<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1159528794088341&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

CANAL SYNNEX WESTCON
Toda informação da tecnologia está aqui.

A transformação digital e o DaaS como diferencial competitivo

Entenda como o Desktop as a Service e suas ferramentas ajudam no crescimento dos negócios.

O processo de transformação digital apresenta cada vez mais desafios aos CIOs de empresas, que devem buscar formas de tornar os processos de trabalho mais eficientes, considerando a dinâmica entre pessoas, organização e dispositivos. Os desafios se intensificam ainda mais com a atual instabilidade econômica, que exige uma redução de custos que não causa a queda da capacidade competitiva do negócio.

Uma das formas de conquistar esta dinâmica, atualmente, é por meio de maior inteligência nas estratégias do negócio, o que, muitas vezes, acaba resultando em sua completa reestruturação. Assim, a transformação digital promove uma mudança de estratégia por meio do emprego em novas áreas e otimização dos recursos já utilizados.

Entre as possibilidades da atualidade está o DaaS, sigla para Desktop as a Service, solução que permite ao desktop tradicional (hardware) e os softwares que o complementam (sistema operacional, de segurança, de produtividade, entre outros) serem substituídos por um provedor de serviços que oferece essa infraestrutura por meio de modelos como a computação em nuvem e a virtualização.

Com o DaaS é possível garantir que as empresas tenham acesso remoto aos dados pessoais que costumam ficar salvos na área de trabalho de seus equipamentos. Assim, ele funciona da mesma forma como a rede interna que conecta computadores, mas sem a necessidade de que a máquina de origem dos dados esteja ligada, uma vez que os arquivos são automaticamente virtualizados.

Além destes, o Desktop as a Service oferece diversos benefícios. Confira os principais entre eles:

Maior performance: a virtualização de desktops amplia as possibilidades, colocando à disposição muitas aplicações que, com desktops físicos, não seriam possíveis, com melhores conexões, alta performance para discos de SSD e execução por meio de placas GPU e memórias com maior capacidade, dependendo apenas da qualidade do servidor.

Ao contrário de uma infraestrutura local, que depende de um conjunto de computadores de última geração em todas as pontas, a virtualização direciona o investimento para os servidores, permitindo um aumento na produtividade e a redução dos gastos com compra e manutenção de máquinas.

Facilidade de gerenciamento: como os sistemas de Desktop as a Service são desenvolvidos com base em configurações já existentes, eles chegam aos clientes já com os os softwares da empresa pré-instalados, os sistemas operacionais atualizados, com antivírus e configurações de rede. Desta maneira, o desktop virtual chega pronto para ser utilizado por novos usuários.

Além disso, é possível ainda que as equipes de TI acessem desktops remotamente, caso seja necessário oferecer algum suporte ou executar alguma reciclagem e integração no desktop virtual.

Alta disponibilidade: o fato de a virtualização permitir acesso remoto e em decorrência das definições de backup que fazem parte dos DaaS, a disponibilidade de informações, dados e configurações é maior, uma vez que o terminal é irrelevante, o equipamento pode ser rapidamente substituído e não afetar a produtividade.

Outro diferencial vantajoso em relação à disponibilidade sobre os desktops tradicionais é a possibilidade de fazer backup e replicar Desktops, agilizando os processos de recuperação em caso de falhas no sistema operacional.

É importante destacar que cabe ao fornecedor ou revenda o gerenciamento das responsabilidades de back-end do armazenamento de dados, backup, segurança e atualizações. Dependendo do contrato de prestação de serviços, mesmo o gerenciamento de imagens de mesa, aplicativos e segurança podem ser transferidos do contratante para quem está oferecendo o pacote de DaaS.

Assim, o que percebemos é que a capacidade das empresas em competir no mercado de trabalho cresce por ser possível dinamizar os processos internos, reduzir o tempo de inatividade em caso de falhas, aumentar a produtividade e reduzir gastos de recursos.

As infraestruturas virtualizadas de desktop são ainda mais eficientes quando é possível adquirir todos os softwares e aplicações necessários por meio de uma única plataforma, garantindo a conformidade entre os sistemas de segurança, servidores e demais elementos, garantindo compatibilidade e tirando o máximo da solução.

É assim que a Microsoft trabalha, oferecendo todos os elementos necessários para que o DaaS adotado pelas empresas seja eficiente, com o maior custo-benefício e vantagem competitiva, tudo isso por meio da Nuvem do Azure.

Apenas uma plataforma completa pode extrair o máximo do que a transformação digital pode oferecer para sistemas de Desktop as a Service e colocar as empresas um passo à frente no processo de transformação virtual e de aumento da produtividade e lucratividade que dela resulta.

Posts relacionados

7 tendências tecnológicas para revendas de TI acompanharem em 2021

Após um ano de incertezas e desafios, algumas tecnológicas se destacam como fundamentais para auxiliar as empresas a continuarem o processo de digitalização.  

5 tendências e desafios de TI para 2021 e como resolvê-los

Para continuar acompanhando as transformações do mercado e garantir a continuidade dos negócios, as empresas precisarão superar algumas adversidades este ano.

Transformação Digital e Cloud Computing: como proteger cargas de trabalho na nuvem?

As empresas precisam lidar com cada vez mais dados e dispositivos conectados à sua rede, por isso, é necessário utilizar ferramentas modernas para garantir uma efetiva proteção.

Escreva seu comentário