<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1159528794088341&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

CANAL WESTCON
Toda informação da tecnologia está aqui.

8 erros de automação de TI que você deve evitar

A implementação da automação requer mais do que aplicar scripts às operações - exige uma mudança na cultura.

 

Todos cometemos erros e aprendemos com eles. Mas, claro que se seria mais eficiente aprender com os erros de automação de outras pessoas? Isso com certeza parece mais eficiente.

Com a automação expandindo dentro da TI - especialmente em todo o ciclo de vida de desenvolvimento de software -, identificamos algumas das armadilhas comuns que as equipes encontram ao longo de suas jornadas de automação. Assim, você pode aprender com alguns exemplos..

Confira, a seguir, os principais erros que as equipes de TI cometem ao automatizar um número crescente de processos. Preste atenção a esses problemas. Assim você pode impedir que eles prejudiquem sua própria implementação de automação.

1. Falhar na estimativa dos resultados da automação

Economizar na devida diligência é uma armadilha de automação essencial que os líderes de TI precisam evitar. Isso é verdade quando se trata de definir as metas e os resultados esperados do seu plano de automação.

Seja realista. Se você superestimar os benefícios, corre o risco de não atingir seus objetivos. Porém, ainda há outro lado dessa questão. Se você subestima os benefícios, acaba vendendo menos do que o programa e isso pode causar paralisia na análise. Estime o que o esforço de automação realmente produzirá.

2. Ignorar a segurança dos mobiles

Embora até os gerentes de TI inexperientes reconheçam a necessidade de autenticação de usuário/senha, na rede, nos PCs e laptops, a maioria das lojas de TI ainda parece deixar a desejar quando se trata de dispositivos portáteis.

Não exigir uma senha pode gerar grandes implicações. Ignorar a segurança de dispositivos perdidos, mesmo aqueles que pertencem a executivos importantes que trafegam informações confidenciais, é uma receita para o desastre.

3. Ver a automação através de uma lente míope

No entanto, não confunda a devida diligência com a mente estreita. Você pode ter uma tarefa de TI específica para automatizar, mas precisa pensar amplamente nos negócios. Provavelmente o erro mais comum é a miopia. A automação tem muitos benefícios. Por exemplo:

  • Aumentar a compreensão dos sistemas entre a equipe - você não pode automatizar quando não entende;
  • Alinhar documentação com a configuração - a automação mostra os detalhes da configuração de um ambiente e se torna uma forma de documentação;
  • Usar a automação para obter benefícios periféricos, como complexidade reduzida de auditoria de conformidade, postura aprimorada de segurança e menos controles e processos manuais para dificultar a produção de engenharia.

4. Automatizar grandes tarefas independentes

As empresas acabam automatizando grandes tarefas e processos independentes - e é aí que estão errados. Quando várias tarefas independentes são automatizadas, elas se transformam silos que se tornam muito difíceis de integrar posteriormente.

Em vez disso, divida tarefas independentes em pequenas partes e automatize essas pequenas partes por um longo período de tempo. Pode parecer muito trabalho, mas é a melhor abordagem.

Portanto, automatize pequenas tarefas repetitivas que não são estrategicamente importantes para os seus negócios. Por exemplo, email marketing. Você pode automatizar totalmente o marketing por e-mail da sua empresa sem perder o controle sobre sua estratégia.

5. Acreditar que a automação sozinha melhora um processo ruim

Não compre automação como algum tipo de óleo de cobra técnico, que cura processos quebrados. Se você tropeçar em seus cadarços desamarrados enquanto caminha, correr não resolverá o problema.

Faça das melhorias de processo um pré-requisito de sua abordagem geral de automação. Reserve um tempo para medir, aprender, reprojetar e automatizar.

6. Não estabelecer um processo de governança

A automação não isenta os CIOs e suas equipes de responsabilidade; embora as pessoas promovam a automação como forma de reduzir o erro humano ou o esforço manual, isso não significa que seus sistemas agora são infalíveis. Você precisa de um plano de governança para lidar com problemas, mesmo com o aumento da automação em seu ciclo de desenvolvimento.

A governança adequada ajuda a garantir que você tenha as pessoas certas envolvidas nos momentos certos, para gerar os resultados desejados.

7. Esperar demais nas primeiras semanas

A automação pode aumentar a eficiência, permitir que seu pessoal assuma um trabalho de ordem superior à medida que automatiza tarefas manuais dolorosas e assim por diante. Mas um dos erros mais comuns é a suposição de que automação é sinônimo de fácil - especialmente no início de sua implementação.

Erros acontecem; apenas não cometa o erro de supor que isso será fácil. É importante não desistir e continuar avançando. No final, todos precisam saber que isso é um processo contínuo que só ficará cada vez melhor.

8. Não levar a equipe junto

As empresas geralmente não entendem que fazer uma mudança não é fácil. É aqui que elas erram. Eles adotam a automação sem levar sua equipe a bordo.

São seus funcionários que farão ou não o acordo. Há duas fases críticas nas quais você precisa garantir que sua equipe esteja com você:

  • Teste e implementação da solução automatizada;
  • Treinamento e adaptação.

Os dois fatores mais críticos que fazem com que qualquer automação seja bem-sucedida são executivos e gerentes que amam a tecnologia e uma cultura organizacional de comunicação e celebração.

A sua empresa possui esses dois fatores antes de automatizar um processo? A implementação da automação requer mais do que aplicar scripts às operações - exige uma mudança na cultura.



Posts relacionados

Ensino a distância: como a tecnologia pode favorecer a educação?

Graças aos avanços da TI, diversas ferramentas podem ser adotadas pelas instituições de ensino para aprimorar essa modalidade.

Tecnologia e educação: como funciona o EAD e quais as vantagens?

Graças às novas ferramentas tecnológicas disponíveis no mercado, o ensino a distância tem se tornado cada vez mais eficiente e atrativo.

4 passos para promover a escalabilidade de TI nos negócios

As demandas dos clientes mudam constantemente e para que as empresas consigam acompanhar o mercado é necessário se adaptar.

Escreva seu comentário