<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1159528794088341&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
CANAL WESTCON
Toda informação da tecnologia está aqui.
  • Westcon-Comstor lança o BlueSky Solutions Markeplace
  • Free Trial SEP Cloud - Alta proteção de endpoints com uma solução intuitiva. Ofereça já para seus clientes.
  • Partner Portal
  • Mantenha os dados seguros em tempos de Transformação Digital - Fortinet
  • Acesse agora
  • Partner Portal
  • _banner-home-mobile_-symantec-sep-cloud.png
  • Mantenha os dados seguros em tempos de Transformação Digital - Fortinet

6 ótimos motivos - e 3 pontos de atenção - ao migrar para a nuvem

Postado por Equipe Westcon em 21/set/2016 6:00:00

 Pensando em mover os dados do seu cliente para a nuvem? Confira os principais benefícios e quais fatores devem ser levados em consideração ao realizar o processo.

 

6 ótimos motivos - e 3 pontos de atenção - ao migrar para a nuvem

 

O uso de computação em nuvem tem se tornado algo inevitável no meio corporativo. Suas vantagens têm ajudado empresas a aumentarem sua produtividade, reduzirem custos, armazenarem informações com segurança, disponibilizando toda a sua força de trabalho de forma online e ampliando exponencialmente as opções de colaboração.
 
Os recursos que a nuvem oferece podem ser aproveitados por empresas de todos os tamanhos e setores. As de pequeno porte, por exemplo, passam a ter o benefício de usar hardwares de alto nível que, de outra forma, seriam inacessíveis tanto na questão de recursos iniciais a serem investidos, como a de viabilidade a médio e longo prazo em seus custos operacionais.
 
Se os servidores locais já foram virtualizados, torna-se mais prático o trabalho de migração para a nuvem. Agora, quando a corporação ainda não passou por esse processo, será preciso um grande planejamento para iniciar a migração. Assim, antes fazer a migração de todos os recursos do seu cliente, é preciso lembrar que cada empresa possui necessidades específicas. Há vários aspectos a serem observados antes de se apostar nesse serviço, como questões orçamentais e a elaboração de uma estratégia de migração, além de dispor de recursos e tempo.
 
Por isso, analisamos aqui os pontos mais importantes com relação aos benefícios que um cliente de revenda de TI tem ao migrar para a nuvem, como também os fatores imprescindíveis para que a estratégia obtenha sucesso.
 

6 principais motivos para migrar para a nuvem

 

1 - Economia

Para começar, o cliente pagará apenas pelos serviços que utilizar e não precisará se preocupar com gastos e licenças de softwares e com a troca de servidores antigos. Além disso, poderá manter uma pequena equipe de TI, já que serviços com manutenções, atualizações e configurações não serão necessários.
 
2 - Flexibilidade
A nuvem permite aumentar ou diminuir a capacidade de armazenamento de acordo com cada necessidade. Dessa forma, também há economia de capital investido, só que relacionado com o custo mensal da nuvem. Ela se adapta perfeitamente a cada necessidade de espaço extra de seus gestores.  
 
3 - Agilidade
Trabalhar em nuvem significa também mais velocidade para os negócios, pois ela acompanha o ritmo de desenvolvimento dos negócios com agilidade. É possível adicionar novas aplicações - ou removê-las, caso necessário - sem precisar pagar por hardwares ou softwares extras.
 
4 - Acesso facilitado
Todos os dados ficam disponíveis online e podem ser acessados em qualquer lugar. Pela sua versatilidade em todas as plataformas, colaboradores podem criar, visualizar, editar, enviar e fazer muito mais com as informações disponíveis com dispositivos móveis, como smartphones e tablets, interagindo com gerentes e demais membros da equipe de forma rápida e precisa.
 
5 - Sistema integrado
Como todas as aplicações estarão na nuvem, elas serão integradas com mais facilidade, já que não será preciso lidar com softwares diferentes e com formas distintas de acesso. Assim, é possível ter um sistema integrado que fornece os dados necessários para o desempenho de todas as funções em um mesmo lugar, tornando a empresa centralizada e, ao mesmo tempo, totalmente colaborativa.
 
6 - Segurança
Os provedores de serviço de cloud computing estão sempre atualizados com as melhores táticas de segurança de dados, como por exemplo: serviços de criptografia, autenticação de usuários, firewall e antivírus. Isso permite eliminar riscos de roubo em sistemas físicos e garantir backups automáticos em servidores a cada dia mais robustos, ampliando a segurança de dados da companhia.

 

Como toda mudança estratégica importante, é preciso considerar também alguns pontos para alinhar a migração com o cliente.

A velocidade da internet deve ser de boa qualidade, pois o desempenho do servidor é muito importante e uma má conexão pode limitar todo o trabalho. A portabilidade das aplicações também deve ser considerada, podendo ser necessário realizar testes para ver como irão se comportar no ambiente virtual e descobrir quais serão as etapas necessárias para migrá-las.

 
Outro ponto a ser analisado é a escalabilidade do hardware, ou seja, sua capacidade de expansão para atender futuras necessidades de processamento. Os serviços em nuvem, geralmente, oferecem capacidade de escalabilidade quase ilimitada, porém, costumam cobrar taxas baseadas no consumo desse recurso, assim, empresas que necessitam de alto desempenho pagarão proporcionalmente.
 
Se a organização pretende manter os recursos da rede local, a rede na nuvem precisará funcionar como uma extensão. Será necessário a implantação de controladores de domínio baseados na nuvem, servidores DNS (Sistema de Nomes de Domínios) e possivelmente DHCP (Protocolo de Configuração Dinâmica de Endereços de Rede). Além de ser importante estabelecer uma comunicação segura entre a rede virtualizada e a local.  
 
Depois de conhecer os processos que envolvem a migração para nuvem e criar uma estratégia eficaz e personalizada para cada cliente, você poderá auxiliar a migração de forma segura, oferecendo todas as vantagens operacionais e financeiras que ela dispõe.

 

Conheça o BlueSky

Categoria(s): Cloud Computing