<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1159528794088341&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

CANAL WESTCON
Toda informação da tecnologia está aqui.

3 pontos-chaves para a segmentação de rede

  • Categoria:

    Segurança

    | Tempo para ler: 2 min

  • Categoria:

    Redes

    | Tempo para ler: 2 min

Apostar nessa abordagem, faz com que empresas estejam prontas para proteger a rede e dados críticos contra ameaças virtuais cada vez mais sofisticadas.

 

3 pontos-chaves para a segmentação de rede

 

Quando um malware consegue infectar um equipamento, ele pode se mover lateralmente pela rede, contaminando outros dispositivos e servidores, tendo amplo acesso aos dados. A segmentação de rede permite que a empresa reduza a movimentação do hacker, limitando as infecções.

Essa solução de segurança é uma das melhores maneiras de proteger as informações e ativos de TI. Ela isola ambientes e sistemas críticos das outras áreas da rede, assim torna-se mais difícil para os criminosos obterem vantagens das fraquezas na infraestrutura e nas políticas de proteção.

Quando surge uma ameaça de origem interna ou externa, a segmentação de rede fornece a camada essencial de defesa projetada para ativos de informações de usuários não autorizados.

Para garantir uma abordagem efetiva de segmentação, que esteja sempre pronta para novas tecnologias e consiga atender às necessidades da empresa, é preciso que ela faça parte do planejamento de segurança da corporação e a equipe de TI esteja preparada para utilizá-la. Por isso, é essencial conhecê-la a fundo.

 

Confira alguns pontos-chaves sobre a segmentação de rede:

1- Compreenda a segmentação de rede

Muitas empresas ainda falham na segmentação por não saberem lidar com ela. É necessário ter em mente que essa é uma abordagem que permite separar aplicativos e dados semelhantes com ingresso por grupos específicos. Além de limitar o alcance de acesso fornecido a um insider, parceiro ou a terceiros.

2 - Não deixe uma rede plana ser um convite para uma violação

Quando uma rede não é segmentada, hackers e usuários mal-intencionados são livres para percorrê-la e acessar facilmente propriedade intelectual e ativos de dados. Com a segmentação de rede, as organizações podem melhorar a segurança, controlando o acesso a informações confidenciais na forma de permitir ou negar o acesso à rede.

3 - Aproveite a segmentação da rede para simplificar a manutenção

Configurar uma abordagem de segmentação de rede exige, primeiramente, estabelecer uma base sólida. As organizações precisam classificar e agrupar itens de dados relacionados. A partir daí, é preciso entender quem deve ou não ter acesso.

 

Segmentação de Rede Simplificada

Os profissionais de TI não precisam mais alterar manualmente o acesso à rede em vários equipamentos. Em vez disso, eles podem, simplesmente fazer uma alteração de política que ajusta a acessibilidade com base no perfil do usuário, no tipo de dispositivo, no uso da aplicação e assim por diante.

Dessa forma, além da TI manter insiders maliciosos e usuários não autorizados longe dos ativos de dados é possível ajudar a empresa a implantar novos modelos e, ao mesmo tempo, reduzir riscos e simplificar auditorias.

 

Ba

Posts relacionados

6 características que um bom gestor de segurança da informação deve ter

Como visão estratégica, liderança e outras características podem contribuir para o sucesso do trabalho de um gestor?

3 tendências de segurança da informação para o futuro

Cloud Computing, Internet das Coisas e Machine Learning podem revolucionar a segurança da informação.

4 dicas para uma gestão de riscos eficiente

Saiba como gerenciar os riscos de forma mais eficiente, garantindo o sucesso do seu negócio.

Escreva seu comentário