<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1159528794088341&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

CANAL WESTCON
Toda informação da tecnologia está aqui.

10 dicas para profissionais iniciantes em virtualização

Aprimore suas habilidades sobre essa tecnologia e coloque em prática o projeto de sua empresa com sucesso.

 

10 dicas para profissionais iniciantes em virtualização

 

Muitos profissionais de TI têm se aventurado a utilizar a virtualização de forma amadora, porém, em diversas situações, acabam não tendo sucesso em seus projetos. Por isso, é necessário conhecer a fundo sobre essa tecnologia para conseguir atender a todas as necessidades corporativas.

Se sua empresa está iniciando uma virtualização, há algumas habilidades que você precisa compreender para lidar com a infraestrutura virtualizada. Além disso, é importante criar estratégias para realizar a transição para o ambiente virtual sem complicações.

Pensando nisso, separamos 10 pontos a serem considerados por você antes de começar o processo em sua organização:

1 - Planejamento

Antes de colocar em prática a virtualização, crie um planejamento completo. Fatores importantes como requisitos de hardware, quais cargas de trabalho serão priorizadas, o gerenciamento da migração, entre outros devem ser considerados.

2 - Compatibilidade

Para não ter problemas de compatibilidade, é necessário que o profissional de TI verifique hardwares e softwares. Tudo deve estar devidamente organizado para continuar funcionando em conjunto.

 

3 - Armazenamento

A TI deve decidir qual o tipo de armazenamento compartilhado irá ser usado. Uma matriz SAN (Storage Area Network) tradicional, por exemplo, exigirá hardware e uma equipe especializada para gerenciá-lo, enquanto o armazenamento virtual oferece custos menores de capital e gerenciamento facilitado. Portanto, cabe ao profissional de virtualização determinar o ideal para os negócios da empresa.

4 - Gerenciamento

Certifique-se de que a administração do armazenamento e de todos os outros recursos esteja sendo realizada de forma eficiente.

5 - Políticas de segurança

Defina a melhor estratégia para desenvolver as normas de segurança e conformidade para que haja o mínimo de impacto possível no desempenho.

6 - Memória e Recursos

Identifique os lugares que a empresa necessita que mais recursos e memória sejam alocados, assim, sua gestão pode reduzir significativamente os gastos.

7 - Balanceamento de máquinas virtuais (VMs)

É necessário definir como as máquinas virtuais serão equilibradas. Cada aplicativo tem requisitos específicos, portanto as VMs podem ser personalizadas para cada tipo de aplicação.

8 - Desempenho

O desempenho e a disponibilidade das VMs devem ser monitorados para otimizar a performance de I/O (entrada/saída), identificar possíveis problemas e realizar as recuperações necessárias.

9 - Flexibilidade

Use o gerenciamento de operações para obter o máximo de disponibilidade da plataforma de virtualização. É possível recuperar a capacidade não utilizada e aumentar as taxas de consolidação.

10 - Planejamento para o futuro

Não é apenas a programação inicial que se deve projetar. Considere os planos futuros de crescimento de sua empresa ao realizar a mudança para a virtualização. Busque por oportunidades de expansão dos negócios e crie novos projetos para explorar e ampliar a virtualização de suas aplicações.

 


A migração para o ambiente virtual requer que o profissional siga práticas e procedimentos recomendados para criar resultados excelentes. Portanto, seguir essas táticas irá proporcionar as habilidades que você necessita para se tornar um expert em virtualização.

 

Torne-se um especialista em virtualização

Posts relacionados

Quais os benefícios da virtualização de data centers para as empresas?

Adotar essa solução pode proporcionar vantagens palpáveis para os negócios de seus clientes, tanto em redução de custos, quanto em agilidade na TI.

 

Escreva seu comentário