<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1159528794088341&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
CANAL WESTCON
Toda informação da tecnologia está aqui.
  • Westcon-Comstor lança o BlueSky Solutions Markeplace
  • Free Trial SEP Cloud - Alta proteção de endpoints com uma solução intuitiva. Ofereça já para seus clientes.
  • Partner Portal
  • Mantenha os dados seguros em tempos de Transformação Digital - Fortinet
  • Acesse agora
  • Partner Portal
  • _banner-home-mobile_-symantec-sep-cloud.png
  • Mantenha os dados seguros em tempos de Transformação Digital - Fortinet

3 dicas para reduzir riscos na conformidade de dados

Postado por Equipe Westcon em 26/jan/2017 5:00:00

O uso de Big Data pelas corporações tem aumentado a quantidade e complexidade dos dados. Confira três etapas a serem adotadas por sua equipe para evitar as preocupações com conformidade.

 

26_01_Blog_West-[700x165].jpg


A origem dos dados utilizados é cada vez mais variada - de videos, fotos, registros de áudio, fornecedores, clientes, entre outros. Os analistas de dados executam uma “limpeza” dessas informações para encontrar as respostas que a empresa procura para conseguir aprimorar os negócios. Porém, durante o processo, eles se modificam e ganham novos formatos, tornando para a TI uma tarefa complicada executar a conformidade desses dados devido às constantes transformações

 

Para tentar lidar com a situação, gestores de TI podem criar uma estrutura corporativa que aborde amplamente todos os dados, sistemas, usuários, além de classificar se as informações podem ser consideradas confiáveis.  O grande desafio de conformidade de dados é formular uma estrutura corporativa para lidar com essas informações.

 

Outra preocupação no processo está relacionada à avaliação e cuidado com riscos que podem surgir com o Big Data, como a proteção de propriedade intelectual e as devidas divulgações legais que devem ser feitas. Ao desenvolver suas políticas, as organizações precisam estar atentas a esses detalhes, além de procurar auditorias para aconselhamento legal.

 

Ao estabelecer uma estrutura de conformidade em torno de Big Data, algumas medidas ajudam a empresa a proteger seus sistemas e dados. Confira três passos importantes:

 

1 - Avaliar o empenho da conformidade de dados

Muitas vezes, algumas empresas, ao criarem um plano de proteção de dados, seguem diretrizes de TI prontas sobre segurança e privacidade de grandes empresas, porém, dessa forma, não é possível abordar a singularidade e especificidades das transformações de dados que cada corporação lida. Por isso, cada companhia precisa definir suas próprias abordagens de segurança, além de determinar os pontos em que a conformidade será aplicada, como e porque ela será aplicada.

 

2 - Analisar como a proteção dos documentos é realizada

Os registros da corporação devem ser armazenados de forma segura, pois algumas dessas informações podem ser altamente sensíveis, como aquelas que incluem registros financeiros, informações pessoais de colaboradores e clientes, segredos comerciais, entre outros. As medidas de segurança padrão devem incluir a limitação de acesso à sala e sistema em que os dados ficam armazenados.

 

3 - Definir novas estratégias de conformidade para o gerenciamento de Big Data

Antigamente, com bancos de dados relacionais e dados estruturados era mais fácil identificar e recuperar informações. Agora, com o Big Data, as informações podem ser desestruturadas e imprevisíveis, o que torna a tarefa de lidar com dados sensíveis mais complicada. Eles requerem diretrizes reguladoras de proteção, por isso, é importante definir novas estratégias para o gerenciamento de conformidade.


Há muitos outros aspectos para lidar com projetos de Big Data de forma correta e medidas emergentes de conformidade específicas. Os gestores de TI devem acompanhar as evoluções e ficarem atentos à medida que novos aspectos se desenvolvem.

 

Conheça a ForeScout

Categoria(s): Big Data