<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1159528794088341&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
CANAL WESTCON
Toda informação da tecnologia está aqui.
  • O data center deve acompanhar seu ritmo de negócios. Simplifique.
  • Treinamentos VMware
  • Para de se estressar com chamadas de voz sem qualidade
  • Esteja sempre presente para ótimos negócios
  • Como guiar seu cliente para um Data Center moderno
  • Como alcançar uma segurança inteligente após a transformação digital
  • Treinamentos VMware
  • Seu data center acompanha a velocidade do seu negócio? Simplifique.
  • 5 razões para sua revenda de TI oferecer mobilidade corporativa
  • Pare de se estressar com chamadas de voz sem qualidade
  • Esteja sempre presente para
  • Como
  • Como alcançar uma segurança inteligente após a transformação digital

É seguro investir em moedas digitais?

Postado por Equipe Westcon em 9/jan/2018 5:00:00

O bitcoin tem permitido que empresas realizem suas transações de forma rápida, prática e sem a necessidade de intermediários. Mas, muitos empresários ainda não apostaram nessa alternativa por medo de sofrerem prejuízos.

 

É seguro investir em moedas digitais?

 

Bitcoin é uma criptomoeda que vem se popularizando no mundo todo e já tem sido utilizada por diversas empresas na realização de suas transações. Ela é a primeira moeda digital descentralizada, que permite a realização de transações financeiras online entre pessoas sem a necessidade de depender de um intermediário legal regulador.

Essa tecnologia digital, que permite a reprodução de pagamentos eletrônicos, oferece uma maior eficiência, agilidade e economia, além de uma maior facilidade no processo, que pode ser realizado por qualquer pessoa por meio de um dispositivo conectado à internet, sem limite mínimo ou máximo de valor.

Para que seja possível utilizar bitcoins e a transação ser efetivada entre duas pessoas ou empresas é necessário que uma terceira parte valide a operação. Isso só é possível por meio do Blockchain, que é uma cadeia de blocos interligados em que as transações são registradas.

O blockchain funciona como um banco de dados não convencional e é o principal elemento entre os que garantem que as transações sejam efetivamente protegidas contra criminosos, justamente por não ter uma base de dados centralizada. Assim, se torna quase impossível que um hacker consiga invadi-lo.

Ao utilizar esse sistema, as corporações ainda podem contar com a transparência no momento de compartilhar informações sigilosas. Após o registro das operações, elas não podem ser apagadas e, para serem aceitas, é necessário que todas as máquinas da rede façam a verificação para evitar que algum erro aconteça.

O bitcoin tem se mostrado muito vantajoso para as empresas que estão investindo nesse tipo de transação. Um de seus principais benefícios é sua autonomia. Como a moeda não é vinculada a um banco central, não sofre com alterações no mercado, como em caso de instabilidade econômica.

 

 

Clique e

 


Ele é rentável e conta com o reforço da criptografia para garantir uma maior segurança. No entanto, é importante lembrar que assim como qualquer outro investimento, é necessário muita cautela, pois essa alternativa também apresenta riscos.

Da mesma forma que a moeda comum pode variar seu valor, elevando ou decrescendo rapidamente seu preço, o bitcoin também pode ser desvalorizado e o investidor ter prejuízos.

Por isso, é necessário que a empresa esteja preparada para entrar nesse tipo de negócio, sem prejudicar suas finanças. Ela deve tomar alguns cuidados, como acompanhar as tendências do mercado para estudar qual é o momento ideal para investir.

Além disso, para ser possível investir em bitcoins, a organização deve contar com uma equipe de TI eficiente e dispositivos de última geração, com alto poder de processamento, pois a aplicação da criptomoeda é feita por meio da mineração, um processo gerenciado por softwares específicos que devem ser instalados no computador.

Por meio deles é possível se conectar a uma rede interligada com outros computadores, os quais servirão de “nós” do sistema, controlando as transações, validando os dados e garantindo a segurança na troca de informações relacionadas à moeda.

Portanto, é necessário manter profissionais capacitados focados na administração dos processos, além de criar uma carteira virtual para gerenciar as criptomoedas e transações da empresa.

Para garantir que elas sejam bem-sucedidas, é importante, ainda, tomar algumas medidas de seguranças para evitar que fraudes atrapalhem, como criar senhas fortes, contar com um bom antivírus atualizado e sempre verificar se o site acessado possui conexão criptografada.

 

Categoria(s): Blockchain, Criptografia