<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1159528794088341&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

Cloud Blog
Toda informação da tecnologia está aqui.

Monitoramento em Nuvem: quais os benefícios e como implementar?

Entenda como essa tarefa pode garantir que os serviços em Nuvem funcionem corretamente e auxilie seus clientes a colocarem em prática.


O monitoramento em Nuvem é um processo que envolve a avaliação e gestão de serviços, aplicações e infraestruturas alocados no ambiente digital. Sua complexidade tem aumentado por causa do crescente volume de acessos de usuários e de transações realizadas diariamente. Devido a isso, ele tem se tornado cada vez mais essencial para as empresas.

Monitorar a infraestrutura na Nuvem não quer dizer apenas que a TI precisa utilizar ferramentas básicas para controlar o ambiente e checar possíveis comportamentos estranhos. As ferramentas atuais no mercado permitem uma abordagem muito mais ampla e segura.

Portanto, a TI precisa realizar um monitoramento abrangente da arquitetura e de forma contínua, por meio de análises de todo o tráfego e do comportamento das soluções utilizadas. Dessa forma, é possível garantir que os serviços e produtos da empresa sejam entregues com maior qualidade e que a efetivação da Cloud Computing como ferramenta estratégica seja bem-sucedida.

Ao apostar em ferramentas eficientes de monitoramento, a empresa consegue ter um maior controle sobre sobre desempenho, segurança e comportamento de seus clientes. Elas ainda identificam diversos problemas - na rede, em aplicativos, no grande fluxo de dados atuais, entre outros. Além de serem capazes de detectar possíveis falhas relacionadas aos sistemas operacionais e à virtualização.

Dessa forma, ao final de cada processo de gerenciamento do ambiente, a TI terá em mãos informações suficientes para realizar o suporte necessário, otimizar processos e fazer melhorias onde for preciso.

O processo de monitoramento pode ser considerado um grande aliado estratégico dos negócios, pois permite uma visão mais ampla de toda a estrutura e do ciclo de vida de todas as operações realizadas na Cloud para se tomar as melhores decisões em situações críticas.


Quais os benefícios de utilizar uma solução de monitoramento?

- Elas podem atender às necessidades de organizações de qualquer tamanho e segmento, assim, quando as demandas da empresa aumentarem, as ferramentas de monitoramento podem escalar os serviços de forma correta.

- Os recursos de monitoramento não fazem parte dos servidores e estações de trabalho da empresa. Dessa forma, quando algum problema acontecer, não haverá interrupções e problemas com indisponibilidade.

- O monitoramento também possibilita que as organizações tenham vantagem competitiva sobre seus concorrentes. Ele reduz o tempo de correções de falhas, garante a otimização de processos e oferece agilidade e flexibilidade nas entregas de serviços e produtos para os clientes.

- Maior segurança do ambiente: ao utilizar uma ferramenta eficiente, a empresa passa a contar com recursos de segurança, firewalls e serviços de monitoramento de tráfego, além da proteção de rede e dos dados corporativos.

- As ferramentas de monitoramento ainda conseguem controlar os diversos dispositivos utilizados no ambiente de trabalho - computadores, tablets, smartphones e outros. Assim, a empresa consegue ter um maior controle sobre os aplicativos e serviços de todos os seus funcionários.


O que monitorar na Nuvem?

Há vários tipos de serviços e áreas hospedadas na Cloud que exigem o monitoramento constante. Confira por onde começar: 

- Infraestrutura de rede: fundamental para o funcionamento de todos os processos e operações da empresa, é importante garantir o bom desempenho da rede e, a partir daí, decidir quais são os ativos e procedimentos prioritários que devem ser monitorados. 

- Softwares: as aplicações e sistemas operacionais também devem estar na lista de prioridades. Diversos aplicativos são essenciais para que o atendimento aos clientes sejam realizados, além de diversas tarefas internas serem dependentes a eles. Portanto, é necessário verificar a disponibilidade, performance e tempo de resposta de cada software usado. Além disso, o monitoramento constante garante que os updates e atualizações estejam sempre em dia.   

- Banco de dados: as empresas estão a cada dia mais acostumadas a manter todas as suas informações armazenadas em seus bancos de dados na Nuvem. Portanto, qualquer problema que cause indisponibilidade pode acarretar em grandes prejuízos financeiros. Dessa forma, é preciso monitorar a disponibilidade dos serviços e a realização de backups regulares das informações importantes.

- Segurança: a segurança na Nuvem é essencial para garantir o bom funcionamento de todos os processos e atividades da empresa. Impedir então que qualquer ameaça chegue perto dos ativos digitais e informações críticas da empresa é uma tarefa essencial do monitoramento. A segurança cibernética garante que a TI detecte brechas e outras vulnerabilidades, antes que uma ameaça afete o sistema.

- Experiência do usuário: é necessário controlar o acesso dos usuários para saber como está sendo sua experiência e se há necessidade de melhorias. Tanto funcionários, como clientes devem conseguir acessar, de forma rápida e prática, os ativos e informações necessárias quando for preciso.

O monitoramento é uma obrigação de todas as organizações que utilizam os benefícios do ambiente na Nuvem, tanto para garantir a segurança de sua infraestrutura, como para manter o desempenho de todos os colaboradores. Dessa forma, quando uma empresa realiza esta tarefa com frequência e com consistência, consegue identificar qualquer problema com antecedência e implementar os procedimentos corretivos necessários.

 

Posts relacionados

Backup em nuvem: seu cliente está usando essa arma contra o cibercrime?

Saiba a importância do backup na nuvem e como ele pode salvar uma empresa de prejuízos em dados críticos ou tradicionais.

Qual a relação entre GDPR e Cloud Computing?

Segurança, implementação e mais: entenda melhor a lei europeia de proteção de dados e como ela está inserida no contexto de nuvem em TI.

5 tendências estratégicas para aplicar na Nuvem corporativa este ano

Containers mais abrangentes e crescimento do mercado de microsserviços são apenas algumas das tendências estratégicas para aplicar na nuvem corporativa este ano.

Escreva seu comentário