<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1159528794088341&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

CANAL WESTCON
Toda informação da tecnologia está aqui.

Big Data: como implementar uma cultura de dados nas empresas?

  • Categoria:

    Big Data

    | Tempo para ler: 4 min

O fluxo de informações geradas pela sociedade cresce de forma acelerada. É crucial que as empresas saibam como utilizá-las a favor de seus negócios.

 

O mercado está cada vez mais competitivo. Para acompanhar as novas exigências e conquistar clientes, as empresas precisam se modernizar e oferecer diferenciais estratégicos para se destacar da concorrência.

Para desenvolver estratégias bem-sucedidas atualmente, é importante ser capaz de identificar rapidamente as tendências e mudanças de padrão no mercado, entendendo as necessidades e desejos dos consumidores.

Porém, para que isso seja possível, as organizações precisam saber lidar com os enormes fluxos de informações gerados pela sociedade, deixando de tomar decisões baseadas em intuições para usar os insights extraídos das análises de dados.

É nesse contexto que a tomada de decisão baseada em informações precisas e em tempo real, vindas de análises de Big Data, passam a ser extremamente importante para os negócios. Por isso, implementar uma cultura de dados passa a ser um grande diferencial competitivo.

Você sabe como funciona uma cultura de dados? Confira a seguir como implementá-la para ter sucesso nos negócios. Boa leitura.

O que é cultura de dados?

Cultura de dados é quando uma empresa toma suas decisões de forma inteligente, utilizando informações qualificadas para decidir quais caminhos seguir. Ela deve estar enraizada na cultura organizacional para que todos os colaboradores, independente do nível hierárquico ou departamento, sigam as práticas orientadas por dados.

Entretanto, não basta que as organizações realizem a coletada e análise dos dados de forma isolada em cada departamento. Isso acaba limitando o acesso e dificultando a realização de análises mais precisas.

A cultura de dados permite que esses dados sejam compilados em um só lugar para que todos os setores da corporação tenham acesso a eles. Assim, é possível realizar análises mais abrangentes, acompanhar relatórios de indicadores e utilizá-los nas atividades do dia a dia.

Portanto, uma cultura de dados exige que todos os colaboradores façam parte dessa estratégia, entendendo os dados referentes a seu trabalho e sendo capazes de aplicá-los em suas tarefas.

Por meio desse tipo de cultura, as empresas contam com dados consolidados e disponíveis para que todos os colaboradores possam tomar melhores decisões, o que contribui para uma rápida extração de insights que contribuam para o direcionamento do negócio.

New call-to-action

Devido a isso, as empresas estão estão buscando por novas formas de coletar, armazenar e analisar dados para otimizarem suas estratégias de negócios e adotar uma cultura de dados.

Como implementar uma cultura de dados?

Para que a cultura organizacional possa se tornar baseada em dados, é necessário que as empresas tomem algumas medidas em seu ambiente interno. Confira a seguir algumas dicas para iniciar esse processo:

1. Simplificar o acesso aos dados

É fundamental que todos os colaboradores tenham acesso às informações e criem o hábito de utilizá-los em suas tarefas do dia a dia. Por isso é necessário simplificar e desburocratizar a cadeia de fornecimento dos dados, que deve ser unificada e passar por constantes atualizações.

Desse modo, todos as equipes poderão trabalhar com as mesmas versões dos documentos e tomar suas decisões de forma rápida e precisa.

2. Separar os tipos de informações

Busque definir os tipos de dados que serão gerenciados, como por exemplo informações de vendas, de clientes, performance dos funcionários, entre outras. Essa etapa é essencial para garantir que as informações serão utilizadas corretamente nas análises de negócios.

3. Interligar os dados aos objetivos de negócio

De nada irá adiantar realizar inúmeras análises de Big Data se a organização não souber como aplicar os seus resultados nos negócios. Portanto, é possível contar com ferramentas, como de Business Intelligence para contar com inteligência, recursos e treinamento para fazer essa conexão.

A tecnologia irá contribuir para que a empresa estabeleça objetivos comuns para que as equipes sejam engajadas e usem a informação, bem como as ferramentas de tratamento e análise, de forma direcionada aos objetivos de negócio.

4. Incentivar os colaboradores

A cultura de dados apenas será incorporação por todos na organização, se os líderes passarem o exemplo para suas equipes, utilizando as bases de informação para embasar suas decisões e obter melhores resultados. O processo pode começar verticalmente, para depois se espalhar ao longo da organização.

5. Elaborar um plano de ação

Assim que a cultura de dados já vou introduzida no ambiente corporativo, é necessário iniciar testes de utilização de todo Big Data disponível para definir a capacidade de ação da empresa.

Portanto comece com projetos pequenos, identificando com quais decisões as análises podem contribuir, realizando os ajustes necessários. A partir disso, a organização poderá tirar o melhor proveito da cultura de dados.

A quantidade de dados gerados diariamente é enorme e é fundamental que as organizações consigam extrair todo o grande potencial delas. Desse modo é possível conquistar cada vez mais clientes e se destacar no mercado.

Posts relacionados

5 tendências sobre análise de dados para acompanhar

Lidar com os grandes fluxos de informações geradas e coletadas é tarefa primordial para qualquer empresa otimizar seus resultados e conseguir prever as mudanças no mercado.

O que é Big Data Analytics e quais suas vantagens?

Os novos benefícios que o Big Data Analytics traz são velocidade e eficiência.

Data analytics: o que é e quais as principais tendências?

Contar com ferramentas ágeis e inteligentes para realizar análises de dados aprimoradas é cada vez mais importante para os negócios.

Escreva seu comentário