<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1159528794088341&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

CANAL WESTCON
Toda informação da tecnologia está aqui.

4 erros na migração de dados que as empresas devem evitar

Esse processo traz muitas vantagens para os negócios, no entanto, quando realizado de forma inadequada, pode gerar grandes prejuízos.

 

A Computação em Nuvem está cada dia mais presente nas empresas, fazendo parte das estratégias de TI e auxiliando na otimização dos negócios. Devido a isso a migração de dados vem sendo utilizada como uma tática institucional importante.

Com a Cloud Computing, as empresas passam a contar com maior flexibilidade, escalabilidade, produtividade, segurança e redução de custos. Por isso cada vez mais organizações têm investido nessa tecnologia como forma de aprimorar suas operações e ganhar competitividade.

Embora a migração de dados proporcione grandes vantagens para os negócios, muitas empresas ainda cometem erros no processo que podem comprometer todo o resultado esperado, afetando a segurança, eficiência e agilidade da Nuvem.

Isso acontece porque algumas organizações realizam a migração às pressas e sem nenhum planejamento. Para ter sucesso nessa tarefa, é necessário contar com um processo bem-definido.

Pensando nisso, preparamos este conteúdo abordando os principais erros cometidos na migração de dados para auxiliar seus clientes nesse processo. Lembre-se que uma estratégia ruim pode levar a custos inesperados e a perda de dados. Por isso, é fundamental evitar as falhas a seguir. Então, acompanhe!

A importância da migração para a Nuvem

Todos os momentos, diferentes inovações são incorporadas à rotina corporativa, sem contar ao enorme volume de dados que são gerados e compartilhados atualmente. As empresas precisam lidar com essa realidade diariamente e ser capaz de atender a todas as novas necessidades do mercado.

Para conseguir suportar as demandas organizacionais atuais foi necessário buscar por ambientes escaláveis e seguros que pudessem se adaptar rapidamente, sem a perda de desempenho. É nesse contexto que a migração para a Nuvem se tornou fator crucial para as estratégias corporativas.

Contudo, muitas empresas ainda possuem pouco conhecimento sobre essa tendência e acabam realizando uma migração interna e manual, o que pode levar a suscetíveis erros, custando muito caro para os negócios.

Por isso é necessário realizar uma migração bem planejada e evitar alguns erros para que o processo seja bem-sucedido.

4 erros na migração de dados

1. Escolher a primeira opção

Um dos principais erros cometidos na migração para a nuvem é a falta de planejamento prévio. Muitas empresas apenas iniciam o processo, sem definir metas, objetivos e nem ao mesmo pesquisar as opções disponíveis no mercado.

É importante ter em mente que nem tudo irá para Cloud, por isso, a empresa deve analisar os prós e os contras, definir o que vale a pena ser transferido e aquilo que precisa ser mantido no local. Enfim, há muitos fatores a serem considerados.

Portanto, antes de iniciar o processo, a organização deve buscar boas referências de fornecedores para hospedar suas aplicações, analisar seus sistemas e definir o que será migrado, considerar quais são as suas necessidades e apenas após isso fechar o contrato com um provedor.

2. Utilizar uma Nuvem inapropriada

Ligada a falha anterior, a escolha errada de qual opção de serviço em nuvem utilizar é outro grande problema. Devido a falta de análise prévia, algumas organizações optam por aquela que seja mais econômica, sem considerar qual é a hospedagem apropriada para seus sistemas.

Embora os custos devam ser um fator a ser analisado no momento de escolher o fornecedor desse serviço, eles não podem ser determinantes. A empresa deve buscar por modelos e fornecedores capazes de atender as demandas do seu tipo de negócio.

3. Não considerar a segurança dos dados

Há quem acredite que ao migrar para a nuvem a segurança da informação passa a ser totalmente do fornecedor do serviço. No entanto não é bem assim.
Manter a segurança dos dados deve ser uma responsabilidade partilhada entre a empresa que contrata o serviço e o provedor. Por isso, é necessário desenvolver políticas internas de proteção, incentivar boas práticas aos colaboradores e investir em soluções robustas de segurança.

4. Realizar a migração sem ajuda especializada

Outro grande erro cometido ao realizar a migração para Cloud Computing é a realização desse processo sem a ajuda de profissionais capacitados..

Mesmo que tenha uma equipe de TI interna, muitas vezes, a organização não conta com pessoas especializadas nessa tecnologia e, sem o conhecimento adequado, uma migração pode gerar grandes problemas, como a indisponibilidade dos serviços e violações de segurança.

Dessa forma, a empresa precisa contratar profissionais específicos ou buscar por uma consultoria especializada em migração para Nuvem. Assim, é possível realizá-la corretamente.


Posts relacionados

7 estratégias para escolher corretamente um fornecedor de Cloud Computing

Existem algumas práticas importantes a serem seguidas para manter seus dados e sua empresa protegidos contra danos.

Cloud Computing e Internet das Coisas: qual a relação dessas tecnologias?

Quando trabalhadas juntas, essas duas tendências são capazes de aprimorar os processos corporativos e auxiliar no crescimento dos negócios.

Por que o gerenciamento de Multicloud ainda é um desafio para empresas?

Ao usar vários provedores de nuvem, é possível que surjam alguns problemas.

Escreva seu comentário