<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1159528794088341&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

CANAL WESTCON
Toda informação da tecnologia está aqui.

4 principais pilares de uma estratégia de análise bem-sucedida

  • Categoria:

    Big Data

    | Tempo para ler: 4 min

Sem uma estratégia clara, as equipes podem tomar o caminho errado. 

 

4 principais pilares de uma estratégia de análise bem-sucedida

 

As análises permitem a extração de insights de alta qualidade, oportunos e acionáveis para ajudar os líderes a tomar decisões mais bem informados. A maioria das funções analíticas hoje em dia são divisões centralizadas de especialistas. Eles suportam equipes internas, fornecendo relatórios, painéis, análises personalizadas, inteligência de negócios e, em alguns casos, produtos de dados avançados que aproveitam o profundo conhecimento do setor.

Mas sem uma estratégia clara, as rápidas mudanças no mundo da análise podem levar a equipe na direção errada, com testes caros e integrações longas que podem custar ao time executivo um tempo valioso.

A colaboração digital pode ser uma saída e já faz parte desse cenário. Ela permite que os colaboradores eliminem ferramentas que não estejam conectadas.
Plataformas de colaboração de e-mails em Cloud Computing já fazem parte da realidade de muitas empresas. Elas garantem ao usuário informações e preparação para qualquer mudança no modo de trabalhar e são muito úteis em qualquer estratégia de análise.


O novo líder de análise multidisciplinar

Hoje, a análise de Big Data é uma área multidisciplinar de conhecimento que exige um profundo saber nas áreas de finanças, marketing e tecnologia. O novo líder de análise precisa ser capaz de liderar e inspirar equipes de alto desempenho, ser um líder de pensamento visionário e influenciar a organização com análises preditivas estratégicas de alta qualidade.

Como especialista, o chefe de análise precisa ser um colaborador-chave para a visão global e desenvolver relacionamentos consultivos em toda a organização, para permitir que os líderes tomem decisões baseadas em dados e permaneçam à frente dos concorrentes.


Como desenvolver uma boa estratégia

Uma boa estratégia de análise precisa permitir o desenvolvimento de uma cultura orientada por dados que identifique sinais de mudança e impulsione a transformação dos negócios. Para ter sucesso, é fundamental que a organização desenvolva talentos e impulsione a inovação, para se preparar para o futuro.

Ba

 

Os 4 pilares do sucesso

Para criar planos e estratégias bem-sucedidas, é preciso planejamento. Comece definindo metas gerais e, em seguida, metas mais específicas. Considere como você poderá medir e divulgar os resultados. Com base nessa primeira análise, ajuste seus planos para conduzir todos os outros.

A seguir, vamos conhecer 4 pilares para ajudar a desenvolver uma sólida estratégia de análise para qualquer setor que possa ser adaptado em diferentes culturas e empresas de qualquer tamanho.


1. Conheça os funcionários e desenvolva talentos

Para conhecer mais seus colaboradores, passe um tempo com eles e descubra como eles trabalham. Aprendendo com eles in loco você terá como saber o que os tornará bem-sucedidos.

Recrutar, desenvolver e reter uma equipe diversificada é difícil. Portanto, incentive uma cultura de confiança que recompense os comportamentos certos. Desenvolva ferramentas de aprendizagem contínua que suportam clientes internos e externos.

Identifique oportunidades e entreviste usuários para reunir dados que o ajudarão, mais tarde, nas tomadas de decisões.


2. Crie uma cultura orientada por dados

Envolva-se com clientes internos para melhorar a entrega de necessidades de projetos analíticos. Faça audição de ferramentas de análise e o catálogo de relatórios, duplicação limpa e sobrecarga.

É interessante monitorar os sinais vitais de negócios criando painéis para uma cultura de transparência. Ativar sistemas visuais de narração de histórias que difundem análises em toda a organização também fará a diferença. Por fim, desenvolva uma pesquisa criteriosa e consultiva liderada por uma forte metodologia.


3. Apoie a transformação de negócios

Para apoiar a transformação é preciso fornecer liderança de pensamento em técnicas analíticas e novas soluções, desenvolver relações de confiança com líderes de negócios e entender suas necessidades e alinhar com KPIs locais para desenvolver análises detalhadas e soluções personalizadas.

Além disso, é fundamental desenvolver habilidades e alinhar recursos antigos às novas necessidades da organização e permitir que sistemas de controle de qualidade e ferramentas de auditoria e conformidade e treinamento.


4. Direcionar Inovação e estratégia de comunicação

Os usuários precisam estar cientes das mudanças nos sistemas e aplicativos, e qualquer inovação e mudança que a empresa fizer, é importante mantê-los a par. Educar no uso criativo de dados e análises para resolver problemas de negócios também são tarefas da empresa.


É preciso, também, identificar tendências externas para informar decisões estratégicas, incentivar uma cultura de inovação orientada por dados, trazendo oradores externos e, por fim, criar e testar novas maneiras de transformar as práticas atuais.


 

Posts relacionados

5 dicas para ter sucesso com Big Data

Toda organização possui dados massivos que aumentam a cada minuto. Entenda como administrá-los.

7 tendências de Big Data que estão impactando as empresas

O Big Data ajuda as organizações que têm responsabilidades críticas em tornar o mundo um lugar melhor para aprimorar seu trabalho.

Como o gerenciamento de riscos pode ajudar a proteger a IoT e Big Data?

O algoritmo na análise de risco usa uma classificação de critérios de segurança industrial que determinam quais áreas da infraestrutura de IoT industrial estão em maior risco para um ciberataque.

 

Escreva seu comentário