<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1159528794088341&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

CANAL WESTCON
Toda informação da tecnologia está aqui.

5 motivos que fazem a migração para nuvem falhar e como evitar

As empresas estão migrando mais aplicativos do que nunca para a Nuvem, mas muitas dessas iniciativas falham. Aprenda a evitar cometer erros.


O uso do Cloud Computing para aplicativos corporativos continua a crescer, com as organizações colocando mais cargas de trabalho em Nuvens públicas e adotando estratégias de várias Nuvens para gerar custos mais baixos, maior agilidade e maior flexibilidade.

Porém, nem todas as implantações na Nuvem oferecem esses benefícios - ou nenhum benefício. Muitos líderes de TI enfrentam falhas de migração na Nuvem, porque movem aplicativos apenas para descobrir que não funcionam tão bem lá como no local, forçando uma migração reversa.

Um estudo recente do provedor de segurança Fortinet, conduzido pela IHS Markit, descobriu que a maioria das empresas mudou um aplicativo baseado em nuvem de volta às instalações, depois de não ver retornos. Na pesquisa com 350 tomadores de decisão globais de TI, 74% relataram que haviam movido um aplicativo de volta para sua própria infraestrutura.

Isso, porém, está longe de ser o ideal. Mover cargas de trabalho é oneroso e muitas vezes perturbador, de acordo com especialistas. Pode haver problemas de desempenho, exposição adicional à segurança e interrupções no trabalho, além de uma perda de recursos de TI e de negócios.

New call-to-action

A seguir, entenda o que pode fazer a migração para a Nuvem falhar e como é possível prevenir isso:

1.Falta de pessoas qualificadas

Comunicar um resumo claro e ter as pessoas certas aumentará as chances de uma migração bem-sucedida. A Nuvem pública e privada, a Nuvem híbrida e as configurações de várias Nuvens, até o investimento em Infraestrutura como Serviço (IaaS), como AWS, Azure e Google Cloud ou PaaS (Plataforma como Serviço) é essencial para o processo. Garantir que as empresas tenham as pessoas qualificadas para avaliar os prós e contras de cada opção em relação aos objetivos da empresa é fundamental.

Todas as decisões serão parte integrante do sucesso da migração, especialmente porque o gerenciamento da Nuvem requer um conjunto de habilidades muito diferente para supervisionar os servidores tradicionais; portanto, a contratação de posições-chave precisará ser apoiada por um programa mais amplo de treinamento em suas equipes.

Os programas de treinamento de TI que cobrem uma ampla gama de especializações podem desempenhar um papel importante na migração para a Nuvem. Ter uma estratégia holística de treinamento de equipe, na qual os funcionários têm a tarefa de adquirir conhecimentos em áreas específicas, mas relevantes, pode levar ao amplo conhecimento necessário para lidar com a mudança para a Nuvem.

2. Estratégia

Quando se trata de migração, mais rapidez significa menos velocidade. Geralmente, é mais eficaz começar migrando serviços menos usados e, uma vez na Nuvem, ver como os serviços podem ser reduzidos para combinar com o uso real. Considere também o fato de que os aplicativos podem ter sido criados com base em suposições sobre a configuração do servidor, que podem não ser mais verdadeiras uma vez na Nuvem.

A nova infraestrutura deve vir com redundâncias e falhas em cofres. Se um data center individual ficar temporariamente indisponível, por exemplo, como isso afetará os negócios? A longo prazo, considere também o fato de que uma configuração de várias nuvens pode trazer o benefício de manter a organização flexível e minimizar o risco de bloqueio do fornecedor.

3. Negligenciar a Comunicação

A consumerização de TI levou a uma situação na qual os usuários não-técnicos geralmente têm o poder de implantar serviços em Nuvem conforme necessário. Em muitos casos, os esforços de migração fracassam porque os executivos não estão dando aos líderes de TI expectativas claras sobre as metas de negócios e a TI não pode especificar adequadamente os requisitos do projeto.

A solução: Esse é um problema que requer forte conhecimento em gerenciamento de projetos. Um gerente de projeto bem treinado pode servir como mediador entre os negócios e os líderes de TI, entendendo as necessidades e os desafios de ambos os grupos e garantindo que a migração da Nuvem permaneça focada nas prioridades corretas.

5.Custo

A migração para a Nuvem terá um custo inicial, tanto em termos de hardware quanto em termos de recrutamento e treinamento de pessoal. Tomar decisões com base em despesas de curto prazo será uma economia falsa.

Enquanto isso, ter experiência interna ajudará a garantir que o orçamento realista seja definido desde o início, além de reduzir o risco de atrasos e gastos excessivos no projeto. Garantir que o Gerente de Projetos Estratégicos tenha autoridade e suporte comercial ajudará a garantir que os custos e prazos fiquem no plano.

Posts relacionados

Quais são os custos do armazenamento em Nuvem?

Entenda como funciona esse tipo de serviço e descubra o que deve ser considerado no momento de contratar um fornecedor.

O que é governança de Cloud Computing?

Ao implementar ativos na Nuvem, as empresas precisam lidar com uma série de normas e regras. Saiba como a governança pode ajudar.

Como otimizar o custo da Cloud Computing?

Antes de contratar uma solução para o seu negócio é preciso saber exatamente o que deseja fazer.

Escreva seu comentário