<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1159528794088341&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

CANAL WESTCON
Toda informação da tecnologia está aqui.

10 coisas que você deve saber sobre a implantação de uma rede definida por software

  • Categoria:

    Redes

    | Tempo para ler: 5 min

A SDN ainda está sendo incorporada gradativamente entre as empresas. Por isso, é importante ter uma visão clara de como essa tecnologia irá beneficiar os negócios e quais os seus impactos antes de aderi-la.

10 coisas que você deve saber sobre a implantação de uma rede definida por software

 

A implementação de Redes Definidas por Software (SDN) pelas corporações está revolucionando a forma como a segurança de dados é tratada, como já trouxemos na postagem "O futuro da segurança de rede". O objetivo do SDN é tornar as redes dinâmicas e ágeis assim como o armazenamento e os servidores virtuais. Isso é possível por meio de uma camada de software no topo do hardware de rede, permitindo que os administradores de rede definam regras de negócios para o roteamento de tráfego da rede, sem que seja necessário realizar configurações manuais de hardware.

SDN é ainda um conceito novo para a maioria das organizações. Por isso, antes de realizar a implantação, o departamento de TI deve observar de perto suas necessidades, estudar as soluções SDN disponíveis, realizar testes para decidir qual a melhor aplicação e apenas assim colocá-la em uso.

Então, quais são as questões de planejamento de SDN que as organizações devem pensar antes de realizar o processo?  Confira 10 considerações fundamentais para se ter em mente:

 

1 - Garantir a visibilidade de ponta a ponta da rede a qualquer hora do dia

O SDN permite resposta imediata à demanda de recursos de rede. Porém, isso pode afetar os procedimentos de gerenciamento manual das redes físicas. A sincronização das atividades deve fazer parte da implementação.

2 - Evitar problemas de capacidade da rede

A virtualização permite implantar novos recursos rapidamente, mas também cria uma sobrecarga extra significativa que deve ser gerenciada continuamente. Isso ocorre mais frequentemente em situações de alocação de recursos sob demanda. Depois que a demanda desaparece, a TI acaba se esquecendo de desprovisionar os recursos extras, então esses recursos continuam a colocar demandas sobre a capacidade da rede, mesmo quando ela não é necessária. Por isso, o desprovisionamento deve ser incorporado em qualquer implantação do SDN como uma última etapa lógica depois que a necessidade do recurso provisionado parar.

3 - Solução de monitoramento de desempenho

Como a SDN é uma abordagem de rede em evolução, muitas soluções de monitoramento de desempenho das redes corporativas ainda não estão totalmente prontas para SDN. Essas soluções devem oferecer interfaces de programação de aplicativos abertas (APIs) que permite a conexão com o SDN. Além disso, também devem ser capazes de integrar dados de forma híbrida, ou seja, de rede SDN com dados de redes não SDN. O gerenciamento de desempenho deve ter uma visão de 360 graus da rede.

4 - Vinculando o desempenho da rede às necessidades específicas do negócio

Os administradores de rede devem conseguir responder a questões de negócio específicas para cada tipo de situação. Para isso, o software de monitoramento de desempenho deve ser capaz de integrar relatórios de desempenho de redes SDN e não SDN, organizando os dados para que possam informar, gradualmente, sobre o contexto dos negócios específicos. Isso pode exigir alguma personalização do software de gerenciamento de desempenho da corporação.

5 - Gerenciando riscos de segurança

Como o SDN é uma nova tecnologia, as organizações podem enfrentar riscos de segurança elevados.Para se prepararem para esse tipo de situação, os gestores de TI devem se informar sobre as possíveis fraquezas do protocolo e os perigos da personificação do switch SDN para serem capazes de tomar as medidas de precaução necessárias.

6 - Coordenação da segurança da rede SDN com a segurança do aplicativo

Ao implementar a rede definida por software, é necessário verificar as aplicações que utilizam a rede. O departamento de TI deve assegurar que as práticas recomendadas de segurança sejam sincronizadas com as práticas de segurança utilizadas na SDN. A melhor forma de realizar esta tarefa é rever os padrões de codificação de aplicativos para garantir que as rotinas de segurança atendam às necessidades das redes SDN e não SDN.

7 - Garantia de qualidade de serviço (QoS)

Garantir a QoS pode não ser uma tarefa simples. Cada fornecedor costuma pré-configurar os recursos de QoS em seus próprios dispositivos, criando padrões de fábrica. Porém, ao utilizar todos os dispositivos em conjunto na rede, com configurações de QoS diferentes, algumas incompatibilidades entre os dispositivos pode acontecer. Por isso, as regras específicas e provisionamento de rede devem ser cuidadosamente definidos e rigorosamente aplicados.

8 - Usando fornecedores externos

Ao utilizar fornecedores externos em instalações de serviços de rede, é necessário se certificar de que eles sejam especializados em SDN pois é importante tomar cuidado para que todas as regras exigidas sejam seguidas.

9 - Integrando WAN

O SDN foi projetado principalmente para ser usado em redes corporativas internas. Porém, muitas empresas solicitam o serviço de ponta a ponta, ou seja, nas redes internas interligadas às WANs (Wide Area Network). Caso a empresa deseje integrar o desempenho de redes internas com uma WAN externa, a equipe de TI deve, primeiramente, realizar um planejamento exigido pela SDN, para que não ocorra nenhum erro posterior no desempenho.

10 - Conhecimentos e práticas recomendadas da SDN

A taxa de adesão da SDN pelas organizações tem acontecido de forma lenta - um dos motivos é a constante evolução da tecnologia e os muitos pontos de rede que devem ser trazidos para SDN para que a organização aproveite todos os seus benefícios. Portanto, ao realizar o processo, é necessário utilizar diversas práticas próprias, pois ainda há muito para se descobrir sobre essa tecnologia. É importante consultar especialistas em SDN e fornecedores experientes para evitar erros que podem causar diversos prejuízos à corporação.

 

CTA Juniper - Torne-se uma revenda

Posts relacionados

  • Redes | Tempo para ler: 3 min

O que é monitoramento de rede e como fazê-lo com eficiência?

Garantir um bom desempenho do sistema e a segurança dos dados é crucial para qualquer empresa. Veja como a gestão de rede pode ajudar.

Como o 5G irá impactar o uso de Cloud Computing?

A tecnologia 5G está cada dia mais próxima de se tornar uma realidade. Veja como ela poderá ser um grande diferencial para as aplicações na Nuvem.

4 estratégias para garantir a segurança da SD-WAN

Adotar uma rede definida por software tornou-se uma prioridade para as empresas digitais. Saiba como fazer isso sem colocar os dados corporativos em risco.

Escreva seu comentário