<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1159528794088341&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
CANAL WESTCON
Toda informação da tecnologia está aqui.
  • Westcon-Comstor lança o BlueSky Solutions Markeplace
  • Baixe o ebook: saiba por que a mobilidade corporativa é essencial para o futuro da sua empresa
  • Partner Portal
  • Mantenha os dados seguros em tempos de Transformação Digital - Fortinet
  • Acesse agora
  • Partner Portal
  • Baixe o ebook: saiba por que a mobilidade corporativa é essencial para o futuro da sua empresa
  • Mantenha os dados seguros em tempos de Transformação Digital - Fortinet

5 maiores mitos sobre a Disrupção Digital desvendados

Postado por Equipe Westcon em 11/jan/2019 5:00:00

Veja como separar o fato da ficção em torno da tecnologia emergente que mudará os negócios e a indústria.

 

5 maiores mitos sobre a Disrupção Digital desvendados

 

 

Sempre que uma nova tecnologia chega ao mercado e ganha publicidade e atenção, surgem mitos junto com ela. Na maioria das vezes, esses mitos podem ser perigosos para o seu negócio. A disrupção digital (ou Digital Disruption) é uma dessas grandes novidades que vêm para mudar empresas e provedores de tecnologia.

A digitalização e disseminação de tecnologias terá implicações para as empresas, tanto positivas quanto negativas. Essas tecnologias desafiam o status quo e apresentam oportunidades para melhorar a eficiência e modelos de negócios inovadores.

Por exemplo, a mídia impressa sofreu diante de gigantes da publicidade digital como o Facebook e o Google. O Uber não apenas mudou a indústria de táxis, como também mudou o comportamento das pessoas. Agora, as pessoas ignoram a premissa do senso comum que diz que não se deve entrar em carros com estranhos.

Esses mercados foram interrompidos pela introdução de novas tecnologias. As rupturas de padrão estão em toda parte, mas os mitos em torno delas podem impedir a inovação jogando com nossos medos ou nos dando falsas esperanças. No entanto, é importante não descartá-los completamente, mas sim investigar por que eles existem.

A disrupção tem o potencial de remodelar os mercados mais rapidamente. Mesmo que seu modelo de negócios precise de alguns ajustes em relação à digitalização, nem tudo é ruim. Não há como negar que a digitalização afetará as empresas em todos os setores, mas há alguns mitos que devem ser desmascarados sobre a ruptura digital. Vamos conhecê-los?


1. Ruptura é ruim

A palavra ruptura é forte, e ao pronunciá-la, certamente ela transmite a impressões negativas. Mas nem sempre ruptura significa algo ruim. Algo que se rompe sempre traz efeitos negativos e positivos, o que pode ser uma ameaça para um pode ser a resolução de um problema para outro. De algum modo, a ruptura é sempre boa para alguém ou benéfica em alguma situação, principalmente quando falamos sobre negócios.


2. Modelos de negócios vão desaparecer

Um dos pontos levantados quando se discute a ruptura digital é que as novas tecnologias tornarão os modelos tradicionais de negócios obsoletos. Embora isso possa ter sido verdade em alguns casos, também é possível que empresas digitais e tradicionais coexistam.

Um exemplo é o Ensino Superior. Apesar da explosão na disponibilidade de cursos online, o número de alunos em tempo integral continua dobrando desde os anos 80. Os cursos online e EAD não substituíram o ensino tradicional e ambos coexistem muito bem.


3. Alterações são problemáticas

Algumas pessoas dizem que qualquer mudança é uma ruptura mas, na realidade, a ruptura é uma mudança fundamental em um sistema ou ambiente. Um novo recurso ou modismo é confundido como uma disrupção. A principal diferença é a longevidade.


Por exemplo, o jogo de realidade aumentada Pokemon Go foi uma moda passageira, enquanto o iPhone foi uma ruptura. As verdadeiras disrupções são de longo prazo e têm muitos efeitos secundários.O iPhone levou à criação de aplicativos e à substituição de dezenas de itens físicos, por exemplo.


4. Tudo acontece do dia para a noite

Pode parecer que a Netflix apareceu durante a noite, quebrando lojas de locação de filmes como a Blockbuster em um piscar de olhos. Mas a Netflix entrou em cena em 1999, mais de uma década antes da Blockbuster declarar falência em 2010.

Durante esse período, a Netflix lentamente alterou seu modelo de negócios em resposta aos seus clientes, tornando-se gradualmente a empresa multibilionária que é hoje.

Embora a disrupção não aconteça da noite para o dia, ter sucesso diante de interrupções é um processo iterativo. Não tenha medo de falhar — suas primeiras ideias podem não funcionar. Esteja disposto a voltar para a prancheta e ser persistente.


5. A disrupção digital é só para os grandes

Google, Amazon e Facebook não são os únicos disruptores que estão em alta. Mesmo que os gigantes digitais cheguem lá primeiro, a maior parte das interrupções acontece em milhares de pequenas, médias e grandes empresas.


Recomendação de negócios: examine os efeitos secundários das rupturas, que afetarão uma ampla gama de empresas e indivíduos. É basicamente aquele ditado: “se você não pode vencê-los, junte-se a eles”.

Embora seus negócios provavelmente sejam afetados por disrupções digitais, nem todos os impactos serão negativos. Algumas empresas tradicionais prosperaram e as mudanças provavelmente ocorrerão durante um grande período de tempo, permitindo que você teste várias estratégias para mitigar os impactos da interrupção digital.

Além disso, lembre-se de que não há uma solução única para os desafios apresentados pela disrupção digital. Isso afetará diferentes negócios de diferentes maneiras.

Lembre-se disso e de que, no final do dia, tudo se resume a estar em sintonia com as necessidades de seus clientes. Manter-se em sintonia com seus clientes e acompanhar de perto os impactos das tecnologias digitais em seus negócios e seus concorrentes será bom para o futuro de sua empresa.

Categoria(s): Transformação Digital