<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1159528794088341&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

CANAL WESTCON
Toda informação da tecnologia está aqui.

6 mitos sobre virtualização desvendados

Servidores virtuais são tão seguros e eficientes quando servidores físicos e não custam mais por isso.

 

6 mitos sobre virtualização desvendados

 

 

Para ter vantagens significativas no que diz respeito à eficiência nos processos de TI e maior flexibilidade, a virtualização certamente é uma tecnologia que pode atender as empresas. Além dos serviços que ela otimiza, ela garante resultados práticos como a redução de custos, por exemplo.

Implantar e administrar ambientes virtuais pode parecer complicado em um primeiro momento, principalmente se a empresa não está habituada com este recurso. Mas a verdade é que administrar ambientes virtuais pode ser até mais fácil e exigir menos tempo do que cuidar de ambientes físicos.

Como tudo o que envolve a área de TI, principalmente as inovações que chegam ao mercado, a virtualização também confere alguns estranhamentos, preocupações e é responsável por alguns mitos que permeiam suas atividades. Mesmo que ela tenha sido criada na década de 1960 e seja tão vantajosa, há certos estigmas que a perseguem.

Neste artigo, você vai conhecer 6 mitos sobre virtualização, que na verdade não passam de rumores, e que precisam ser desvendados o quanto antes. Acompanhe:

Mito #1 - A virtualização é cara

Os produtos e serviços de TI já surgem no mercado com o mito de serem caros e inacessíveis para empresas de porte médio ou pequeno. Mesmo que o custo do software, hardware e treinamento possa parecer bem alto, a virtualização promove uma economia de gastos operacionais, pois ela faz a consolidação de servidores.

Alguns provedores oferecem produtos gratuitos para testes e há opções que permitem compartilhar servidores de armazenamento. Portanto, a economia gerada consegue suprir os custos com a implementação.

New call-to-action

 

 

Mito #2 - O desempenho é inferior

É um grande engano achar que o desempenho de servidores virtuais é inferior. Boa parte da capacidade desses servidores fica ociosa, pois nem todos os recursos são usados. Com a virtualização, os servidores são criados de acordo com a necessidade.

Ou seja, se o servidor será usado em um departamento da empresa que só utiliza documentos no Word, planilhas no Excel, por exemplo, a configuração do servidor terá apenas a memória suficiente para suportar esse tipo de arquivo. Se ele passar a usar arquivos maiores, como vídeos, o servidor será reconfigurado e conseguirá atender a demanda.

Mito #3 - Não é seguro

Uma das maiores preocupações, quando se fala em servidores, é em relação à segurança. E não poderia ser diferente. Dados em rede precisam ser administrados com muito cuidado e oferecer segurança é primordial, principalmente quando há dados críticos para a empresa.

Os servidores virtuais conseguem ter o mesmo nível de segurança de um servidor físico. Para conseguir isso, é preciso definir normas e critérios na empresa. Após essa definição, não importa se o servidor é virtual ou físico, as regras de segurança são aplicáveis da mesma forma para ambos.

Mito #4 - É preciso experiência para gerenciar

Isso não é verdade. O conhecimento técnico exigido para gerenciar servidores virtuais é o mesmo para gerenciar servidores físicos. Mesmo porque, o desempenho de sistemas operacionais em máquinas virtuais acontece da mesma maneira que em um servidor local.

Para que nada dê errado, o ideal é que as corporações escolham parceiros de TI de confiança, que dêem a correta orientação e ofereçam equipes de suporte dedicadas.

Mito #5 - O ROI desaparece com o tempo

Servidores virtuais utilizam os recursos de hardware que já estão pagos pela empresa. Esse benefício gera uma grande economia na primeira migração e um bom ROI (Retorno sobre Investimento).

Porém, a economia não continua conforme mais migrações forem realizadas e os custos podem sofrer uma elevação para continuar mantendo o funcionamento dos servidores. Dessa forma, dá a impressão que a virtualização de servidores acarreta mais despesas que redução de gastos.

Mito #6 - É só para grandes empresas

Essa informação não procede. A virtualização de servidores atende empresas de todos os tamanhos. Para isso, basta que a empresa tenha mais de um servidor, independentemente de seu porte.

A virtualização deixa disponível para a empresa uma quantidade maior de recursos, tolerância e correção de falhas. Esses recursos ajudam empresas de qualquer porte a cortar custos com manutenção e infraestrutura, e a fazer uma administração mais eficiente. Esses são principais mitos da virtualização e o objetivo deste artigo foi desvendá-los para que sua revenda tenha ainda mais argumentos e aproveitar ainda mais as novas oportunidades de negócio.

Posts relacionados

Escreva seu comentário