<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1159528794088341&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

CANAL WESTCON
Toda informação da tecnologia está aqui.

Backup de dados: 6 erros que as empresas precisam evitar

Garantir a segurança das informações corporativas é um processo fundamental para se manter no mercado competitivo atual.

 

 

O uso crescente de tecnologias nas empresas e o aumento da onda de ataques cibernéticos têm exigido um maior investimento em soluções de segurança da informação.

Os dados corporativos passaram a ser considerados recursos estratégicos para o bom funcionamento da organização e, por isso, demandam cuidados especiais. A perda ou vazamento de conteúdos críticos podem acarretar em consequências graves para os negócios.

Nesse contexto, a realização de backup se tornou uma das mais importantes rotinas de qualquer empresa. Por meio dele é possível proteger as informações e recuperar qualquer dado caso algum problema aconteça.

O backup é capaz de recuperar as informações corporativas caso algum sistema seja corrompido, hardwares falhem ou até mesmo um ciberataque aconteça. Dessa forma é possível evitar prejuízos para os negócios.

Você tem conhecimento sobre como funciona uma rotina de backup? Percebeu como esse processo é indispensável para qualquer empresa que queira se manter no mercado? Para ajudar seus clientes nessa tarefa, separamos os principais erros cometidos no planejamento do backup a serem evitados. Confira!

6 erros que as empresas precisam evitar no backup de dados

Como você pôde perceber, o backup é uma técnica de segurança digital muito importante para os negócios. Ele realiza cópias dos dados corporativos para protegê-los de possíveis falhas.

Há diversas formas de se realizar esse procedimento, as cópias podem ser gravadas em HD externos, fitas magnéticas, servidores locais ou em Nuvem. No entanto uma boa estratégia deve contar com redundância, realizando o armazenamento em mais de um local.

A verdade é que o backup têm suas particularidades e exige muita atenção da equipe de TI. No entanto, muitas organizações ainda cometem falhas graves no processo que podem comprometer a segurança de suas informações.

New call-to-action


Confira a seguir os principais erros cometidos que precisam ser evitados:

1. Realizar cópias de segurança manualmente

O volume de dados gerados e coletados por uma empresa nunca foi tão alto. Por isso, realizar cópias de segurança de forma manual tornou-se inviável. Além disso, as chances de erros humanos atrapalharem o processo são grandes.

É importante que a empresa invista em sistemas automáticos para a execução dos backups, assim, eles serão realizados de forma mais segura e ágil.

2. Não validar sua integridade

O planejamento do backup envolve uma série de processos, portanto não basta criá-lo e programá-lo para ser executado automaticamente.

É necessário verificar o arquivo para saber se os dados salvos estarão disponíveis caso a empresa precise. Dessa forma, é possível evitar imprevistos, como a cópia ser corrompida e não estar acessível no momento de restaurar o arquivo.

3. Não ter periodicidade no processo

A realização de backup deve ser considerada um processo recorrente. Muitas vezes, as empresas não acreditam que podem sofrer algum ciberataque e demoram longos períodos para executá-lo novamente.

No entanto, isso é um grande erro. A cópia de segurança deve ser feita frequentemente, principalmente quando os dados passam por constantes atualizações.

A periodicidade ideal para o backup é diariamente, quando o estado do arquivo for modificado, ou em tempos maiores, em caso de informações não críticas.

4. Falta de controle sobre as cópias de segurança

Caso seja necessário realizar a recuperação dos dados, será fundamental que eles sejam restaurados nos equipamentos certos.

Desse modo, a organização precisa manter um controle total sobre o local de origem de cada conteúdo no momento da execução do backup.

5. Realizar o processo com ferramentas inadequadas

Cada corporação possui suas demandas e necessidades quando o assunto é proteger seus dados. O ideal é que antes de implementar qualquer ferramenta de backup, a TI realize uma análise interna do ambiente e faça pesquisas de mercado.

Apenas assim será possível encontrar as ferramentas certas, que sejam direcionadas para as características próprias de seu negócio.

6. Manter poucos pontos de recuperação

A redundância de dados importantes para o empreendimento é essencial para garantir o sucesso de uma estratégia de backup. Portanto, aquelas empresas que possuem poucos pontos de recuperação podem acabar tendo diversos prejuízos.

Logo, é fundamental que a organização defina a prioridade de cada tipo de conteúdo que será copiado e, assim, possa definir mais pontos de restauração para aquelas informações mais críticas.

Seja por causa de ameaças cibernéticas, falhas internas, picos de energia, nenhuma companhia está livre de perder parte de seus dados. Por isso, independente do tamanho e setor de uma empresa, o backup é um processo essencial para garantir a segurança da informação.

E o seus clientes como lidam com a rotina de backups? Não deixe de orientá-los nesse processo tão importante!

Posts relacionados

6 passos para criar uma cultura de segurança da informação nas empresas

O desenvolvimento de uma forte estratégia de segurança cibernética requer a compreensão da fonte das violações.

Setor da educação e segurança de dados: quais os impactos da LGPD?

A nova lei de proteção de dados exigirá que empresas de todas as áreas se adequem a suas normas. As instituições de ensino não ficarão de fora dessa, saiba como se preparar!

Como planejar um orçamento para a Segurança da Informação e quais os benefícios?

Os orçamentos de segurança começam com os gerentes avaliando todos os seus recursos e medindo a eficácia de seus programas.

Escreva seu comentário