<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1159528794088341&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

CANAL WESTCON
Toda informação da tecnologia está aqui.

5 razões pelas quais os projetos de Transformação Digital ainda falham

A falta de alinhamento entre CEO e CMO é um dos fatores que podem prejudicar a transformação digital das organizações.

 

A transformação digital é uma realidade para as empresas atuais. Os gestores inteligentes sabem bem que é extremamente vantajoso aproveitar a união entre Inteligência Artificial, Machine Learning (Aprendizado de Máquina), Cloud Computing (Computação em Nuvem) e outras novas tecnologias para melhorar o atendimento aos clientes ou aumentar a produtividade dos colaboradores.

No entanto, os resultados não correspondem às expectativas. Em uma pesquisa realizada com 1.733 CEO’s pela McKinsey, somente 14% deles afirmou que a transformação digital de fato melhorou a performance, enquanto só 3% declarou que obteve um sucesso completo nas mudanças.

Esses números desencorajam muitos gestores a iniciar a transformação digital em suas empresas. Afinal, parece que todo o tempo gasto e os investimentos feitos não geram resultados que compensem o esforço da equipe.

Alguns especialistas da área afirmam ser possível apontar as principais razões pelas quais essas mudanças não estão acontecendo como deveriam na empresa. Para descobrir quais são elas, fique com a gente e leia o texto até o final!

5 motivos pelos quais a transformação digital ainda falha

Veja abaixo a lista que preparamos com os motivos mais frequentes apontados como possíveis responsáveis por falhas nos projetos de transformação digital nas empresas. Preste atenção para informar seus clientes e evitar que eles cometam os mesmos erros.

1- Falta de alinhamento

Uma das maiores razões é o fato de que muitas vezes o CEO e o CMO não partilham da mesma ideia do que seja a transformação. Essa falta de alinhamento da equipe pode direcionar os esforços para lados opostos.

É por isso que o gestor precisa ser muito claro para o seu time, em todos os níveis, qual caminho seguir. O segredo é que esse foco seja unir TI e negócios.

2- Apego ao tradicional

Outro ponto é a resistência que alguns gestores e membros da equipe têm. Muitos acreditam que, como alcançaram determinada posição pelos meios tradicionais, não há necessidade em mudá-los. Por isso não querem sair da zona de conforto.

É essencial que o gestor interessado saiba expor muito bem seus argumentos e explicar o porquê de essa mudança ser tão necessária. Pode-se envolver argumentos como a necessidade de se antecipar à concorrência, ter maior produtividade e agilidade, entre outros fatores importantes.

3- Foco na concorrência

Muitos gestores acreditam que enfrentar a concorrência com as estratégias digitais significa mirar nas outras empresas do seu setor.

Apesar de parecer algo correto e até óbvio, isso pode fazer com que a transformação digital da organização não envolva o que ela realmente precisa. Isso porque os especialistas afirmam que o ideal é focar nas empresas que são líderes digitais no geral e não apenas naquelas do mesmo segmento.

4- Poucos profissionais qualificados

Todas essas mudanças atuais precisam de profissionais capacitados para executá-las com sucesso. Nesse mercado, existe uma alta demanda e uma baixa oferta desses profissionais.

As companhias estão oferecendo altos salários para os engenheiros de software que tenham estudado as linguagens modernas de programação, assim como para os engenheiros de DevOps, os especialistas em Inteligência Artificial, os cientistas de dados, entre outros.

Muitos gestores possuem colaboradores competentes, mas que precisam de uma atualização em seus conhecimentos. É por isso que em muitos casos o indicado é estimular a realização de cursos que ampliem as habilidades dos profissionais de TI da empresa.

5- Ausência de continuidade

Grande parte dos gestores não têm interesse em “herdar” a transformação digital de outro gestor. Eles querem iniciar do zero e adicionar outras mudanças que deixem uma boa impressão em seu currículo.

Isso, somado à alta rotatividade de CEO’s e de colaboradores, faz com que não haja uma boa continuidade das estratégias digitais. E os recomeços afetam muito os prazos para que as mudanças gerem resultados positivos por razões diversas, incluindo o tempo de adaptação dos funcionários a elas.

Esses são apenas alguns dos motivos pelos quais as estratégias da transformação digital nas empresas podem não decolar como deveriam. Muitos gestores não têm ideia do que pode estar inviabilizando o sucesso do seu negócio.
 

Posts relacionados

Quais as oportunidades da Indústria 4.0 para as empresas?

Redução de custos e aumento da produtividade são apenas alguns dos benefícios dessa revolução tecnológica.

Como as empresas podem lidar com a  escassez de cientistas de dados?

As organizações devem repensar, reciclar, reorganizar e buscar o preenchimento da lacuna de talentos da ciência de dados.

Qual será o futuro da Indústria 4.0?


À medida em que a indústria avança, estamos presenciando o início da transição para a Fábrica Inteligente.

Escreva seu comentário