiba quais são eles.

 

Como evitar cinco armadilhas da internet?

 

Nos últimos anos, os riscos encontrados na internet têm se modernizado e tornado a detecção mais difícil. Como, por exemplo, os ataques DDoS e os novos malwares que não utilizam arquivos, que aumentam a preocupação e a dedicação das equipes de segurança para manter os dados e a rede protegidos.

Entretanto, alguns truques muito conhecidos pelas pessoas, continuam sendo armadilhas para roubar informações e dinheiro dos usuários. Por serem questões básicas, acabam passando despercebidos pela TI que está focada em ciberataques sofisticados.

Por isso, é essencial que os próprios usuários, principalmente no ambiente de trabalho, estejam sempre preparados para evitar riscos. Saiba quais são elas:

Vírus

Aplicações maliciosas, como o Trojan, também conhecido como Cavalo de Tróia, afetam computadores todos os dias no mundo inteiro. Os motivos dessa ameaça podem ser vários: furtar informações, espionar, destruir o equipamento do usuário, entre outros. Normalmente, os vírus infectam o sistema e fazem cópias de si mesmo para se espalhar em outras máquinas conectadas à rede.

Para se livrar desse perigo, primeiramente, as pessoas precisam manter seus antivírus e firewalls atualizados. Além disso, é necessário ficar atento aos sinais, caso o computador fique lento ou apresente atividades incomuns, pode estar infectado.

Spams

O spam é uma mensagem eletrônica não autorizada que é enviada para vários usuários ao mesmo tempo. Seu objetivo é lotar a caixa de entrada do e-mail da vítima e, muitas vezes, possui algum tipo de vírus para infectar o dispositivo.

Normalmente, os serviços de e-mail possuem filtros anti-spam, mas mesmo assim, alguns conseguem se disfarçar de mensagem confiável e continuam sendo abertos pelas pessoas.

Para evitar esse golpe, o indivíduo precisa estar sempre alerta e prestar atenção em características que vão desmascarar o spam, como erros de português, endereços
eletrônicos que não começam com “https” e anexos de arquivos com a extensão “*.exe”.
Quando encontrar esse tipo de e-mail, o usuário deve marcá-lo como spam, assim, da próxima vez que receber uma mensagem desse remetente, ela irá automaticamente para a caixa de spam.

Páginas falsas

Esse tipo de fraude eletrônica tem como objetivo roubar informações pessoais e dinheiro dos usuários. Utilizando o conhecido phishing, elas induzem os visitantes da página a fornecerem seus dados.

É muito comum que criminosos utilizem sites parecidos com páginas de banco, do governo, lojas online ou marcas famosas, para atrair os internautas. Para não cair nessa armadilha, os usuários devem utilizar navegações privadas todas as vezes que forem realizar compras online ou qualquer ação que precise fornecer dados pessoais.

Aplicativos ilegítimos

Não é de hoje que os dispositivos móveis estão na mira de hackers e, como os aplicativos para celulares se tornaram muito populares, os criminosos estão utilizando-os para infectar aparelhos e roubar informações.

Muitos aplicativos não deixam claras suas ações quando as pessoas aceitam a permissão de acesso. Mas após a confirmação, eles podem acessar dados confidenciais, como contatos, mensagens, executar programas e até instalar malwares sem que o usuário saiba.

Por isso, antes de instalar uma nova ferramenta, é importante analisá-la, e seus pedidos de permissão, para saber exatamente o que será instalado no smartphone. Outra forma de se defender contra esse perigo é baixar apenas aplicativos de sites oficiais e evitar downloads daqueles que solicitarem muitas autorizações.

Constantemente, diversos riscos rondam as pessoas conectadas à internet. Porém, ainda que as equipes de segurança estejam cada dia mais preparadas para resolver problemas complexos do cibercrime, é essencial que os próprios usuários evitem esses ataques primários, o que evita gastos desnecessários de recursos que, podem assim, ser direcionados a ameaças mais graves.

 

Saib

Posts relacionados

6 características que um bom gestor de segurança da informação deve ter

Como visão estratégica, liderança e outras características podem contribuir para o sucesso do trabalho de um gestor?

3 tendências de segurança da informação para o futuro

Cloud Computing, Internet das Coisas e Machine Learning podem revolucionar a segurança da informação.

4 dicas para uma gestão de riscos eficiente

Saiba como gerenciar os riscos de forma mais eficiente, garantindo o sucesso do seu negócio.

Escreva seu comentário