<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1159528794088341&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
CANAL WESTCON
Toda informação da tecnologia está aqui.
  • Westcon-Comstor lança o BlueSky Solutions Markeplace
  • Baixe o ebook: saiba por que a mobilidade corporativa é essencial para o futuro da sua empresa
  • Partner Portal
  • Baixar agora
  • Acesse agora
  • Partner Portal
  • Baixe o ebook: saiba por que a mobilidade corporativa é essencial para o futuro da sua empresa
  • Baixar agora

Como a Internet das Coisas irá transformar os edifícios inteligentes?

Postado por Equipe Westcon em 30/mai/2018 5:00:00

Por meio das tecnologias IoT, os equipamentos e recursos desses ambientes poderão funcionar de forma integrada, proporcionando uma melhor experiência para funcionários e moradores.

 

Como a Internet das Coisas irá transformar os edifícios inteligentes?

 

A Internet das Coisas tem provado ser uma revolução tecnológica capaz de trazer grandes benefícios para a sociedade. Ela tem facilitado as tarefas no ambiente de trabalho das corporações e também as atividades pessoais. Seja por meio de eletrodomésticos, meios de transportes, roupas e até maçanetas de portas conectadas à internet.

Graças à IoT diversos dispositivos inteligentes estão surgindo atualmente no mercado e eles prometem proporcionar uma experiência aprimorada e totalmente conectada às pessoas.

Por meio dela, o mundo físico e digital tendem a se convergir cada vez mais, tornando-se um só. Os dispositivos e diversos “objetos” serão capazes de se comunicar uns com os outros, com a Nuvem e com Data Centers.

Essa tendência tem evoluído e sido usada em diversas situações do dia a dia e, muitas vezes, acabam passando despercebidas pelas pessoas. Ela já é empregada na automação de residências, por exemplo, proporcionando uma experiência totalmente inovadora, fazendo com que luzes se acendam, temperatura ambiente se ajuste e máquinas de lavar roupa funcionem a partir de comandos de um mesmo dispositivo.

A Internet das Coisas tem se sido a base para o conceito de edifícios inteligentes (Smart Building), tornando possível que os equipamentos e recursos funcionem como peças integradas, estando ligados uns ao outros para serem capazes de se comunicar máquina a máquina.

Eles proporcionam a otimização do uso de energia, da segurança, garantindo melhor qualidade de vida, maior comunicação entre sistemas, entre outros benefícios. É possível oferecer melhores qualidades na segurança e água, impactando diretamente na saúde dos moradores.

 

Confira

 


A vigilância dos prédios será otimizada, realizada por vídeo com alta definição e velocidade, além de um monitoramento contínuo das condições ambientais. O rastreamento de pessoas e objetos em movimento nas instalações também será possível por meio do uso de tecnologias de rede sem fio no interior do ambiente.

A IoT é capaz de atender às prioridades dos proprietários e administradores dos smart buildings, habilitando sistemas operacionais que fornecem informações mais exatas e úteis para melhorar as operações e gerenciamento desses prédios. Assim, é possível proporcionar uma melhor experiência aos moradores.

As soluções eficientes dessa tendência conseguem simplificar a forma como os sistemas se comunicam com a Cloud e ainda realizam análises exaustivas para descobrir novos insights importantes que capazes de gerar verdadeiras melhorias no desempenho.

Mudanças na indústria da construção já começaram a se tornar visíveis, diversos edifícios que estão sendo construídos dispõem de algum nível de inteligência integrada, seja nas estruturas de ventilação, ar condicionado, iluminação ou de proteção contra incêndios. Já tem sido possível obter e utilizar dados mais precisos para tomar melhores decisões antes mesmo da construção se iniciar.

Em resumo, podemos esperar que a IoT possibilite aos moradores dos smart buildings uma experiência ainda mais aprimorada em um futuro que já está próximo. De acordo com uma pesquisa do IDC, os investimentos em soluções para tornar os edifícios mais inteligentes podem chegar a US$ 17.4 bilhões até 2019, e as construções inteligentes representarão 7% do mercado total das cidades inteligentes até 2025.

Por meio da aplicação da Internet das Coisas e outras tendências que estão surgindo a todo momento no mercado, será possível coletar dados de forma aprimorada que irão proporcionar melhores decisões de negócios, aumento na produtividade e eficiência dos funcionários desses locais, além de um melhor aproveitamento de toda a infraestrutura, minimizando os custos.


 

Categoria(s): Transformação Digital, Internet das Coisas